Mas não é bem assim. Passa a sexta, vem o sábado e no domingo, para muitos, começa a existir uma sensação de agonia, angústia, por vezes um vazio existencial, principalmente ao lembrar que na segunda começa tudo de novo. Por que nos sentimos assim?

Por que ao final de semana a maioria dos trabalhadores sente-se aliviada apesar de insatisfeita. Você vai ouvir muito está frase: Até que enfim é sexta-feira, mas dificilmente ouvirá alguém dizer: “Hoje é segunda-feira, graças a Deus!”

Para muitas pessoas, hoje o trabalho também é fonte de realização e desenvolvimento, motivação e satisfação, onde o ser humano sente-se como participante de um processo de socialização e integração na busca de sua identidade para consigo e com os outros.

Contudo para outras, pela perda do sentido em suas tarefas, o trabalho tornou-se apenas uma fonte econômica de sobrevivência, numa clara perda de identidade para com ele. O trabalho rotineiro, sem prazer, reconhecimento, autonomia, valores e propósito perdeu seu valor. O ser humano trabalha muitas vezes apenas pelo salário, para pagar contas.

Desta forma o homem deve procurar um trabalho com sentido, um propósito que o realize, que lhe dê prazer e o complemente como pessoa, exercendo seu papel como cidadão responsável e digno.

Ganharão espaço as organizações que proporcionarem a oportunidade para o ser humano expressar sua vida através do trabalho e da aquisição de bens e serviços significativos e perderão as que adotarem uma visão mecanicista, na qual as pessoas funcionem apenas como engrenagens de uma máquina que tem apenas objetivos materiais.

Como dizia Confúcio: “Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar nem um dia na tua vida.”. Assim, os domingos passarão a ser dias de verdadeiro lazer, descanso, alegria, com a certeza de uma segunda-feira cheia de novos significados.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.

  0   0

Roberto Angelo Belotti

Life Coach

Graduação Engenharia Florestal. Graduado em Direito. Especialização em Administração de Pessoas. Especialização em Psicologia do Trabalho. Mestrado em Administração e Recursos Humanos. Master em PNL. Palestrante em Desenvolvimento Humano