Em algum momento você já se deparou com situações nas quais você:
 
- Aceitou realizar uma tarefa;
- Aceitou ir a algum evento;
- Aceitou um convite de uma pessoa que você estima muito;
- Se comprometeu com algo ou alguém;
- Parou o que estava fazendo para dar atenção a algo, que naquele momento não era importante;
- Aceitou comer aquele doce quando iniciou a dieta para não fazer desfeita.
 
E o que havia de comum em todas elas?
 
- Medo do julgamento;
- Medo de dizer “não” e ser mal visto;
- Medo de não te convidarem mais;
- Medo do que eles vão pensar de você;
- Medo da rejeição.
 
Em nenhuma delas você estava realmente motivado a dizer “sim”, mas o medo de falar “não” venceu. Sabe por quê?
 
- Porque você tinha outros planos programados e os deixou em segundo lugar para satisfazer alguém;

- Porque você não tinha projetos estabelecidos e nem metas bem definidas, por isso aceitou se ocupar com os planos de alguém;

- Porque é mais fácil decepcionar si próprio do que aos outros.
 
Cada sonho que você deixa para trás é um pedaço do seu futuro que deixa de existir”, frase dita por Steve Jobs, resume a principal consequência de não termos o foco naquilo que realmente nos levará a realizar nossas metas de vida.
Transforme sonhos em realidade
 
Pare e reflita naquele momento antes de responder se de fato seu coração quer realmente dizer “sim”. Caso a resposta seja negativa, transmita tranquilamente, explicando que para aquele momento que não será possível. A crença do medo nos faz criar cenários imaginários em nosso modelo mental sobre o que os outros vão pensar, quando muitas vezes o seu “não” será muito bem aceito.
 
Pense na sua meta: aceitar algo te aproximará dos seus objetivos? Caso a resposta não vá de encontro aos seus planos, diga não.
 
E por que é tão desafiador negar-se a algo?
 
- Você quer ajudar. Queremos ser legais com quem nos procura, mesmo estando completamente atarefados;

- Você quer proteger a sua vaidade. Ao dizer “não” transmitimos que nossos interesses pessoais são mais importantes do que o desejo dos outros;

- Você tem medo de parecer mal-educado. Não queremos parecer antissociais, e por isso não saímos dos grupos de redes sociais que não pedimos para entrar por exemplo;

- Você tem medo e evita conflitos. Quando o chefe pede para fazer algo que nos sobrecarregará é mais fácil concordar do que entrar em um conflito ou ter de negociar prazos;

- Você tem medo de perder oportunidades. Receio de que portas se fechem caso você não compareça a um evento social, por exemplo.
 
Estar disponível, sempre respondendo a tudo e a todos prontamente, é dizer “sim” para o atraso das tarefas, para a procrastinação e para a falta de produtividade no seu dia. Reflita se isso tem influenciado no seu rendimento diário.
 
Listo abaixo 5 benefícios de dizer “não” mais do que dizer “sim”:
 
- Crescimento pessoal: quando deixamos que as pessoas reflitam sozinhas sobre como realizar uma tarefa ou solucionar um problema, estamos estimulando o seu aprendizado;

- Respeito por si mesmo e pelo próximo: você passa a ser sincero com os seus sentimentos e o dos outros. Com isso, quando você aceitar algo será de bom grado, e realmente estará interessado e disponível para ajudar;

- Ser honesto consigo e com o próximo: sendo honesto com quem está lhe pedindo reduzirá as chances de você deixar de cumprir acordos e prazos que se compromete dizendo sempre “sim”;

- Redução dos níveis de estresse e ansiedade: conhecendo seus limites e dominando a arte de identificar a hora certa de dizer “não”, seja no âmbito pessoal ou profissional, você vai recusar ou aceitar responsabilidades que não terá condições de cumprir;

 
O que te impede hoje de começar a dizer “não”? 
 
Pense menos e diga mais e você ficará surpreendido com o fato de que realmente funciona. Mas, o que você ganhará com isso?
 
Mais tempo e a possibilidade de fazer aquilo que você quer realmente fazer estando de bem consigo mesmo.
 
Tempo para você ser, viver e realizar.
 



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.