Procrastinar é bom, mas a conta chega!
Você tem a tendência de adiar as coisas que você precisa fazer ou então de deixar tudo para a última hora? Postergar o que você deve fazer é como gastar dinheiro no cartão de crédito: é uma delícia e você vai se divertir, até chegar a conta!

Procrastinar é típico do ser humano, é o famoso “empurrar com a barriga!”. Adiar os afazeres pode até ser gostoso, mas assim como o que acontece com os gastos no cartão de crédito a conta chega e é você quem vai pagar.

Quando estava no ensino médio, eu tinha provas todas as sextas-feiras. Quando era de alguma matéria que eu considerava chata, o que eu fazia? Deixava para estudar somente no dia anterior, gerando muito estresse, nervosismo, culpa e até vergonha por não tirar as notas que eu estava acostumada. E isso pode de repente acontecer com você também em alguma área da sua vida.

Com o passar do tempo desenvolvi um sistema de compensação para não procrastinar as coisas. O que você tem para fazer é muito chato, e por este motivo você quer adiar? Que tal você transformar isso numa coisa que goste?

Sabe como eu resolvi a minha mania de “enrolar” para estudar? O meu perfil comportamental é de uma pessoa que adora desafios e obstáculos para transpor. Eu desenvolvi um sistema compensatório no qual eu mentalizava “não gosto dessa matéria, mas me esforçarei para ser a melhor aluna da sala”. 

E o que aconteceu com o tempo? Eu me tornei a aluna de química com as melhores notas (sendo que a minha área é desenvolvimento humano e comunicação) e ainda ajudava outros colegas. Através de um sistema de compensação eu me dediquei e acabei gostando daquilo.

Utilizo isso até hoje sempre que não gosto de fazer alguma coisa, vou e logo resolvo isso, sempre procurando transformar em algo que eu goste.

Transformar o que você não gosta em algo prazeroso, te deixará muito mais motivado para realizar uma tarefa, sobrando tempo para as coisas que você mais ama fazer.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.