PROGRAMA ACERTAR É HUMANO

#052

Os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori falaram sobre “O que fazer antes de tomar uma decisão?” Conheça nove maneiras de tomar boas decisões na sua vida. Ouça as dicas, coloque-as em prática e compartilhe o resultado conosco!

052 - Programa Acertar é Humano: de 16/04/2015

Programa Acertar é Humano (16/04/2015)

Nélson Sartori e Sulivan França

Tempo de áudio
27 minutos e 26 segundos
Legenda
... ➔ pausa ou interrupção do discurso
[...] ➔ palavra/trecho incompreensível
[comentário] ➔ comentários do transcritor

♪ [tema acertar é humano] ♪

Começa agora na Mundial Acertar é Humano, um programa que apresenta crônicas com humor e foco na solução, sempre falando de temas diversos como empreendedorismo, liderança, esporte, atualidades, comunicação entre outros. Tudo isso seguindo a filosofia do coaching.

Programa Acertar é Humano, uma produção da Sociedade Latino-Americana de Coaching, a elite do coaching no Brasil. Apresentação Sulivan França e Nélson Sartori.

[NÉLSON] Bom dia, ouvinte. Aqui quem fala é o Professor Nélson Sartori em mais um programa Acertar é Humano. Hoje temos aqui uma visita ilustre.

[♪Aleluia!♪]

[NÉLSON] Ele voltou mais uma vez para agraciar o nosso programa, Sulivan França.

[salva de palmas]

[SULIVAN] Bom dia, ouvinte.

[NÉLSON] O Evaldo não falha uma.

[SULIVAN] Não, o Evaldo não perde a oportunidade. O sonho dele é um dia eu aparecer, mas, quando apareço, não é o sonho que eu apareça, é para ele colocar a vinheta de apresentação.

[NÉLSON] Ele já programa todas.

[SULIVAN] Bom dia, ouvinte. Aqui é o Sulivan França, mais uma vez para apresentar, ao lado do meu amigo Nelson Sartori, o Programa Acertar é Humano. E vamos bater um papo bem interessante hoje, né Nélson.

[NÉLSON] Hoje falaremos sobre uma coisa bem séria.

Todas as coisas que acontecem em nossa vida, trabalho, nós temos de assumir uma responsabilidade, tomar em determinado momento uma decisão em nossa vida. São essas decisões que mudam e que fazem de nossa vida o que ela é, o que somos. Então uma coisa está relacionada a outra. A sua vida é o que você faz dela. Então tomar decisão não é uma coisa muito fácil, mas só que é preciso saber o que fazer. É disso que nós vamos falar hoje.

O que você faz antes de tomar uma decisão, seja lá qual for?

[SULIVAN] E é por isso que a profissão de coaching tem sido tão requisitada ultimamente. Tanto por pessoas que buscam formações quanto que buscam o apoio desse profissional, o coaching, que é o cara que tanto acaba apoiando as pessoas nos seus processos de tomada de decisão.

Então, ouvinte, se você já tomou uma decisão em sua vida que eu, particularmente, duvido que isso nunca tenha acontecido, hoje o nosso programa trata de nove formas que podem contribuir, de uma maneira extremamente positiva e significativa, para que você tome decisões mais assertivas, que verdadeiramente podem contribuir, seja para o seu sucesso pessoal ou profissional.

Paralelo a essas nove informações que nós vamos passar, de como tomar grandes e boas decisões, vamos falando desse profissional que normalmente apoia as pessoas a tomarem essas decisões, que é o profissional de coaching e aplicando a metodologia.

TOMADAS DE DECISÕES

Para quem nunca ouviu falar em coaching, é uma metodologia, bem simploriamente explicando.

Coaching é uma metodologia que apoia o indivíduo não só em suas tomadas de decisões, mas também no alcance de suas metas e objetivos, sejam eles de ordem pessoal ou profissional. Resumidamente nós podemos dizer que o profissional de coaching é um personal trainer mental, aquele profissional que vai te ajudar a criar o planejamento estratégico para sua vida e ou carreira.

[NÉLSON] É importante entender. Não é o profissional de coaching que resolve os seus problemas. A pessoa fala: "Eu estou com um problema e vou chamar o profissional para resolver a minha vida.". Não. Quem vai resolver a sua vida é você.

[SULIVAN] Ele vai atuar como um facilitador nesse seu processo de desenvolvimento.

[NÉLSON] Exatamente.

[SULIVAN] Eu costumo dizer, que o coaching é o cara que vai te fazer perguntas que você jamais faria para você mesmo.

[NÉLSON] Com certeza.

[SULIVAN] Esse é um ponto interessante do processo de coaching. E uma das primeiras dicas que normalmente esse profissional de coaching e tanto o método de coaching, facilitam as pessoas quanto à tomada de decisão, é não ver o problema e sim identificar soluções.

Esse é o primeiro tópico e é um ponto extremamente importante.

Identificando Soluções

[SULIVAN] Quantas pessoas estão envolvidas em um processo complicado, em que não sabem o quanto decidir e ao invés de pensar em possibilidades, opções, fica o tempo todo pensando no problema?

Então o processo de coaching, de alguma maneira já faz com que o indivíduo, na sua essência, comece a identificar opções, possibilidades, vislumbrar alternativas que ele possui, coisas que pode fazer para que o tire daquele estado atual, também chamado de problema.

Então a nossa primeira dica no programa de hoje em tomadas de decisões é que você não foque no problema e sim foque em soluções. Então muita gente fica meio confuso quando nós usamos esse conceito, não foque no problema e foque em soluções.

Eu já tive pessoas que disseram, Nélson. "É muito fácil falar. Se você estivesse vivendo o problema que eu estou, eu queria ver como é que você focaria em solução.".

Se você observar, ouvinte, o nosso próprio programa, o nome dele já é uma metáfora para essa desconstrução de foco no problema e foco na solução. Enquanto muita gente diz que errar é humano, nós resolvemos dizer – que é o título do nosso programa – acertar é humano. Isso é um exemplo de foco na solução. É quando você pega algo extremamente negativo e observa o que você quer, ao invés de ficar falando que você quer.

Se vocês observarem, quando se pergunta normalmente para uma pessoa "o que você quer?", a pessoa tem uma habilidade danada em dizer o que ela não quer. "Eu não quero mais aquilo. Eu não quero mais aquilo outro. Eu não quero mais que isso aconteça. Eu não quero mais passar por isso. Eu não quero mais que aquela situação se repita. Eu não quero mais que a outra pessoa me trate assim" e por aí vai.

Então é justamente essa virada de chave. Não é dizer o que você não quer, porque o que você não quer é o que você está vivendo hoje. É exatamente dizer o que você quer.

Quando você dá esse comando extremamente positivo para o teu cérebro, criando o que nós estamos chamando de estado desejado em um processo de coaching, fica muito mais fácil criar estratégias para chegar a esse estado desejado.

Então deixe de dizer o que você não quer e passe a dizer o que você efetivamente quer.

Isso já é uma forma de tirar o foco do problema e passar a focar na solução.

[NÉLSON] É isso mesmo, até porque o problema é estático, está ali parado.

[SULIVAN] O problema é estático, eu gostei dessa frase.

[NÉLSON] Mas ele está cristalizado. Você está vivendo dentro dele.

[SULIVAN] Ele engessa o indivíduo.

[NÉLSON] Engessa. Agora, a busca de soluções já é o primeiro passo de opções, o primeiro passo para você dinamizar a sua vida.

Quando nós falamos de tomar decisões, muitas vezes a pessoa toma a decisão sim, é a de não fazer coisa alguma e é esse que é o problema, porque você continua parado dentro do problema, não se movimenta.

Quando você falou, Sulivan, que é difícil imaginar alguém que não toma decisões, filosoficamente falando, isso acontece a cada segundo em nossa vida. Cada ato, cada passo que você dá é uma decisão que você toma. E o que acontece é que, em muitas das vezes, nós deixamos o instinto, ritmo e até mesmo as energias do mundo em que nós estamos trabalharem assim.

Se você for parar para pensar nos problemas pelos quais estamos passando ultimamente, o próprio país, você vive dentro de uma concepção de problemas e acredita, como no passado aquele pessimismo e isso nunca vai mudar, será sempre assim. Esse problema veio para ficar e nós não pensamos em solução. Sem entrar nesse ponto com força.

[SULIVAN] Nélson, sabe o que eu acho interessante?

Você está falando essas frases que falou agora: Isso não vai mudar. Foi sempre assim. Nunca isso será diferente. É muito difícil mudar.

Eu tenho certeza que você aí no carro ou em casa, olhou para alguém do lado agora e falou: “Viu, eu te falo que não pode fazer isso.”. Eu duvido que isso não aconteceu. E certamente deve ter sido a sua mulher que olhou para você de lado e falou assim: "Olha, está vendo. Quantas vezes eu já te falei, pare de falar isso.".

[NÉLSON] A minha com certeza não foi, porque ela não está aqui, graças a Deus, porque senão ela falaria sim.

[SULIVAN] Falaria.

[NÉLSON] Se estiver ouvindo já está rindo e vai falar quando eu vou voltar para casa. Eu não sei se foi bom esse exemplo.

[SULIVAN] Detalhe, se estiver ouvindo, porque nem ela ouve mais.

[NÉLSON] Ela está ouvindo, com certeza.

[SULIVAN] Ela ouve sim, com certeza. E o segundo tópico importante na tomada de decisão. Fale para nós, Nélson.

[NÉLSON] Minha gente, é reunir informações.

Reunir Informações

[NÉLSON] A decisão não pode ser tomada no achismo.

[SULIVAN] Com base no achismo.

[NÉLSON] Por quê? Aí é que entra nossa falta de habilidade. Quando nós simplesmente vamos atrás de uma solução perdido na vida. Parece uma bolinha de fliperama batendo a cabeça nos postes da vida.

[SULIVAN] Exatamente.

[NÉLSON] Organização, projeto e, principalmente, se você tem um objetivo, procure saber antes, conhecer.

Eu falo para os meus alunos de concurso público que a pessoa acorda de manhã e fala assim: "Eu acho que vou virar Auditor Fiscal da Receita Federal.".

[SULIVAN] Como se fosse simples assim.

[NÉLSON] Como se fosse simples e soubesse tudo o que implica.

Aí ele vai se informar ou então vai pegar uma prova, alguma coisa para ver e vê que o universo é bem amplo e que precisa se preparar, precisa de uma série de fatores para poder construir aquele tipo de sonho que quer.

Tudo é possível, porém vejam a organização. Saiba aquilo que você quer, pesquise.

As pessoas se projetam nos outros sem notar tudo aquilo que foi preciso para que aquele indivíduo atingisse o status em que está. Nós já falamos isso em vários outros programas.

Tem até um dito popular. "A pessoa vê os tombos que eu levo, mas não vê as pingas que eu tomo.".

[SULIVAN] Exatamente.

[NÉLSON] Eu não bebo, minha gente, por favor.

[SULIVAN] E o terceiro ponto, Nélson, é pensar em possibilidades.

Pensar em Possibilidades

[SULIVAN] Esse ponto tem tudo a ver com o primeiro que nós falamos. Deixe de olhar para os problemas e passe a identificar soluções. É o indivíduo começar a pensar em possibilidades.

Quando eu pergunto quais são as alternativas que eu tenho?

Essa a pergunta é extremamente importante, ouvinte, quando você estiver diante de um problema. Quais são as possibilidades que eu tenho? Quais são as opções que eu tenho? Quais são as oportunidades que eu tenho para resolver essa situação?

Mas é importante que você materialize essas opções, liste-as.

[NÉLSON] Uma coisa chama a outra. Como que você vai pensar em possibilidades se antes disso está focando no problema e não buscando informações para poder saber se posicionar?

Você não toma uma decisão no escuro sem saber para aonde ir. Então você tem de saber o que está acontecendo e nesse contexto vai ver ter de entrar no quarto item. Que é qual?

[SULIVAN] É o que nós estamos falando, um é sequência do outro.

O primeiro que nós falamos. Deixar de olhar para o problema e identificar soluções.

Segundo. Reúna informações.

Terceiro. Pense nas possibilidades.

Com essas três questões, você já compreende o quarto passo que é identificar e conhecer as suas capacidades, ou competências ou habilidades. É isso que você vai fazer.

Identificar e Conhecer as suas capacidades, competências, habilidades

[SULIVAN] Então, à medida em que você começa a reunir informações sobre a situação que você quer alcançar, vislumbrando quais são as possibilidades, alternativas e focando em soluções e não no problema, você já começa a reconhecer as suas capacidades.

E onde você pode tomar contato, que tem sim a competência e a capacidade para resolver determinadas situações ou que não tem. O que já é um ganho. E como buscar essa capacidade.

[NÉLSON] Esse é um fator que dá a você autoconfiança. Se você conhece a sua capacidade, tem potencial para desenvolver qualquer tipo de coisa.

[SULIVAN] Exatamente.

[NÉLSON] De olhos vendados, nós não vamos a lugar algum. Então tomar consciência significa olhar com firmeza, reconhecer o problema, mas na busca de opções com informações. Tudo isso gerando e reconhecendo a sua competência para realizar o seu projeto.

[SULIVAN] E aí nós vamos falar do quinto passo agora. Qual é o quinto passo, Nélson?

[NÉLSON] É uma coisa difícil: é controlar o seu impulso. Segurar aquele impulso incalculado.

Controlando o Impulso

[NÉLSON] Não significa que a pessoa não deva ser impulsiva, deve sim. É uma reação natural, humana.

[SULIVAN] Faz até parte.

[NÉLSON] Faz parte. Diferente de dar o primeiro beijo na mulher amada. Tem de ser impulsivo nesse momento.

[SULIVAN] Ou impossível.

[NÉLSON] Às vezes é impossível, acontece. Mas a impulsividade representa a quebra de tudo aquilo que nós estamos falando.

[SULIVAN] E tem um segredo para isso.

[NÉLSON] Qual é?

[SULIVAN] Não tome decisões baseadas em emoções.

[NÉLSON] Bom, sempre, né. A emoção deve estar presente, mas não dominante. Nós precisamos equilibrar as coisas. A razão é que faz com que eu possa aproveitar as minhas emoções, porque se eu tomar atitudes emocionais, já vimos o que acontece.

É a discussão de finanças dentro de casa. Se você não for racional e for emocional, só briga, porque você gastou isso, gastou aquilo.

Não, a razão é a estrutura do projeto. É o acompanhamento do dia a dia. Então eu acho que a impulsividade baseada na emoção, tem uma ação muito forte, pressiona o indivíduo a tomar algumas atitudes que foram incalculadas e é esse o problema.

[SULIVAN] Perfeitamente.

[NÉLSON] E o resultado não está nas mãos dele. Eu não vislumbro o que é possível conseguir com tudo isso. Eu estou da mesma forma como aquele que não sai do problema, estou jogando tudo para o alto para ver o que cai. As duas coisas é jogar com a sorte.

Sorte é importante? Faz parte do jogo?

Pode ser, só que eu tenho de ter controle da situação.

[SULIVAN] E é tudo isso que o processo de coaching proporciona para o indivíduo que por ele está passando, né Nelson.

É ter clareza e desvendar o que, de alguma forma, está obscuro no meio de sua estratégia para o alcance dos seus objetivos, vislumbrando e levando em consideração todos esses tópicos que nós estamos abordando aqui. E até agora falamos desses cinco tópicos. E o sexto tópico é planejar, ou seja, planejar os seus obstáculos.

Planejar os seus Obstáculos

[SULIVAN] Há gente que fala: "Mas como assim planejar os seus obstáculos?".

É o plano de contingência, o famoso plano B. Só que eu não sou fã de plano B, Nélson. Eu sou fã de plano B, C, D, E. Há de haver outras alternativas, não pode ter só o plano A. E não adianta você planejar assim: "Olha, eu tenho plano A, se não der certo o B".

Tá. E se não der certo B, o que você tem?

Não tem nada. Então tenha diversas alternativas. Esse é um ponto crucial para a tomada de decisão.

Pense nos seus obstáculos, no que pode acontecer na frente. A vida é imprevisível sim, nós sabemos disso.

[NÉLSON] Nós temos de pensar nos dois lados.

Tudo aquilo que eu vou contar dentro do meu projeto, tenho de me prevenir diante das coisas dentro do percurso sim, acabam sendo um conflito.

Eu já não posso prever todas as coisas. Então aquilo que eu não posso prever de positivo, negativo, tenho de estar preparado mesmo assim. Eu não posso simplesmente deixar a vida me levar.

A coisa tem de vir, mas eu tenho de estar preparado. Se acontecer alguma coisa – a expressão "alguma coisa" já diz que eu não sei o que é – eu tenho de ter alternativas eficientes, mesmo que aquilo não dê certo, eu tenho de ter uma segunda possibilidade, uma nova data, um novo vigor. Eu reinicio ter até a mesma disposição de retomar as estruturas.

[SULIVAN] Perfeito. E o sétimo passo é não dar ouvidos para o medo. Eu acrescentaria aqui, Nélson. Não dê ouvidos para o medo, o meio e os em volta.

Não dê Ouvidos para o Medo

[SULIVAN] Às vezes o medo do outro atrapalha mais do que o seu próprio medo. Cuidado com isso.

[NÉLSON] Nós muitas vezes temos de trabalhar, temos um sócio, um companheiro (companheiro, que eu digo, é de trabalho, por favor, que fique bem claro) e (agora sim) o companheiro de relacionamento. E dentro desse contexto, de uma maneira geral, todo mundo acaba se envolvendo.

Você tem muita coisa, tem amigos, parentes, família, pessoas que estão ao seu lado e que podem trazer também o medo delas. Só que, quando nós falamos de medo, a coisa vai para a insegurança, para o medo de correr riscos.

Então existem pontos que devem ser levantados.

[SULIVAN] Não tem como alcançar o sucesso sem correr risco em algum determinado momento. Eu não conheço ninguém que é extremamente bem-sucedido e que não correu algum risco.

É aquele velho ditado: "Não se faz omelete sem quebrar os ovos.".

Então não tem outro jeito. Cuidado com o seu medo.

Oitavo ponto. Não analisar demais.

Não Analisar Demais

[SULIVAN] Analisar, planejar, pensar, tudo bem, mas tem gente que pensa demais e quando resolve tomar uma determinada decisão, atitude, o tempo passou.

E é aí que se encaixa o processo de coaching perfeitamente, para que o sujeito não perca o time do momento que está vivendo, a hora certa de tomada de decisão. Às vezes você toma a decisão certa na hora errada. Isso não pode acontecer, está diretamente ligada a essa capacidade do sujeito de analisar demais, pensar demais.

Poderíamos aqui dizer que o processo de coaching é um processo que, de alguma forma, equaliza ação, força e tempo?

[NÉLSON] Com certeza. Como é que você vai tomar uma decisão de improviso?

Eu tenho de saber e de ter projetado o que vou fazer amanhã, o que tenho de fazer depois de amanhã, porque tenho como aferir, planejar.

Então tudo vai de conhecer. É o que nós falamos e eu preciso ter as informações, avaliar todas as possibilidades, tenho de colocar a minha capacidade para poder construir dentro desse meu planejamento, o meu plano de ação pessoal.

[SULIVAN] Se eu não sou capaz de realizar determinada coisa, muito bem. Levantei um problema, qual é a solução para esse obstáculo?

[SULIVAN] É a equalização mesmo de pensar em possibilidades, força, as oportunidades e as ações que o indivíduo tem para tomar.

Sem dúvida alguma. Cuidado com isso. Com esse analisar, pensar e planejar demais. Tem o timing certo aí e o processo de coaching certamente te ajuda e essa tomada de decisão.

E o último ponto, Nélson?

[NÉLSON] Vamos lá. É aproveitar as oportunidades, aquilo que aparece na sua frente.

Aproveitar as Oportunidades

[NÉLSON] Nós não falamos do risco?

[SULIVAN] Falamos de opções.

[NÉLSON] De opções. Muitas vezes você terá de tomar uma decisão rápida e essa vem de sua pesquisa, de seu conhecimento. A decisão, diante de uma oportunidade, pode não aparecer. A oportunidade pode não aparecer duas vezes, então a decisão tem de ser muito rápida, porque isso pode representar sim o seu sucesso, ou mais tempo parado.

Às vezes o risco tem de ser calculado, dentro de alguns momentos desse processo, para que você possa avançar. E caso você recue, tem de ter sempre o plano B, D e E, que é para poder continuar. Sem isso as coisas nunca vão acontecer. É aproveitar as oportunidades.

[SULIVAN] Quando você tem de tomar uma decisão é um excelente momento porque se tem de tomar decisão é sinal de que tem alternativas e, se você tem alternativas, pode certamente escolher aquela que vai trazer mais ganhos e menos prejuízos e aí você consegue tomar a melhor decisão.

E é isso que um processo de coaching pode te proporcionar.

E para você que ficou interessado em um processo de coaching, entender mais o que é coaching, talvez nunca tenha ouvido falar nesse termo, quer conhecer um pouco mais sobre isso e o que é o trabalho desse profissional que apoia tantas pessoas no alcance de suas metas, objetivos, sonhos e as suas realizações sejam de ordem pessoal, ou profissional, a Sociedade Latino-Americana de Coaching, SLAC, que é quem patrocina e produz o nosso programa, tem agenda espalhada em diversos lugares do país.

Hoje tem uma turma começando em Belo Horizonte. Um grande abraço a todos os mineiros de BH e quem vai participar de nossa formação. E também temos uma turma iniciando em Fortaleza essa semana, começando hoje inclusive.

Para você que não dá mais tempo de fazer a inscrição, fique ligado na agenda da próxima semana.

Na próxima quinta-feira tem um segundo módulo de uma turma em Salvador, o segundo módulo em São Paulo. Essa de São Paulo, eu mesmo que estou ministrando. Iniciaremos uma turma em Vitória, concluiremos uma em Goiânia e iniciaremos também uma turma em Florianópolis. Floripa, lugar horrível, né?

[NÉLSON] Horrível.

[SULIVAN] Nossa, que lugar feio.

[NÉLSON] Pouco trabalho, né, Sulivan?

[SULIVAN] Exatamente. E na semana do dia 30 ao dia 3 de maio, nós temos o encerramento da turma de Campinas.

E para você que é de São Paulo e quer participar, a turma de maio já está esgotada, mas nós temos uma outra turma começando no dia 4 de junho. Então corra, faça sua matrícula.

Você que busca uma nova carreira, uma alternativa, forma de atuação, clareza nas suas atividades, nos seus objetivos.

Se você quer apoiar pessoas a alcançarem as suas realizações. Você que é terapeuta e apoia as pessoas, já contribui com o desenvolvimento dessas pessoas e gostaria de ter algo mais em sua carreira, uma ferramenta moderna que ultimamente tem sido muito reconhecida, não só do ponto de vista pessoal, mas no meio corporativo também, que tem contribuído para o alcance das metas das pessoas.

Fique ligado. Acesse o site www.slac.com.br. Lá você vai ter diversas informações sobre o processo de coaching, inclusive os nossos programas aqui gravados estão lá. Você pode baixar o programa, ouvir diversos artigos. Há participação de membros que estão escrevendo diariamente.

É um site extremamente ativo. Uma série de informações que estão sendo colocadas diariamente. Artigos e comentários. Fiquem à vontade para participar.

E você que é ouvinte do nosso programa, se ligar, hoje tem um desconto especial. Então diga que ouviu o Programa Acertar é Humano e você receberá um desconto especial. Fique à vontade.

[NÉLSON] Eu pago.

[SULIVAN] Você paga, Nélson?

[NÉLSON] Eu pago.

[SULIVAN] Fechado. Essa é a agenda do nosso patrocinador. Então repetindo o site. www.slac.com.br. Venha fazer parte do mundo do coaching, entender o que é essa metodologia fantástica que contribui com o desenvolvimento das pessoas.

E o que mais, Professor Nélson Sartori?

[NÉLSON] Bom, diante disso tudo só resta uma última dica que foi mandada. O pessoal perguntou, pedindo na nossa dica do professor.

[SULIVAN] Nélson resolve. O pessoal pediu ou perguntou?

[NÉLSON] Eles pediram perguntando.

[SULIVAN] Pediram perguntando, entendi.

[NÉLSON] Por favor? Tem uma interrogação aí. O pessoal estava com uma dúvida dentro do aspecto da reforma ortográfica sobre o uso do hífen.

DICAS DO PROFESSOR

[NÉLSON] O pessoal pergunta de uma maneira mais fácil possível.

[SULIVAN] Me diz uma coisa: já há quantos anos que estão falando dessa reforma ortográfica? Começou quando isso? Há uns cinco, seis anos?

[NÉLSON] Ela foi colocada em 2009. Desde 1998 que ela está circulando.

[SULIVAN] Ok, mas em 2009 é que foi instituído o negócio que ia acontecer bonitinho?

[NÉLSON] Foi.

[SULIVAN] Seis anos depois nós estamos falando disso e vendo que não mudou quase nada.

[NÉLSON] É complicado.

[SULIVAN] Nós já abordamos, falamos desse tema aqui.

[SULIVAN] Já falamos, porque dentro desse processo nós precisamos caminhar e saber o que vai acontecer. Então eu só vou fechar com isso daqui.

O hífen. O pessoal quer saber o seguinte. Vamos pensar de uma maneira bem clara.

Você vai juntar duas palavras se as letras forem iguais, por exemplo:

— Anti-inflamatório tem hífen. Você vai colocar hífen.

E se forem letras diferentes, elas se juntam. Por exemplo:

— Autoescola. Fica grudadinho.

Letras diferentes se juntam, iguais se separam. Como no caso de micro-ondas. É isso daí.

[SULIVAN] Então essa história de que o hífen acabou é conversa fiada?

[NÉLSON] Ah, não acabou não. Está mais do que presente.

[SULIVAN] Exatamente. Está aí a dica do Professor Nelson Sartori de hoje. Um grande abraço a todos e até a próxima quinta-feira, às 7h00 da manhã.

[NÉLSON] Grande abraço, minha gente e até mais.

♪ [tema acertar é humano] ♪

Você ouviu pela Mundial o Programa Acertar é Humano. Apresentação Sulivan França e Nélson Sartori. Uma produção da Sociedade Latino-Americana de Coaching, a elite do coaching no Brasil.

Outros Podcasts

017 - Programa Acertar é Humano: de 12/06/2014

#017

No Programa Acertar é Humano do Dia dos Namorados os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori discutem o tema "Relacionamentos". Qual o significado do namoro para a geração de hoje? O que são os relacionamentos superficiais? Como os pais tratam as relações dos seus filhos? Para finalizar o programa o master coach Sulivan França deixa uma reflexão que envolve o Dia dos Namorados e o início Copa do Mundo!

016 - Programa Acertar é Humano: de 05/06/2014

#016

No primeiro programa do mês de junho os apresentadores do Programa Acertar é Humano falaram sobre o tema "Marketing Pessoal e os Níveis de Linguagem", a importância da apresentação da pessoa como profissional. Na "Dica do Professor" Nélson Sartori tirou uma dúvida de um ouvinte e o tema foi o uso "de encontro a/ao encontro de". E no "Minuto de Coaching" o master coach Sulivan França deixou perguntas para a reflexão do ouvinte.

015 - Programa Acertar é Humano: de 29/05/2014

#015

No Programa Acertar é Humano do dia 29/05, o professor Nélson Sartori abordou o tema "Contexto", e como esse conjunto de circunstâncias é interpretado pelas pessoas. Conheça o contexto da verdadeira história de "Chapeuzinho Vermelho". E na "Dica do Professor" Nélson Sartori falou sobre o cuidade que se deve ter ao usar o pronome "seu". E para finalizar o professor deixa a pergunta do "Minuto do Coaching" para o ouvinte refletir.

014 - Programa Acertar é Humano: de 22/05/2014

#014

No dia 22/05, Sulivan Fança e Nélson Sartori falaram sobre "Valores". Quais são os valores da sua vida? O que norteia as suas atitudes? Os valores estão ligados diretamente com as ações e metas da pessoa presentes no dia a dia de cada um. Como você trabalha seus valores hoje? Na "Dica do Professor" Nélson Sartori abordou o uso correto das aspas. E, para finalizar o programa o master coach Sulivan França lança perguntas para reflexão.

013 - Programa Acertar é Humano: de 15/05/2014

#013

Os locutores do Programa Acertar é Humano abordaram no dia de 15/05 um assunto polêmico que é a "Reforma Ortográfica", o que é, o que representa para a nossa língua e o impacto dessa mudança no dia a dia do brasileiro. Na "Dica do Professor" Nélson Sartori falou sobre o uso do verbo pisar. E no final do programa Sulivan França deixa duas perguntas para o ouvinte refletir durante a semana.

012 - Programa Acertar é Humano: de 08/05/2014

#012

Na quinta-feira, 08/05, o tema que foi abordado pelo Programa Acertar é Humano faz parte de um importante exercício realizado dentro de um processo de coaching "Crenças e valores". Essa questão pode ter tanto impacto positivo na vida de uma pessoa, auxiliando na busca de um objetivo, quanto negativo, impulsionando para o lado oposto e destruindo perspectivas, seja na área pessoal ou profissional. Durante a abordagem do tema os locutores Sulivan França e Nelson Sartori fizeram um exercício de reflexão sobre crenças que podem gerar um estado negativo boicotando o alcance de uma meta. Na segunda parte do programa, na "Dica do Professor", Nélson Sartori falou sobre a diferença entre "se não" e "senão". E para finalizar, no "Minuto do Coaching" o master coach Sulivan França deixou uma reflexão sobre crenças para os ouvintes.

011 - Programa Acertar é Humano: de 01/05/2014

#011

No programa do dia 1º de maio os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori abordaram um tema relacionado ao Dia do Trabalhador,"A relação dentro do ambiente de trabalho e o poder da persuasão". Dentro desse tema foi discutido o papel e a competência do líder na harmonização do ambiente e a habilidade de conviver com as pessoas de forma carismática. Na "Dica do Professor" Nélson Sartori falou sobre "O uso correto do 'há' com H". E no fim do programa o master coach, Sulivan França, deixou uma pergunta desafiadora para o ouvinte.

010 - Programa Acertar é Humano: de 24/04/2014

#010

No Programa Acertar é Humano de 24/04, os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori abordaram o tema "Relações Interpessoais", e a importância de nos relacionarmos bem com as pessoas do meio em que vivemos. A questão da autoestima e da simplicidade ao nos comunicarmos também foram citadas. Na "Dica do Professor", Nélson Sartori falou sobre a "Lógica da Linguagem". E para finalizar, o Master Coach Sulivan França, lançou uma reflexão para os ouvintes no "Minuto do Coaching".

009 - Programa Acertar é Humano: de 17/04/2014

#009

O Programa Acertar é Humano do dia 17/04, faz um alerta sobre o que é e o que não é um processo de coaching. O Master Coach, Sulivan França, dá cinco dicas que ajudam a identificar quando o coach (profissional que aplica o coaching) é ou não um verdadeiro profissional da área. Esse tema discute um assunto importante, sendo que, hoje no Brasil, devido ao crescimento desse mercado, muitos se passam por profissionais de coaching, quando na verdade, não têm nenhuma formação para tal atividade. Outro alerta é sobre as instituições que oferecem curso de formação em coaching, com instrutores que não têm nenhuma ou pouca experiência na área e, muitas vezes, oferecem metodologia abusiva. Na "Dica do Professor", Nélson Sartori, fala sobre "A lógica da estrutura da escrita de algumas palavras". Para finalizar, no "Minuto do Coaching", Sulivan França, deixa uma reflexão para os ouvintes.

008 - Programa Acertar é Humano: de 10/04/2014

#008

O programa terminou com o Master Coach Sulivan França utilizando duas perguntas poderosas sobre o poder das palavras na mobilização positiva de sua programação de vida.

007 - Programa Acertar é Humano: de 03/04/2014

#007

No Programa do dia 03/04, os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori abordaram um tema considerado polêmico, "Como entender as necessidades futuras do país com profissionais qualificados". Durante o debate também foi discutido a questão da educação e o processo de desenvolvimento do aluno. Na "Dica do Professor", Nélson Sartori, falou sobre "Lógica do Raciocínio" na forma de expressão da Língua Portuguesa. E o Master Coach, Sulivan França, lançou para os ouvintes, como tema do Minuto do Coaching, uma reflexão sobre a educação.

006 - Programa Acertar é Humano: de 27/03/2014

#006

No programa do dia 27/03, Sulivan França e Nélson Sartori falaram sobre “Os 5 sinais de que o empreendedor não sabe delegar tarefas”. Os apresentadores comentaram como isso pode afetar os resultados das organizações. Em seguida, o professor Nélson Sartori falou sobre a concordância gramatical, na “Dica do Professor”. E, para finalizar, no “Minuto do coaching”, o Master Coach Sulivan França deixa a pergunta da semana para o líder empreendedor refletir.

005 - Programa Acertar é Humano: de 20/03/2014

#005

No programa do dia 20/03 Sulivan França e Nélson Sartori falaram sobre os 5 erros que profissionais geniais podem cometer no trabalho. Apesar da genialidade existem situações em que o profissional deve ficar atento perante o ambiente corporativo. Nélson Sartori também dá a “Dica do Professor” falando sobre as diferenças entre o “há” e o “a”. Para finalizar o Master Coach Sulivan França lança perguntas no Minuto do Coaching.

004 - Programa Acertar é Humano: de 13/03/2014

#004

Neste programa foi abordado o tema sobre as gerações: baby boomers,Y, X e Z e os diferentes comportamentos de cada uma dessas gerações. Sulivan França e Nélson Sartori ainda comentam o relacionamento entre as pessoas de diferentes gerações dentro do contexto corporativo e no relacionamento entre pais e filhos. No momento “Dica do Professor” Nélson Sartori fala sobre o cuidado ao usar a palavra “onde”. E por fim, o Master Coch Sulivan França lança no Minuto do Coaching uma questão para reflexão.

003 - Programa Acertar é Humano: de 06/03/2014

#003

No programa do dia 06/03 Sulivan França e Nélson Sartori falaram sobre o universo da Comunicação Empresarial no ambiente corporativo e sobre a importância do domínio da Língua Portuguesa para o sucesso das relações pessoais e comerciais. O Professor Nélson Sartori ilustrou os problemas com a Língua portuguesa com a sua tradicional charge no momento da dica do professor e o Master Coach Sulivan França lançou mais uma vez seu desafio com questões poderosas no Minuto do Coaching.

002 - Programa Acertar é Humano: de 27/02/2014

#002

Nesse programa, Sulivan França e Nélson Sartori abordam a questão sobre o conceito de o que é e o que não é coaching. São mostrados os 3 pilares básicos desse trabalho e além de ilustrações das diferentes formas de atuação do profissional do coachig.

001 - Programa Acertar é Humano: de 20/02/2014

#001

No momento da dica do professor, foi apresentada a questão do comum no uso equivocado da preposição “para”. O programa terminou com a proposta ao ouvinte de duas questões de avaliação pessoal dentro da dinâmica do “life coaching”.

Programa Foco e Gestão com Sulivan França

De segunda a sexta
9:00 - 18:00

+55 (11) 3670-1770

info@slacoaching.org

Av. Francisco Matarazzo
1400 - SP

Sociedade Latino Americana de Coaching

+55 (11) 3670-1770
info@slacoaching.org

São Paulo - Brasil
Centro de Treinamento
Av. Francisco Matarazzo, 1.350
Água Branca - Cep: 05001-100
São Paulo - Brasil
Sede Administrativa
Av. Francisco Matarazzo, 1.400
Água Branca - Cep: 05001-100
CNPJ: 15.229.739/0001-47
Santiago - Chile
Oficina
Suecia 42, Oficina 02
Teléfono: +56 2 2632 5042
Lima - Peru
Oficina
Plaza Ricardo Palma 107 - San Borja
Teléfono: +51 980 037 494
Cartagena - Colômbia
Oficina
Cr 3 6A Esq. Ed. Jasban 407 - B/Grande
Teléfono: +57 5 655 03 01

Conteúdo Registrado ®
Todos os Direitos Reservados
Cópia Proibida.