Se você se encontra nesta situação lamento dizer, mas você não está vivendo, está apenas no automático. Vive a mesma rotina, pratica sempre as mesmas atividades, conversa sempre com as mesmas pessoas e sobre os mesmos assuntos, faz sempre o mesmo caminho, assiste sempre os mesmos programas, pois nem mesmo consegue se imaginar mudando de uma atividade simples e corriqueira, como o de assistir uma novela para a leitura de um bom livro. Então, como imaginar ser possível se reinventar? Mudar hábitos, pensamentos, formas de ser e estar que até então pareciam imutáveis.

Inevitavelmente chegará um momento em que todos nós faremos uma reavaliação de nossas vidas. E eu não estou aqui para falar daquelas promessas de fim de ano que nunca ou quase nunca são cumpridas, mas de uma reflexão profunda de quem somos e de quem de fato desejaríamos ser, quais os caminhos que traçamos e onde de fato nos encontramos neste momento. Será que vivemos tudo que desejamos? Na grande maioria das vezes a resposta para esta pergunta é NÃO. E por que isso ocorre? As razões são as mais variadas: por medo, falta de confiança em si próprio, por acreditar que as oportunidades foram nulas, por acreditar que merecemos menos do que sonhamos e por uma infinidade de outras razões.

Ao efetuar esta análise de nossas vidas, o primeiro sentimento é de frustração, de impotência. E outros questionamentos surgem na nossa mente. Neste momento você tem duas opções, continuar estagnado dizendo para si mesmo que não há outra forma de viver, ou reinventar-se, desafiar-se para uma mudança efetiva em sua vida. Essas mudanças não precisam ser radicais, você pode fazer pequenas mudanças no dia a dia. Como por exemplo, deixar de assistir TV e ler um livro, levantar-se do sofá e fazer uma caminhada, pegar um caminho novo ou incluir frutas no seu café da manhã. Coisas pequenas, mas que trazem uma maior qualidade de vida e lhe darão maior motivação para as mudanças maiores, como por exemplo, trocar de emprego, ou de casa.

Não importa o tamanho da mudança, o importante é que ela aconteça, pois ao contrário do que muitos acreditam, mudar é preciso e faz bem. Pense agora em tudo que você gostaria de mudar em sua vida, comece por seus pensamentos. Se você guarda pensamentos, do tipo eu não posso, eu não consigo, as coisas serão mesmo assim, elimine-os. Ao eliminar esses pensamentos você fará uma fascina em sua vida e se livrará de tudo aquilo que está estagnado. Um bom exemplo disso é o seu guarda roupas. Se você possui roupas que não usa há uma estação ou mais, livre-se delas, passe a diante e dê-lhes utilidade.

Se você deseja se reinventar, isso significa que está num processo de mudança e criação. Os pensamentos são o início da criação e por essa razão se você irá se reinventar colocando uma série de limitações, sua criação já sairá do forno debilitada. Então, aproveite este momento para se desapegar de tudo que não lhe serve mais, de tudo que tolhe a sua vida, inclusive os pensamento. Mude seus pensamentos e mudará suas atitudes, mude suas atitudes e mudará seus resultados, esta é primeira regra para uma mudança efetiva.

Existe ainda um número muito grande de pessoas que não acreditam na lei da atração. Apesar de existirem uma série de teorias e fatos que comprovem a sua existência, na dúvida, acredite nela, nós somos quem imaginamos ser, temos o que desejamos ter e tudo isso inicia-se em um processo mental, chamado pensamento. Lembre-se da célebre frase de René Descartes: Penso, logo existo. Eu particularmente prefiro dizer: Penso, logo crio, pois não existe nada neste mundo que antes de se tornar concreto não foi antes um pensamento, uma ideia.

Para reinventar-se é necessário mais que um simples desejo de mudança. É preciso ter disciplina, determinação e coragem. Significa desapegar de tudo aquilo a que estávamos acostumados, é aventurar-se no desconhecido, é fazer novas escolhas, analisar nossos erros, e rever os acertos. É preciso fazer uma autoanálise, conhecer seus medos, suas limitações e se desapegar deles também, pois se mantiver sua mente presa a seus medos e a suas limitações, não conseguirá efetuar as mudanças que deseja. Normalmente os medos e as limitações são impostas por nós mesmos, pois criamos em nossa mente um filme no qual qualificamos as coisas como boas ou ruins, fáceis ou difíceis, sem se quer ter vivenciado.

Você já pensou de onde vêm seus medos? Se souber de onde eles surgiram poderá facilmente eliminá-los através de um reprocessamento mental. É fácil saber o quanto alguém se limita sem fazer qualquer experiência. Que tal fazermos um teste simples aqui e agora? Está preparado?

Pense! Quando eu citei que você poderia eliminar seus medos e limitações com um reprocessamento mental, qual foi sua reação? Qual o primeiro pensamento que lhe veio à mente? Se você pensou que seria muito complicado, que não iria conseguir e que foi assim a vida toda, você provou que suas limitações vêm de si mesmo. Por outro lado, se pensou que teria que se informar a respeito disso, fazer um reprocessamento mental, se empenhar para isso, então significa que você está consciente de seus medos e limitações e que pode mudar, pode reinventar-se e está pronto para iniciar esse processo, sem impor limites. Agora você está no controle de sua vida e pode reinventar-se.
Transforme sonhos em realidade


Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.