Essa parte me faz lembrar aquele famoso discurso em que Steve Jobs afirma que não há razão para não seguir o coração. Quando ouvimos aquela voz interior, corremos o risco de que as pessoas ao nosso redor não entendam os nossos passos. Agir requer coragem.

Para Jobs, aliás, lembrar que somos mortais é a melhor maneira de evitar a armadilha de que temos algo a perder. Ele acreditava que nós já estamos desprotegidos. Portanto, se viver já é arriscado, por que não fazer logo o que ama, não é mesmo?

Outra coisa que me chama atenção nessa música que citei é uma bela dose de “deixar rolar”. Essa história de não querer que o mundo nos veja revela uma insatisfação com o monitoramento constante da sociedade em relação às decisões que tomamos.

Isso tem a ver com uma cena do filme Cisne Negro. A bailarina diz ao diretor que só queria ser perfeita. E ele responde: “Sucesso não é apenas sobre perfeição. Sucesso é também sobre deixar rolar”. Basicamente, ele queria que ela relaxasse e entrasse no personagem.

A melhor maneira de “entrar no personagem” é livrar-se do lixo. Trata-se de um conceito interessante que aparece no filme Poder Além da Vida, baseado no livro O caminho do guerreiro pacífico, de Dan Millman. “Lixo” é o conjunto de pensamentos que tiram o foco.

A cena que exemplifica essa questão é uma em que o protagonista foi jogado no lago. Ele ficou irritado, não entendeu a atitude do homem que ensaiava ser o mentor dele. De repente, uma pergunta tornou as coisas mais claras: “No que você estava pensando enquanto caía?”.

Nada. Ele não pensava em nada. Estava apenas naquele exato momento. A dica é que a sensação seja a mesma quando desempenhamos o nosso trabalho. Imagine se o pensamento do médico estiver longe no meio de um transplante de coração! Foco é imprescindível!

Para a escritora e coach Marie Forleo, autora de Deixe os homens aos seus pés, devemos reconhecer quando nosso cérebro está no modo de “proteção de tela”. Neste momento, temos que pressionar uma tecla e voltar para o presente.

Ela relata que esse é um dos motivos pelos quais muita gente não consegue colocar em prática projetos que poderiam mudar a vida para sempre. Quando a “proteção de tela” está ativada, as pessoas só têm capacidade de pensar nas mil razões que vão fazer com que tudo dê errado.


Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor do post identificado abaixo.

  0   0

KHALED SALAMA

Master Coach

Khaled Salama é jornalista, executivo, palestrante e coach. Escreve semanalmente sobre mundo corporativo para diversos veículos de comunicação. As palestras são nas áreas de atendimento ao cliente, trabalho em equipe, liderança e motivação. Para a trajetória completa e mais informações, acesse o site: www.khaledsalama.com.br.