PROGRAMA ACERTAR É HUMANO

#021

No Programa do dia 24/07 os apresentadores abordaram o tema “Os 7 Pontos de alavancagem”. Foram debatidas dicas para impulsionar o negócio do novo empresário. Através de perguntas e análises os apresentadores levaram aos ouvintes dicas preciosas para alavancar o novo empreendedor em seu mercado. Na “Dica do Professor”, Nélson Sartori falou sobre o superlativo, já no “Minuto do Coaching” o master coaching Sulivan França lançou uma pergunta provocativa para a reflexão dos ouvintes.

021 - Programa Acertar é Humano: de 24/07/2014

Programa Acertar é Humano (24/07/2015)

NÉLSON SARTORI, SULIVAN FRANÇA e Evaldo

Tempo de áudio
26 minutos e 39 segundos
Legenda
... ➔ pausa ou interrupção do discurso
[...] ➔ palavra/trecho incompreensível
[comentário] ➔ comentários do transcritor

♪ [tema acertar é humano] ♪

Começa agora na Mundial Acertar é Humano, um programa que apresenta crônicas com humor e foco na solução, sempre falando de temas diversos como empreendedorismo, liderança, esporte, atualidades, comunicação entre outros. Tudo isso seguindo a filosofia do coaching.

Programa Acertar é Humano, uma produção da Sociedade Latino-Americana de Coaching, a elite do coaching no Brasil. Apresentação Sulivan França e Nélson Sartori.

[salva de palmas e ovação]

[risos]

[NÉLSON] Estão aprontando conosco, Sulivan.

[SULIVAN] Bom dia, ouvinte Mundial. Aqui é o Sulivan França mais uma vez para apresentar o programa Acertar é Humano. Aqui ao nosso lado o nosso amigo.

[NÉLSON] Nélson Sartori. Bom dia a todos. Bom dia, Sulivan. Bom dia, Evaldo.

[SULIVAN] Bom dia.

[NÉLSON] O Evaldo hoje está animado.

[SULIVAN] Hoje ele acordou empolgado.

Vamos trabalhar.

[NÉLSON] Vamos lá, Sulivan. Tem coisa aí no pedaço.

[SULIVAN] Tem. Tem um negócio interessante.

[NÉLSON] Mandaram uma coisa interessante para nós.

[SULIVAN] Entre tantos e-mails que recebemos sobre o programa de semana passada, um nos chamou muita atenção, que foi de um empreendedor, de um pequeno empresário, que mandou um e-mail para nós. O e-mail é bem interessante. Eu vou falar um pouquinho do e-mail dele. Nós pegamos o e-mail dele porque casou muito com o tema que vamos falar hoje. O nome dele é Frank Ernani de Souza.

O Frank mandou um e-mail para nós, falando um pouquinho da dificuldade do negócio que ele está empreendendo hoje. Ele fez uma brincadeira bem interessante aqui. Ele falou: "Se um engenheiro virou suco, um executivo pode virar cachorreiro?".

[NÉLSON] Cachorreiro é fantástico.

[SULIVAN] Adorei a brincadeira que ele fez.

Ele diz que já foi executivo e hoje, depois de algum tempo, ele está tentando empreender na criação daqueles cachorros Golden Retrievers. Ele está trabalhando com isso. Ele explicou um pouco das dificuldades que ele está encontrando.

O nosso trabalho especificamente não é fazer esse processo de consultoria, mas o que ele trouxe casava diretamente com o tema que nós vamos trabalhar no programa de hoje.

O tema que vamos trabalhar no programa de hoje chama-se Pontos de Alavancagem.

PONTOS DE ALAVANCAGEM

[SULIVAN] Quais são os pontos de alavancagem que você, pequeno, microempresário, pode usar para alavancar o seu negócio.

Selecionamos aqui sete pontos de alavancagem, que falaremos um pouco disso.

[NÉLSON] Até mesmo porque você sempre tem a sua história.

A minha história morre quando eu mudo de atividade? Toda a minha experiência de vida, tudo que fiz, quando mudo de atividade, desaparece, as coisas se perdem? Eu começo do zero?

Percebemos que existe muito dentro desse universo profissional já desenvolvido, da experiência anterior, que pode ser trazido como um ponto de reforço, de impulsionamento no trabalho novo.

[SULIVAN] Hoje reservamos aqui o que consideramos ser sete pontos vitais para o negócio, que damos o nome de pontos de alavancagem. Você, pequeno empresário, você que está nos ouvindo, que tem o seu negócio, que está começando seu negócio agora, preste atenção para esses sete pontos de alavancagem. Vamos dar algumas dicas dentro desses sete pontos sobre o que você pode fazer para alavancar o seu negócio.

Primeiro tópico importante que consideramos bem relevantes dentro desses sete pontos de alavancagem.

Dentro de cada ponto de alavancagem, eu vou usar o ponto de alavancagem no sentido de uma pergunta para que vocês entrem em um processo de reflexão sobre como fazer para alavancar seu negócio.

Como você pode utilizar a energia de outras pessoas em prol do seu negócio?

[SULIVAN] É sempre muito importante ressaltar o seguinte. Todas as vezes que falamos sobre pontos de alavancagem e que nós citarmos um ponto de alavancagem, como estamos citando esse da energia, é importante entendermos que, para qualquer ponto de alavancagem que tenha reciprocidade, que tenha o ganha-ganha envolvido nessa relação.

[NÉLSON] Lógico. Senão fica uma forma de exploração.

É importante entendermos que, quando eu utilizo essa energia, o recurso, sucesso, qualquer coisa de outra pessoa não é simplesmente uma apropriação indevida que está acontecendo, mas sim um acordo. Sempre importante dentro de uma relação comercial ou de vida que haja vantagem no sentido de que não haja prejuízo para nenhum dos lados e que os dois, na medida do possível, possam ser sócios e somarem os dois dentro dessa condição.

[SULIVAN] Ainda que a sociedade não exista, como você disse, Nélson, pode existir uma parceria.

Como você pode aproveitar a energia de outras pessoas?

Às vezes a pessoa tem um estabelecimento comercial, que já dispende uma energia ali e ela pode, no dispender dessa energia, alavancar o seu negócio também.

[NÉLSON] Ela tem público.

[SULIVAN] Tem de estar atendo às oportunidades.

Seu amigo vai fazer um evento. Neste evento, como você pode aproveitá-lo para alavancar seu negócio? Não deixa de ser usar a energia do seu amigo. Ele já está empreendendo uma energia para executar aquilo.

Como você pode, por meio dessa energia dele, contribuir com algo e esse algo também contribuir para alavancar o seu negócio?

A energia é algo importante a ser pensada.

Esse foi o primeiro ponto dos pontos de alavancagem: energia.

[NÉLSON] Isso não significa – para deixar bem claro – que você vá fazer um gato no relógio elétrico do vizinho.

[SULIVAN] [risos]

[NÉLSON] É importante. O Evaldo já está fazendo "positivo" aqui. "Isso eu já faço". Não, Evaldo. Isso não pode.

[SULIVAN] Não é o gato da energia elétrica.

[NÉLSON] Não é o gato da tevê a cabo. Não é essa energia. Ele não faz isso.

[SULIVAN] De jeito nenhum.

Como você pode fazer para usar o segundo ponto de alavancagem para usar o sucesso de outras pessoas?

[NÉLSON] Há pessoas que às vezes têm um bom relacionamento dentro de um segmento comercial e este tem um network, um grupo de pessoas que pode ser potencialmente um bom cliente e ao mesmo tempo pode servir àquilo que você tem a oferecer como um produto a mais para eles. "Todos aqueles que trabalham comigo têm a possibilidade de receber também esse novo serviço".

[SULIVAN] É importante ressaltar novamente o ganha-ganha, a reciprocidade nessa relação. Como eu posso aproveitar o sucesso do outro para alavancar o meu negócio?

Terceiro ponto.

Como eu posso fazer para utilizar os contatos de outras pessoas?

[SULIVAN] Hoje temos as redes sociais, é raro você encontrar alguém que não tenha um e-mail (normalmente você conhece as pessoas e: "Qual é seu e-mail?", movimento antes de pedir um telefone).

[NÉLSON] Minha mãe, de 79 anos, tem 02 e-mails: um só para os filhos e outro para as conhecidas. [risos]

[SULIVAN] Hoje é difícil pessoas que não têm e-mail ou pessoas que não têm só um e-mail.

Por que falamos de contato?

Não só o contato por e-mail, hoje existem as redes sociais. Então muita gente tem seus seguidores nas redes sociais, que não deixam de ser contatos. Se você pedir para o seu amigo divulgar no canal dele na rede social, com seus contatos, de certa forma é aproveitar os contatos do seu amigo.

[NÉLSON] Vou dar um exemplo bem prático disso aí porque às vezes é interessante fazê-lo. Vou usar um exemplo meu.

Eu sou professor, trabalho principalmente em concursos públicos, fora da área do coaching, e tenho uma grande quantidade de seguidores no Facebook. O que acontece é que muitas vezes das empresas com as quais eu trabalho, com as aulas que eu gravo, fazem justamente um acordo que para eles é muito interessante: divulgar dentro dos meus grupos e da minha própria página, do Facebook, os cursos deles e principalmente o meu curso porque eles estão oferecendo um produto de qualidade para quem já conhece parte desse produto, que é o professor.

Existe uma troca dentro desse contexto. Eu tenho a algo a oferecer para essa empresa que me contrata também além do meu trabalho, a questão de marketing: eu me vendo e vendo o produto.

[SULIVAN] E não há nada de errado com isso. É uma troca.

[NÉLSON] É o resultado de um trabalho que pode ser sempre aproveitado por alguém. É a alavancagem.

Hoje em dia, para algumas profissões, e cada vez mais, é importante que você tenha o seu marketing pessoal porque isso também vai ser utilizado pelos outros que precisam de você e querem aproveitar isso.

[SULIVAN] As relações que somos capazes de estabelecer muitas vezes valem mais do que qualquer outra coisa. Esses contatos são extremamente importantes.

"Contatos" é um ponto de alavancagem.

Às vezes você pode ter uma peça de divulgação do seu trabalho que pode ser divulgada no meio dos seus amigos, das pessoas que você conhece. "Dispara para os seus contatos do Gmail.".

[NÉLSON] Qual é a vantagem disso?

Entra no próximo ponto de alavancagem.

Como você pode usar a credibilidade de outras pessoas?

[NÉLSON] Se eu já confio em você, eu já conheço o seu trabalho e você se associa a mim, isso significa que a credibilidade que existe em mim é transferida para você e a credibilidade de você é transferida a mim.

Da mesma maneira, é muito importante você saber com quem você se associa.

[SULIVAN] Por isso deve existir um ganha-ganha na relação.

[NÉLSON] Eu falo em ganha-ganha porque eu ainda estou traumatizado com essa ideia de ganha, ganha, ganha, ganha, ganha, ganha, ganha, ganha... e um perde.

[SULIVAN] Eu não entendi por que você falou em "ganha-ganha" sete vezes.

[NÉLSON] Eh...

[SULIVAN] Vamos mudar de assunto.

[NÉLSON] Vamos mudar de assunto.

[risos]

[NÉLSON] Vamos mudar de assunto porque a minha voz já ficou embargada.

[SULIVAN] Como você pode usar a credibilidade de algumas pessoas?

Muitas vezes você tem pessoas que fazem parte do seu ciclo de amizades, de amigos, de relacionamento ou faz parte do ciclo de relacionamento dos seus amigos. Como você pode usar?

Às vezes é alguém famoso.

[NÉLSON] Evaldo!

[SULIVAN] Evaldo. Usamos a credibilidade do Evaldo. Quantas vezes falamos do Evaldo aqui?

[NÉLSON] Ele é um ótimo exemplo. Ele é um profissional de prestígio que tem um grande acesso principalmente à comunidade de humor e de motivação, que é um dos tons do trabalho do coaching, que é pessoa se automotivar através desse tipo de estrutura e às vezes isso é algo que deve ser aprendido.

Evaldo, nosso grande mestre nesse sentido.

[SULIVAN] Está aí. Como você pode usar a credibilidade de outras pessoas? Isso pode alavancar o seu negócio.

Frank, quarta ideia aí. Vai anotando e coloca em prática ainda essa semana.

Tudo bem que hoje é quinta-feira, mas ainda dá tempo; pelo menos duas: uma hoje e outra amanhã.

[NÉLSON] Duas por semana está bom – não está, Evaldo?

O que você está pulando de alegria?

[risos]

[EVALDO] Eu usei vocês uma por semana.

[NÉLSON] Ele nos usou uma vez por semana lá no show dele.

[SULIVAN] "Nos usou" não; vamos contextualizar.

[NÉLSON] Usou-nos.

[SULIVAN] Usou o que nós dissemos no programa.

[NÉLSON] Ele pegou a questão da credibilidade e agora usou as ideias.

Como você pode usar as ideias de outras pessoas?

[SULIVAN] É importante ficar claro nesse conceito aqui que não é roubar a ideia do outro. Às vezes o sujeito teve uma ideia brilhante, que você pode se associar a ele e, nessa associação, você pode aproveitar a ideia dele e divulgar o seu negócio também.

[NÉLSON] Lógico. Você soma. Uma ideia nunca é perfeita e terminada. Quando aquela boa ideia vem, ela pode ser potencializada. Vejam só como é possível ampliar o valor daquilo somando novas informações e novas experiências. É bom para um e bom para outro, não é ganha, ganha, ganha...

[SULIVAN] Como você pode usar ideias dos outros?

O próximo ponto é importantíssimo. Nélson, fala um pouco sobre ele. Esse é o teu negócio.

Como você pode usar o conhecimento de outras pessoas

[NÉLSON] É o nosso negócio. Conhecimento, todos têm o seu grau dentro de uma área específica e que muitas vezes vai se somar.

É o que fazemos aqui. Temos o trabalho de coaching e ao mesmo tempo o trabalho da linguagem e comunicação, já que esses dois elementos andam juntos. A comunicação e o trabalho de questionamento, que faz com que a pessoa se automotive e busque suas metas, é um trabalho associado à linguagem, que é o conhecimento da língua portuguesa, e à competência profissional do nosso amigo Sulivan França.

O que estamos fazendo? Juntando conhecimento de duas áreas e potencializando para que o trabalho seja feito com mais qualidade para que você atenda melhor ao cliente.

(Já fiz a propaganda).

[SULIVAN] Por falar em conhecimento, ontem eu conheci um casal muito interessante: Newton e Leila. São os proprietários de uma empresa chamada About Me. Lembrei deles quando falamos de conhecimento.

O que eles fazem? Eles pegam o profissional que está no mercado, eles possuem um software, um sistema em que eles pegam esse profissional, que se cadastra no software e eles fazem a ligação desse profissional com as vagas disponíveis no mercado.

E tem um foco muito forte no mercado farmacêutico. Você, RH da indústria farmacêutica, que de repente está ouvindo ao nosso programa, está aí uma ótima solução para recolocação na sua área, na sua empresa. A empresa chama-se About Me (aboutme.com.br).

[NÉLSON] Você quer saber alguma coisa about me?

[risos]

[NÉLSON] É entrar em contato.

[SULIVAN] É um casal simpaticíssimo que tive o prazer de conhecer ontem. Estou mandando um abraço para o Newton e para a Leila.

Usam muito bem esse ponto de alavancagem chamado Conhecimento.

[NÉLSON] Professor gosta de dar exemplo. Através de exemplos, trabalhamos o conceito de exemplo que é a alavancagem. Por meio do exemplo que tenho ao meu lado, à minha volta, vou aproveitando, adaptando, potencializando e contribuindo, ou seja, ao mesmo tempo em que eu absorvo, eu contribuo. É o que esse casal está fazendo.

Eu pego o potencial de mercado de um cliente e ofereço para aquele que está carente daquele produto no mercado.

[SULIVAN] E eu facilito a vida dos dois.

[NÉLSON] Dos três.

[SULIVAN] Dos três, do dele também. E aí há o ganha-ganha que estamos falando.

[NÉLSON] Hoje em dia é importante que esse seja o conceito. Aquele conceito de exploração absoluta, daquele capitalismo antigo, isso não existe mais porque é tolo. Você tem uma grande quantidade de produtos no mercado e tem um fator associado a ela, que é ética e respeito.

[SULIVAN] O mais curioso disso: você não gera relações que são sustentáveis; você gera relações perde-ganha.

[NÉLSON] Ela termina imediatamente na hora em que a relação se esgota.

[SULIVAN] Agora o último ponto de alavancagem que vamos citar aqui.

Recapitulando os pontos.

Frank, se não anotou, anote aí.

[NÉLSON] Que mandou e-mail para nós.

[SULIVAN] "Que outras dicas daríamos aqui...

[NÉLSON] ...para o executivo cachorreiro".

[SULIVAN] Olha lá, Frank:

— como usar a energia de outras pessoas;

— como usar o sucesso de outras pessoas;

— como usar o contato de outras pessoas;

— como usar a credibilidade de outras pessoas;

— como usar as ideias de outras pessoas;

— como usar o conhecimento de outras pessoas,

para alavancar seu negócio.

Sétimo ponto de alavancagem. Esse é um ponto que particularmente adoro.

[NÉLSON] Ele é filosófico. Antes de mais nada, de vida.

Como você pode utilizar as falhas que existem no mercado em que você está atuando?

[SULIVAN] Quais são as falhas que existem?

Seja qual for o mercado, por mais maduro que seja ou por mais prematuro que seja, existem falhas. Obviamente, quanto mais prematuro, mais falhas e mais visíveis essas falhas se tornam para você, microempreendedor, microempresário, você que está começando.

Observe as falhas que estão presentes no mercado no qual você atua.

[NÉLSON] Com o acerto, eu admiro; com a falha, eu aprendo. Com a falha eu amplio, com a falha eu crio; a partir do momento em que algo deu errado, algo tem de ser renovado.

Isso é motivador desde que você seja capaz de aproveitar isso daí e buscar como foco importante.

Se tenho um negócio, eu não tenho de procurar só o sucesso nesse negócio, eu tenho de procurar quais são as falhas nesse negócio para que eu possa supri-las.

[SULIVAN] No meu mercado, quais são as falhas que existem?

Aí você pode pensar assim:

— Eu já pensei demais e não encontrei falha alguma.

Está aí a sua falha. A sua falha é não ter encontrado as falhas.

Há. Falhas. Sim. Não é perfeito, existem falhas.

[NÉLSON] Abra mais a visão. A prepotência pode ser uma falha.

Quando me sinto seguro demais, eu começo a me descuidar, não me reciclo, não me aprimoro, não ofereço novidades, seja lá o que for.

[SULIVAN] Um ponto interessante. Às vezes a falha que você está cometendo no seu mercado é justamente não observar os pequenos empresários que estão começando no seu mercado. Às vezes você é soberano no seu mercado e você acha que aquele cara que está começando não é teu concorrente.

Há um princípio importante do marketing que você precisa anotar: concorrente é todo aquele com o qual o seu cliente lhe compara. Seja pequeno, médio ou grande, se você está sendo comparado, ele é seu concorrente. Não olhar para esse cara pode ser uma grande falha.

[NÉLSON] Não menospreze a pequenez do outro justamente porque ser pequeno muitas vezes permite a ele oferecer elementos e condições que você, por ser grande, não fornece. Exatamente aí que você vai perder grande parte da credibilidade, da familiaridade, da objetividade e até mesmo da personalização do seu trabalho.

Muitos trabalhos são personalizados. O trabalho de coaching é um trabalho personalizado. Ninguém vai dizer que é capaz de fazer o trabalho exatamente como um master coach, como o Sulivan faz, cada um faz o seu; ele tem a sua própria experiência, tem o seu próprio trabalho dentro desse contexto.

[SULIVAN] Fique atento às falhas. No mercado, existem falhas sim que podem ser aproveitadas, você pode tirar proveito.

Eu conheço pessoas que empreenderam, que fizeram seus negócios justamente fundamentadas em falhas que o mercado tinha deixado.

[NÉLSON] Vamos suprir a falha do mercado.

[SULIVAN] Ele observou que naquela falha existia uma demanda reprimida e foi ali que ele agiu, ali que ele criou um produto para isso.

Vamos dar o exemplo do nosso amigo que acabei de citar, o próprio Newton. Quando ele criou essa empresa chamada About Me, ele fez isso olhando para uma falha que existia no mercado: a falta de conexão dessas pessoas que estavam buscando uma recolocação com aquelas empresas que queriam fazer a colocação ou recolocação de alguns profissionais. O que ele fez foi criar um elo de ligação entre essas pessoas. Uma ideia brilhante, que considero inteligentíssima.

Esse foi o sétimo ponto de alavancagem: como você pode aproveitar as falhas que o mercado está deixando para você?

Esse foi o nosso programa de hoje, respondendo ao e-mail do nosso amigo Frank Ernani, que nos mandou esse e-mail, pedindo uma ajuda para esse negócio que ele está empreendendo na criação de Golden Retriever.

[NÉLSON] Sucesso a você.

[SULIVAN] Um abraço, Frank.

Agora, a Dica do Professor. Professor Nélson Sartori agora traz a Dica do Professor.

DICA DO PROFESSOR

[SULIVAN] O que você vai mandar hoje, Nélson? Acho que vem uma provocação nessa Dica do Professor.

[NÉLSON] Hoje o nosso amigo... [risos] Não vou...

[SULIVAN] ...Não cite nomes.

[NÉLSON] Não vou. Ele disse que viu uma coisa finérrima.

O que é o finérrimo? Finérrimo é o chamado superlativo são-paulino.

Eu sei que isso te ofende, Sulivan, mas vamos entender por quê. É um superlativo afetado.

Vamos chamar atenção a isso. Vou usar uma palavra que às vezes as mulheres usam mais.

[SULIVAN] Superlativo afetado: essa foi ótima.

[NÉLSON] É politicamente correto. Só posso dizer isso.

Às vezes a moça faz o regime e fala para você:

— Nossa! Agora eu estou magérrima.

Emagreceu demais, meu bem. Perdeu um pouquinho de massa encefálica. Vamos entender por quê?

MaCérrimo está certinho, agora, maGérrimo, que elas dizem, isso não existe porque "mager" é uma forma erudita de "magro" e o -érrimo é superlativo erudito.

Vamos organizar.

— "Macer" é a forma erudita de magro.

— -érrimo é o superlativo erudito.

A forma contemporânea de "macer" é "magro", a forma contemporânea do superlativo -érrimo é -íssimo ou -ílimo. Então houve uma evolução nessa construção.

Então eu posso dizer que a pessoa está macérrima (juntei erudito com erudito) ou posso dizer que ela está magríssima (juntei contemporâneo com contemporâneo).

Qual é o erro que se faz?

Eu pego o contemporâneo "magro" e junto com o superlativo -érrimo e a pessoa vira magérrima. Isso não existe.

Da mesma forma como uma pessoa pode estar chiquérrima (não é, Evaldo? Quando uma pessoa fica chiquérrima. Não sei por que surgiu o nome do Evaldo). Isso é um superlativo afetado.

[SULIVAN] [risos]

[NÉLSON] A pessoa pode estar chiquíssima porque "chique" é contemporâneo e o -íssimo também.

Esse superlativo -érrimo é antigo e erudito. O errado é quando você pega uma palavra contemporânea e vai lá buscar o erudito. Eu não posso fazer uma palavra regredir. Ou ela está associada ao erudito completamente ou contemporâneo.

Palavras como finérrimo (viu, Evaldo?), chiquérrimo e magérrimo não existem, são só expressões coloquiais e afetadas.

Essa foi a dica de hoje.

[SULIVAN] Evaldo, cuidado com a suas colocações.

[risos]

[NÉLSON] Para fecharmos agora o programa, o nosso Minuto do Coaching com Sulivan França.

Minuto do Coaching

[SULIVAN] No Minuto do Coaching, vem uma provocação. Eu vou fazer uma provocação hoje para o pequeno empresário, para esse cara empreendedor, como mandou o Frank contato pelo nosso site.

O QUE VOCÊ, EMPREENDEDOR, ESTÁ FINGINDO NÃO VER NO SEU NEGÓCIO QUE, SE VOCÊ OLHASSE AGORA E MUDASSE, FARIA TOTAL DIFERENÇA?

Pense. O que você está fingindo não ver no seu negócio?

Talvez seja hora de arregaçar as mangas e fazer diferente.

Lembrando que o site do programa é www.acertarehumano.com.br. Também em todas as redes sociais, postamos coisas diariamente, algumas dicas, algumas frases motivacionais. Acompanhe o nosso site, mande recado pelo site. Quem sabe o nosso programa possa ser inspirado, como foi hoje inspirado no e-mail do Frank, com seu recado?

[NÉLSON] Nos procure na rede social.

[SULIVAN] Acesse o site. Lá você vai descobrir quem são as vozes por trás do Acertar é Humano.

Lembrem-se: o mais bonito lá sou eu.

[NÉLSON] E o que tem cabelo grisalho sou eu.

[SULIVAN] Ele está provocando.

[NÉLSON] [risos]

[SULIVAN] Bom dia a todos. Uma excelente quinta-feira. Grande abraço.

[NÉLSON] Bom dia a todos, meus amigos. Até mais.

♪ [tema acertar é humano] ♪

Você ouviu pela Mundial o Programa Acertar é Humano. Apresentação Sulivan França e Nélson Sartori. Uma produção da Sociedade Latino-Americana de Coaching, a elite do coaching no Brasil.

Outros Podcasts

037 - Programa Acertar é Humano: de 04/12/2014

#037

No Programa do dia 04/12 o professor Nélson Sartori abordou o tema “Qual o segredo das pessoas ricas e bem-sucedidas?” Durante o Programa o professor falou sobre o resultado de uma pesquisa realizada com pessoas que alcançaram esse estatus. O que eles fizeram para chegar lá? Para finalizar o professor Nélson deixou uma pergunta para reflexão do ouvinte e na “Dica do Professor” ele falou sobre o uso do S e do Z.

036 - Programa Acertar é Humano: de 20/11/2014

#036

Os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori abordaram no programa, do dia 20/11, o tema “Motivação”. O que é motivação? O que faz com que você levante pela manhã em busca de uma ação? Sua meta está alinhada aos seus valores? O que lhe motiva? Na “Dica do Professor, Nélson Sartori explicou o significado da expressão “Sangria Desatada”. No “Minuto do Coaching” o Master Coach Sulivan França deixou uma pergunta para reflexão do ouvinte.

035 - Programa Acertar é Humano: de 13/11/2014

#035

No programa do dia 13/11 o professor e apresentador Nélson Sartori falou sobre “Hábitos”. Como algumas manias podem agregar ou trazer dificuldades à rotina? Qual o efeito em nossas vidas ao obter hábitos positivos? Para fechar o programa Nélson deixou a pergunta no “Minuto do Coaching” e, em seguida, na “Dica do Professor”, explicou a diferença e o uso correto de “mais e mas”.

034 - Programa Acertar é Humano: de 06/11/2014

#034

O apresentador Nélson Sartori falou sobre o tema “Diversidade Cultural”. Durante o programa do dia 06/10, ele citou a importância da pluralidade cultural do Brasil. Para finalizar o programa, o professor Nélson lançou a pergunta do “Minuto do Coaching” e na “Dica do Professor” explicou a expressão “A rua da amargura”.

033 - Programa Acertar é Humano: de 30/10/2014

#033

O tema discutido no Programa do dia 30/10 foi “Desempenho no trabalho”. Os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori deram 5 dicas para aumentar o desempenho no trabalho. No final do programa, na “Dica do Professor”, Nélson Sartori explicou a expressão “Cair nos braços do Morfeu” e Sulivan França deixou a uma pergunta para o ouvinte no “Momento do Coaching”.

032 - Programa Acertar é Humano: de 23/10/2014

#032

No dia 23/10 os apresentadores do Programa Acertar é Humano discutiram a questão da “Intolerância” e as muitas divergências causadas quando não há o respeito das opiniões alheias, seja na política, na sociedade, etc. Na “Dica do Professor”, Nélson Sartori respondeu uma questão de um ouvinte: “O que significa bode expiatório?”. E para finalizar, o Master Coach Sulivan França lançou uma pergunta aos ouvintes no “Minuto do Coaching”

031 - Programa Acertar é Humano: de 09/10/2014

#031

No Programa do dia 09/10 o apresentador Nélson Sartori abordou o tema “Conflito” juntamente com a convidada e Master Coach Tália Jaoui. Durante o programa eles discutiram sobre o conceito de diálogo, debate e discussão. No “Minuto do Coaching” Tália lançou uma pergunta reflexiva aos ouvintes: “O que você ganha e o que você perde quando entra em um combate, embate? E pra finalizar, o professor Nélson explicou o conceito do termo “Feito na coxas”, na “Dica do Professor”.

030 - Programa Acertar é Humano: de 02/10/2014

#030

No Programa do dia 02/10, o apresentador Nélson Sartori bateu um papo com a Master coach Tália Jaoui que também é apresentadora do programa Conexão Comportamento pela TV UOL. Tália falou sobre sua experiência como formadora de novos coaches e como apresentadora. Na “Dica do Professor” Nélson Sartori explicou de onde surgiu o termo “rodar a baiana”.

029 - Programa Acertar é Humano: de 25/09/2014

#029

Em 25/09 os apresentadores do Programa Acertar é Humano falaram sobre “Oportunidades”. O que está se abrindo para você que você pode se beneficiar? E quais são os riscos e ameaças que estão presentes na sua vida? O professor Nélson Sartori explicou a expressão “Dar uma canja” na “Dica do Professor” e, para finalizar, o Master coach Sulivan França deixou uma reflexão para os ouvintes no “Minuto do Coaching”.

028 - Programa Acertar é Humano: de 18/09/2014

#028

No Programa Acertar é Humano de 18/09 os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori abordaram o tema “O que nos movimenta?” Quais são nossos pontos que têm o papel de uma alavanca em nossas vidas? E quais são os pontos que precisa de melhoria? Na “Dica do Professor” Nélson Sartori explicou sobre o significado da expressão “araque”.

027 - Programa Acertar é Humano: de 11/09/2014

#027

Em 11/09 os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori abordaram o tema “Inovação”. Para incrementar a discussão os locutores receberam no estúdio o empresário Raphael Ribas, que deu dicas para quem quer inovar. Para finalizar o Programa o Master Coach Sulivan França, lançou a pergunta do “Minuto do Coaching” e na “Dica do Professor”, Nélson Sartori explicou a expressão “da pá virada”.

026 - Programa Acertar é Humano: de 04/09/2014

#026

No Programa Acertar é Humano do dia 04/09 os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori falaram sobre “Modelo Mental”. O que motiva as pessoas a saírem do estado de estagnação e mudar o rumo de suas vidas? O Programa também contou com a participação especial de Carla Binsfeld. Na parte final Sulivan França lançou a pergunta do “Minuto do Coaching” e na “Dica do Professor”, Nélson Sartori explicou o significado da expressão “preto no branco”.

025 - Programa Acertar é Humano: de 28/08/2014

#025

No último Programa do mês de agosto (28/08) o apresentador Nélson Sartori abordou o tema “Coaching, educação e sustentabilidade”. Qual a importância do trabalho do coaching para a educação do nosso país? O professor no papel de coach sendo questionador e estimulador do aluno.

024 - Programa Acertar é Humano: de 14/08/2014

#024

Em 14/08, no Programa Acertar é Humano, os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori abordaram o tema: “Inteligência Emocional e os fatores que podem contribuir positiva ou negativamente para a nossa vida”. Durante o programa foram discutidos seis tópicos para explicar o que é ter Inteligência Emocional. Na “Dica do Professor”, Nélson Sartori falou sobre o uso dos “parênteses”. E, finalizando, Sulivan França comentou sobre o “Minuto do Coaching”.

023 - Programa Acertar é Humano: de 07/08/2014

#023

No Programa Acertar é Humano do dia 07/08 o professor Nélson Sartori abordou o tema Inteligência Emocional. Tudo acontece perante uma atitude mental positiva. Todo o sucesso da vida inicia-se com o pensamento. Saber lidar com as emoções e sentimentos de uma forma racional é ter Inteligência Emocional. No final do programa, na “Dica do Professor” Nélson falou sobre o uso do verbo “morrer”, e lançou a pergunta no “Minuto do Coaching”.

022 - Programa Acertar é Humano: de 31/07/2014

#022

O Programa Acertar é Humano do dia 31/07 os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori fizeram um programa especial sobre o tema Coaching. Qual é o foco do processo de coaching? Autoperformace, estratégia, planejamento foram alguns dos assuntos abordados dentro desse tema. Na “Dica do Professor” Nélson Sartori falou sobre o uso da vírgula. Para finalizar Sulivan França deixou uma questão para o ouvinte no “Minuto do Coaching”.

021 - Programa Acertar é Humano: de 24/07/2014

#021

No Programa do dia 24/07 os apresentadores abordaram o tema “Os 7 Pontos de alavancagem”. Foram debatidas dicas para impulsionar o negócio do novo empresário. Através de perguntas e análises os apresentadores levaram aos ouvintes dicas preciosas para alavancar o novo empreendedor em seu mercado. Na “Dica do Professor”, Nélson Sartori falou sobre o superlativo, já no “Minuto do Coaching” o master coaching Sulivan França lançou uma pergunta provocativa para a reflexão dos ouvintes.

020 - Programa Acertar é Humano: de 17/07/2014

#020

“A segunda carreira”. Esse foi o tema do Programa Acertar é Humano do dia 17/07. Como encontrar uma segunda carreira. Existe uma idade certa para ter o desprendimento para migrar para uma segunda carreira? O que essa outra opção de carreira oferece como perda e como ganho? Essas são algumas das questões levantadas pelos apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori. Na parte final do Programa o professor Nélson respondeu a dúvida de uma ouvinte que questionou o significado da expressão “engolir sapo”. Já o master coach Sulivan lançou a pergunta no Minuto do coaching.

019 - Programa Acertar é Humano: de 26/06/2014

#019

No dia 26/06 o tema abordado no Programa Acertar é Humano foi "Carreira". Os apresentadores responderam perguntas dos ouvintes sobre a formação de um coach - investimento, retorno e mercado em geral. Como o coaching pode influenciar qualquer carreira. Na “Dica do Professor”, Nélson Sartori explicou a expressão popular "eira nem beira". E para finalizar o programa, o master coach Sulivan França deixou uma reflexão sobre carreira no "Minuto do Coaching".

018 - Programa Acertar é Humano: de 19/06/2014

#018

No Programa Acertar é Humano do ferido de 19/06 os apresentadores Sulivan França e Nélson Sartori abordaram o tema "O aprender e o ensinar" Em qualquer contexto todos que ensinam também aprendem. Como essa experiência acontece com as seleções participantes da Copa do Mundo no Brasil? Na "Dica do Professor", Nélson Sartori abordou o uso correto das palavras "mau e mal". E para fechar o programa, no "Minuto do Coaching", o master coaching, Sulivan França deixou uma pergunta sobre aprendizagem.

Programa Foco e Gestão com Sulivan França

De segunda a sexta
9:00 - 18:00

+55 (11) 3670-1770

info@slacoaching.org

Av. Francisco Matarazzo
1400 - SP

Sociedade Latino Americana de Coaching

+55 (11) 3670-1770
info@slacoaching.org

São Paulo - Brasil
Centro de Treinamento
Av. Francisco Matarazzo, 1.350
Água Branca - Cep: 05001-100
São Paulo - Brasil
Sede Administrativa
Av. Francisco Matarazzo, 1.400
Água Branca - Cep: 05001-100
CNPJ: 15.229.739/0001-47
Santiago - Chile
Oficina
Suecia 42, Oficina 02
Teléfono: +56 2 2632 5042
Lima - Peru
Oficina
Plaza Ricardo Palma 107 - San Borja
Teléfono: +51 980 037 494
Cartagena - Colômbia
Oficina
Cr 3 6A Esq. Ed. Jasban 407 - B/Grande
Teléfono: +57 5 655 03 01

Conteúdo Registrado ®
Todos os Direitos Reservados
Cópia Proibida.