icone podcasts

PROGRAMA ACERTAR É HUMANO

#019

No dia 26/06 o tema abordado no Programa Acertar é Humano foi "Carreira". Os apresentadores responderam perguntas dos ouvintes sobre a formação de um coach - investimento, retorno e mercado em geral. Como o coaching pode influenciar qualquer carreira. Na “Dica do Professor”, Nélson Sartori explicou a expressão popular "eira nem beira". E para finalizar o programa, o master coach Sulivan França deixou uma reflexão sobre carreira no "Minuto do Coaching".

019 - Programa Acertar é Humano: de 26/06/2014

Programa Acertar é Humano (26/06/2014)

Nélson Sartori e Sulivan França

Tempo de áudio
25 minutos e 34 segundos
Legenda
... ➔ pausa ou interrupção do discurso
[...] ➔ palavra/trecho incompreensível
[comentário] ➔ comentários do transcritor

♪ [tema acertar é humano] ♪

Começa agora na Mundial Acertar é Humano, um programa que apresenta crônicas com humor e foco na solução, sempre falando de temas diversos como empreendedorismo, liderança, esporte, atualidades, comunicação entre outros. Tudo isso seguindo a filosofia do coaching.

Programa Acertar é Humano, uma produção da Sociedade Latino-Americana de Coaching, a elite do coaching no Brasil. Apresentação Sulivan França e Nélson Sartori.

[SULIVAN] Bom dia, ouvinte Mundial. Eu sou o Sulivan França mais uma vez com vocês nessa manhã de quinta-feira para apresentar o Programa Acertar é Humano e ao meu lado o nosso amigo Nélson Sartori.

[NÉLSON] Bom dia, minha gente, Sulivan, Evaldo.

[EVALDO] Bom dia.

[NÉLSON] Estamos aqui para mais um programa e, hoje, falando sobre um tema bem apropriado ao nosso trabalho, a carreira do coaching. Vamos falar sobre isso e esclarecer as pessoas, afinal de contas essa é uma das propostas de nosso trabalho.

O pessoal está querendo saber como é a carreira do coaching, como se faz para ser um coaching, quais são as vantagens, qual o investimento, qual o retorno disso, afinal de contas, essa terminologia, esse tipo de trabalho, é um trabalho bastante amplo em sua atividade, mas só que ainda com um número reduzido de profissionais especializados na área e o mercado com uma carência gigantesca desse tipo de trabalho.

Ninguém melhor para falar sobre isso, senão o papa do coaching, no Brasil, que é o Sulivan França.

A CARREIRA DO COACHING

[SULIVAN] O papa do coaching foi ótimo, ainda bem que não sou argentino.

Vamos falar sobre a carreira do coaching que muita gente acredita que está na moda e já deixou de ser moda faz muito tempo – coaching é uma realidade na vida das pessoas, das empresas.

Você que já passou pela formação sabe disso, a diferença que o coaching pode fazer em nossa carreira, na vida pessoal também.

[NÉLSON] Inclusive na carreira individual, porque quando falamos de carreira, não estamos falando só de carreira, você tem a sua formação, a vida. Como que uma coisa se amarra com a outra?

[SULIVAN] Existe muita gente que tem um conceito diferente de carreira e antes de falarmos de carreira, vamos falar o seguinte: Você tem carreira ou trabalho? Essa é a pergunta que deve ficar.

Tem muita gente que pode estar se perguntando: "Espera aí, mas qual é a diferença? Sempre achei que fosse a mesma coisa.".

Existe muita diferença de carreira para trabalho (em carreira você constrói um nome, em trabalho cumpre tabela).

Então qual a diferença entre o que faz hoje?

O que você faz, hoje, olha como uma carreira? Constrói a carreira em cima de uma atividade que faz, hoje, ou simplesmente tem um trabalho onde vai lá e entrega o que esperam de você e recebe o que espera receber? Qual a diferença disso?

A carreira é algo muito maior que simplesmente um trabalho.

[NÉLSON] Até o próprio nome dela já diz, mas o significado da palavra carreira é justamente o caminho que você percorre, – tem um percurso a ser trabalhado –, então tem uma perspectiva futura, uma projeção, enquanto o trabalho é a ação do momento, ela é de sustentação. Enquanto a carreira tem uma projeção, perspectiva, você tem uma expectativa futura que vai ser satisfeita.

É importante que todo mundo tenha isso hoje em dia, um plano, projeto, sonho.

Como isso se torna realidade?

Um dos trabalhos do coaching é, justamente, transformar esse sonho em realidade, não através de magia, mas da orientação e trabalho de acompanhamento.

[SULIVAN] Através do trabalho de apoio ao indivíduo para alcançar suas metas e objetivos.

Muita gente pergunta como é a formação do coaching?

Primeiro, a formação do coaching tem diversos níveis. A primeira formação é de 8 dias, onde o profissional passa por um trabalho intenso do entendimento de quais são as ferramentas e como trabalhar, principalmente desenvolver as competências necessárias para atuação como um coaching no mercado, lembrando que essa primeira formação tem um foco em coaching de vida.

Outras coisas que depois pode buscar, são as especializações. Ele pode dar um foco no desenvolvimento do coaching para um contexto de liderança.

Você que é líder, tem uma equipe, os seus desafios do dia a dia em lidar com seus liderados, fazer a gestão das pessoas, o processo de coaching pode lhe apoiar muito nisso.

Tem a especialização que você parte para o Coaching Executivo, que é aquele indivíduo que vai querer atuar como coaching dentro das organizações, desenvolvendo competência nos executivos e até chegar no mais alto nível que é o Master Coaching, aí depois, quem sabe, almejar o Advanced Master coaching, que é um nível muito mais alto de desenvolvimento na carreira como coaching.

O que chama atenção para o mercado de coaching hoje, – porque muita gente olha para o coaching como sendo uma moda – primeiro é importante dizer que coaching já deixou de ser moda faz muito tempo e que podemos observar três coisas que são atraentes no mercado de coaching.

O tempo de formação do coaching é algo reduzido, é muito rápida a formação, não para que ele ganhe experiência, mas para que passe pela formação técnica. O desenvolvimento da competência em si, é algo considerado de curto prazo, porque se ele pegar os três primeiros níveis, a primeira formação, o Executive Coaching Master, estamos falando de seis meses de formação.

Se ele resolver partir para uma especialização, é o caso do nosso MBA em Coaching que a Sociedade Latino-Americana de Coaching fornece.

Quem quiser maiores informações sobre isso, acesse o site slac.com.br, lá tem todas as agendas, inclusive temos uma primeira formação começando agora em julho, em oito dias, dois módulos de quatro dias cada um, essa é a primeira formação.

Se resolver partir para algo maior, temos o MBA em coaching que foi o primeiro MBA do mundo e tem profissionais já formados nessa turma. Estamos partindo para a quarta turma do MBA, então é um público seleto que participar disso, a troca, o networking é algo muito importante dentro dessas formações.

Nesse MBA contamos com parceria da FESPSP, Fundação Escola de Sociologia Política do Estado de São Paulo, uma instituição renomada com mais de 80 anos, inclusive onde se formou o nosso ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Então é uma escola de renome a qual, de certa maneira, é o nosso parceiro na certificação deste MBA.

Se você está buscando uma especialização para esse segundo semestre, busca uma outra formação, quer fazer uma pós-graduação, querendo fazer um MBA, está aí uma grande oportunidade para fazer esse MBA em Coaching, porque você consegue unir o útil ao agradável. Além de você ter uma outra formação, especialização, já abre uma nova perspectiva de carreira também.

Então como eu ia dizendo, três coisas que são importantes e chamam atenção para a carreira do coaching.

Uma: A formação em um tempo considerado curto, hoje, em um espaço de tempo menor.

O retorno do investimento é algo que acontece de maneira muito rápida, em média seis meses. Isso é algo muito rápido hoje. Qual é o negócio que traz isso?

[NÉLSON] É importante ter noção, porque as pessoas estão perguntando bastante para nós: “O que eu preciso fazer para ser um coaching? Como vou atuar? Qual o próximo passo que vou dar? Estou partindo para essa nova carreira, sempre será uma nova carreira?”.

Sim.

“Pode ser associada ao meu trabalho, minha carreira atual?”.

Pode.

“O que faço, qual é o próximo passo, o que devo fazer? Vou investir e esse retorno vai acontecer como? Como me preparo, treino para isso tudo?”.

É importante saber que existem vários grupos, até mesmo dentro do trabalho feito pela SLAC, que oferecem a possibilidade de fazer um estágio, ter um treinamento.

Existem projetos ligados a educação que se dispõe a esse trabalho, permite que desenvolva esse trabalho e a partir dali comece a projetar para várias áreas de atuação, inclusive a sua. Você tem esse tipo de trabalho dentro do esporte, da educação, da área executiva que é muito forte hoje em dia, então é importante que veja e fale:

“Como um coaching pode potencializar aquilo que já tenho, hoje em dia, que faço?”.

[SULIVAN] Quando falamos da sociedade Latino Americana de Coaching, é importante lembrar o seguinte: A sociedade carrega a elite do coaching no Brasil.

E por que tem esse título?

Não é à toa, tem alguns diferenciais em cima disso que faz com que seja reconhecido não só pela mídia, mas pelo público, de uma maneira geral. Então quando falamos, hoje, de coaching, a SLAC foi a primeira empresa de coaching a disponibilizar um MBA em Coaching reconhecido pelo MEC, tudo bonitinho e isso dá um baita diferencial para o profissional que quer atuar nessa área. É importante você saber a confiabilidade desse processo.

O outro ponto é o seguinte: A diferença de carreira e trabalho, olhamos para o coaching como uma carreira.

Porque olhamos para o processo de coaching como uma carreira?

Quando o profissional passa por uma formação da SLAC, automaticamente vai para uma base de dados onde fica cadastrado e recebe supervisão de coaching mensal, então não é aquela formação, onde você vai fazer e, simplesmente, vai ficar largado no mercado, de maneira nenhuma. Temos o processo de supervisão e é vitalício. A empresa não tem ideia de acabar com isso, muito pelo contrário, a ideia é ampliar.

Uma vez por mês temos uma plataforma onde os coachings se reúnem e discitimos os casos de atendimento. Você tem algo, que é muito feito fora do país, que é a educação continuada, o sujeito continua se desenvolvendo.

O mais interessante de tudo isso, você pagou a formação em coaching, fez a formação, entra nessa base de dados e passa por esse processo de supervisão free, isso não tem custo.

[NÉLSON] Estão perguntando aqui, me mandaram uma mensagem, o seguinte:

“O que é necessário, qual a base que precisa para ter a formação, com a formação anterior dele, para que se torne um coaching?”.

[SULIVAN] Nós temos coachings formados em diversas áreas, porque a metodologia de coaching é multidisciplinar e conseguimos contextualizar em qualquer atividade.

Se você é professor, consegue contextualizar o processo de coaching no momento que estiver atuando com professor.

Se você é líder, consegue contextualizar a metodologia de coaching para seus atendimentos.

O coaching é mais do que uma metodologia multidisciplinar, é uma filosofia de vida que costumamos dizer: O coaching, você consegue contextualizar em qualquer área.

Um ponto importante é quando falamos da formação. Você, independentemente da área que atua hoje, não precisa largar a sua área para começar a atuar como coaching, pode levar as duas coisas em paralelo, claro, por enquanto, até o momento em que tenha a carreira no processo de coaching sólida, para que faça essa migração e damos todo o apoio para esse indivíduo em cima disso, com todo o processo de supervisão, de atendimento mensal, para que vá se aprimorando constantemente.

Só para ter uma ideia, hoje, duas horas de um processo de supervisão é cobrado, em média, na casa de R$ 500,00 a R$ 800,00. Colocando uma média de R$ 500,00, o sujeito tem uma economia anual na casa de R$ 10.000,00 só no processo de supervisão, porque não tem custo em relação a isso.

É uma carreira extremamente promissora, traz o retorno do investimento muito rápido e pode também levar em paralelo com o que ainda faz hoje, atendendo aos finais de semana, à noite depois do teu expediente, então pode trabalhar isso.

Outra pergunta em relação ao público-alvo: Você que já passou pela nossa formação, viveu isso, o que entende que é o público alvo?

[NÉLSON] Vamos usar como exemplo, porque as pessoas querem materializar e, como professor, gosto de materializar as coisas.

Primeiro. Qual é a necessidade acadêmica?

Qualquer formação acadêmica permite que faça o trabalho como coaching.

Qual é a formação que preciso ter?

Você precisa ter formação acadêmica, isso é a base, qualquer formação acadêmica, porque o coaching pode ser trabalhado em qualquer área específica. Por exemplo, na minha área de educação, estamos já desenvolvendo um trabalho bem grande dentro desse contexto.

A minha área de atuação se desenvolve em dois planos específicos: O concurso público e a formação dos adolescentes visando a sua carreira profissional dentro do trabalho da universidade.

Veja que no caso temos dois trabalhos. O professor trabalhando esse acompanhamento, essa orientação dentro do trabalho do aluno que está se preparando para o vestibular. Ele é um público-alvo interessante que você trabalha dentro das escolas, pode trabalhar grupos, ou fazer individual.

Se fala tanto em educação e a potencialidade que o coaching pode trazer para formação do brasileiro é sem limites, porque vai observar melhor o seu futuro e sua carreira, só que de uma maneira clara, objetiva, concreta.

Vai sair do aspecto teórico e trabalhar, primeiro, com ele mesmo, vai potencializar a sua vida e descobrir as suas potencialidades. Imagine uma adolescente descobrindo as suas potencialidades e aprendendo a lidar com as ferramentas que irão potencializar o seu futuro.

Aquele que já tem a sua formação acadêmica, ou então que visa o trabalho dentro de um concurso público, como pode potencializar o seu estudo, trabalho, o crescimento dentro da carreira pública, isso é um diferencial muito grande.

[SULIVAN] Esse programa de formação em coaching tem certificação internacional.

[NÉLSON] Ou seja, você tem um reconhecimento fora do país.

[SULIVAN] Dentro do País pelo MEC também, é importante dizer isso.

[NÉLSON] É importante saberem o seguinte: "Poxa, mas eu vou poder trabalhar aqui, tenho pretensões de trabalhar fora do país.".

Temos colegas que trabalham o coachin com várias pessoas de vários países diferentes, porque ele tem um potencial de linguagem, fala três ou quatro línguas, atende várias pessoas de várias nacionalidades, aqui no Brasil e faz o atendimento fora do país.

[SULIVAN] É importante saber, quem está nos ouvindo, sobre essa carreira, a formação de coaching, o seguinte: A certificação internacional, o rápido retorno sobre o investimento, o baixo investimento que deve ser feito, o processo de supervisão que recebe durante toda a formação e pós-formação sem custo, pode levar essa carreira em paralelo com o que faz hoje, até a hora que se sinta seguro para migrar para essa carreira.

O público-alvo é o mais diversos. Resumindo, o público-alvo são todos que possuem uma meta, as pessoas com quem vocês podem trabalhar.

[NÉLSON] Quando você está fazendo o trabalho de formação, conhece uma potencialidade bastante variada, são pessoas de todas as áreas. As pessoas aprendem ali dentro quais são as várias áreas, porque você encontra gente de todas as áreas e descobre como ele vai trabalhar, então é uma escola dentro de si mesma, porque você entra com uma visão e sai com ela multiplicada.

A competência, a possibilidade de ampliar o seu trabalho aumenta muito, então são horizontes que se abrem infinitos dentro do próprio trabalho feito na formação na SLAC. Sei por uma experiência minha.

[SULIVAN] Alguns números que é importante dizer.

Há mais de uma década atuando como o coaching no Brasil, mais de 12 mil Coachs formados, de 3000 Executive Coaching formados, de 2000 Master Coaching formados.

Cursos presentes hoje em mais de 20 estados no Brasil.

Coachings que nos representam em mais de 10 países, certificação internacional e ferramentas de acesso profissional, ou seja, é muita informação e ao mesmo tempo muita credibilidade junto em um mesmo programa, para conseguir trazer para vocês a melhor formação que podem ter dentro do processo de coaching e entender o que é essa carreira, como é a carreira e todo o respaldo que a Sociedade Latino-Americana de Coaching dá, hoje , para seus formandos saírem para o mercado e conseguirem atuar.

Ainda que você não tenha pretensão de atuar como coaching, a metodologia de coaching, a formação, hoje, é vista como um grande diferencial competitivo para o indivíduo que está no mercado pleiteando uma determinada vaga, principalmente se essa vaga for em cargos de liderança. Ok?

[NÉLSON] É uma formação de capacitação que vai além da convencional, ou seja, é um potencializador de sua própria carreira.

[SULIVAN] Um outro ponto importante é que a metodologia de coaching e a forma pela qual nós trabalhamos a formação, segue uma metodologia vista nas maiores universidades do mundo, que é o 702010. É o 10% de embasamento teórico, 20% de demonstração (você vendo a coisa acontecer) e 70% colocando em prática, então você sai sentindo na pele e sabendo aplicar.

E por falar em metodologia e ensino, como nós falamos até agora, você que ficou interessado, acesse o nosso site: slac.com.br. Lá tem diversas informações sobre a metodologia, formação, o tempo e agenda disponível e quem quiser maiores informações o telefone é: 11 3670-1770, temos lá as consultoras que podem te apoiar. Façam-nos uma visita, estamos aqui na zona oeste de São Paulo, em Perdizes, cinco minutos da Avenida Paulista.

Falando em professor e ensino, qual é a Dica do Professor de hoje, Nélson?

DICAS DO PROFESSOR

[NÉLSON] Hoje, é quase uma curiosidade o que mandaram aqui para nós.

Me perguntaram, porque outro dia nós falamos no programa que o indivíduo não tinha EIRA NEM BEIRA. Vou explicar isso rapidinho para o pessoal, porque é um contexto histórico interessante.

Quando a família real portuguesa veio para o Brasil, ele não tinha nada para receber ninguém, não tinha capacidade de urbanização, então os nobres vieram e tiraram os Bandeirantes de dentro daqueles casebres horríveis e entraram, só que no Rio de Janeiro, um calor danado e chuva, as pessoas não conseguiram se adaptar rapidamente a essa estrutura, então rapidamente construíram novas casas que atendiam a esse problema no País, que era muitas chuvas no Rio de Janeiro e um sol muito forte.

Para poder conviver dentro de uma casa, que era bastante quente, tinham que fazer um puxadinho que era como uma edícula – aumentavam um pouco o telhado para ter uma varanda. O que acontecia é que quanto maior era a varanda, maior era o poder aquisitivo daquele homem. Se você tinha uma varanda bem grande, significava que tinha bastante dinheiro, potencial, em compensação você tinha a EIRA – que era um pequeno avanço para não pingar água dentro da janela –, a BEIRA – que era um espaço um pouco maior que atendia a entrada da casa – e a TRIBEIRA – que era como se fosse uma edícula e aquele que não tinha nada, era aquele que não tinha NEM EIRA NEM BEIRA, ou seja, representava a condição social dele. Se ele não tinha NEM EIRA NEM BEIRA, era aquele morador bastante carente que, praticamente, sobrevivia dentro de um casebre.

Foi daí que surgiu essa informação para vocês.

[SULIVAN] É isso aí, Evaldo. Agora sabemos porque não temos nem EIRA NEM BEIRA.

Nós recebemos uma mensagem aqui, que parece que estão tentando ligar no telefone que eu passei e ninguém está atendendo. Ouvinte, ainda são 7h26, o pessoal começa a atender a partir das nove da manhã. O horário de atendimento é entre 9h00 e 18h00. Fique à vontade.

Repetindo o telefone: 11 3670-1770, a partir das 9h00 da manhã e o site é: slac.com.br. Acesse o nosso site: acertarehumano.com.br.

Agora o Minuto do Coaching.

MINUTO DO COACHING

[SULIVAN] Então reflita durante essa semana.

O QUE VOCÊ PODE FAZER PARA MELHORAR A SUA CARREIRA AO LONGO DESSE PRÓXIMO SEMESTRE?

Pense sobre isso, alavanque a sua carreira. Acesse o nosso site: acertarehumano.com.br e nos encontramos na próxima quinta-feira, às 7h00 da manhã. Um grande abraço a todos.

[NÉLSON] Um grande abraço a todos, Evaldo, ao nosso público.

♪ [tema acertar é humano] ♪

Você ouviu pela Mundial o Programa Acertar é Humano. Apresentação Sulivan França e Nélson Sartori. Uma produção da Sociedade Latino-Americana de Coaching, a elite do coaching no Brasil.

Outros Podcasts

078 - Programa Acertar é Humano: de 31/03/2016

#078

077 - Programa Acertar é Humano: de 24/03/2016

#077

076 - Programa Acertar é Humano: de 17/03/2016

#076

Neste programa o professor e apresentador Nélson Sartori fala sobre o poder que a mídia tem atualmente, sendo ao mesmo tempo a heroína e vilã.

075 - Programa Acertar é Humano: de 10/03/2016

#075

Neste programa o professor e apresentador Nélson Sartori fala sobre o tema "virar a mesa", ou, dar a volta por cima, transformar alguma coisa ruim em algo bom. O que é preciso fazer para virar a mesa?

074 - Programa Acertar é Humano: de 03/03/2016

#074

"Escrevendo nossa história" - você é passivo ou ativo quando se fala da história da sua vida? O professor e apresentador Nélson Sartori traz esse tema no programa do dia 03/03/2016.

073 - Programa Acertar é Humano: de 18/02/2016

#073

O professor e apresentador, Nélson Sartori, fala neste programa sobre "juventude eterna". Como as pessoas têm tratado esse tema como um sonho, um desejo, que, muitas vezes, pode trazer sérias consequências.

071 - Programa Acertar é Humano: de 04/02/2016

#071

No Programa de véspera de carnaval, o professor e apresentador Nélson Sartori fala sobre as relações humanas e comunicação nas redes sociais.

070- Programa Acertar é Humano: de 28/01/2016

#070

O apresentador e professor Nélson Sartori continua a entrevista com o master coach e presidente da SLAC Coaching, Sulivan França.

069 - Programa Acertar é Humano: de 21/01/2016

#069

Em mais um Programa Acertar é Humano o apresentador Nélson Sartori entrevista o presidente da SLAC Coaching, Sulivan França. O profissional conta sua história como profissional de coach.

068 - Programa Acertar é Humano: de 31/12/2015

#068

No último dia do ano de 2015, o apresentador Nélson Sartori faz uma retrospectiva dos temas destaques que foram abordados durante o ano.

067 - Programa Acertar é Humano: de 03/12/2015

#067

Dando continuidade ao projeto de esclarecimento de pesquisa o apresentador Nélson Sartori traz mais uma vez ao programa o historiador e professor da USP – Universidade de São Paulo, Diogo Silva.

066 - Programa Acertar é Humano: de 19/11/2015

#066

Em mais um Programa Acertar é Humano o apresentador Nélson Sartori bate um papo com o historiador e professor da USP – Universidade de São Paulo, Diogo Silva. Neste programa o tema foi conflitos no Oriente Médio.

065 - Programa Acertar é Humano: de 12/11/2015

#065

No Programa Acertar é Humano de 12 de novembro o professor Nélson Sartori leva ao programa o historiador e professor da USP – Universidade de São Paulo, Diogo Silva. O tema abordado foi a tragédia de Mariana.

064 - Programa Acertar é Humano: de 01/10/2015

#064

O apresentador e professor Nélson Sartori fala sobre um tema muito importante na vida de todos: a esperança. Quem tem esperança tem dentro de si otimismo e felicidade. Como seria possível projetar uma história para a sua vida sem ter esperança?

063 - Programa Acertar é Humano: de 24/09/2015

#063

Em mais um Programa Acertar é Humano o professor Nélson Sartori traz uma reflexão sobre a passagem que todos farão. Como você tem cultivado o que é importante para você? Como será a sua partida? Como você gostaria que ela fosse?

063 - Programa Acertar é Humano: de 17/09/2015

#063

Em mais um Programa Acertar é Humano o professor Nélson Sartori aborda o tema “medo de mudar”. Como lidar com momentos de necessidade de mudança? Como deixar a zona de conforto?

062 - Programa Acertar é Humano: de 10/09/2015

#062

Neste Programa Nélson Sartori aborda o tema “missão de vida e como lidamos com ela”. Todo nós temos uma missão de vida e criamos projetos. Como administrar esses projetos para que a missão não falhe?

061 - Programa Acertar é Humano: de 25/06/2015

#061

No Programa Acertar é Humano do dia 25/06 o professor Nélson Sartori comentou sobre “Acreditar em si mesmo para realizar algo”. Você sabia que o maior sabotador das suas conquistas é você mesmo? Autossabotagem é quando você coloca as próprias barreiras em volta de você. Ouça o Programa e saiba mais!

060 - Programa Acertar é Humano: de 18/06/2015

#060

Neste Programa Acertar é Humano o professor Nélson Sartori abordou a questão do "Tempo" – Você conhece alguém que diga que tem muito tempo e que o tempo tem demorado a passar, que o dia a dia tem sido muito longo? Dificilmente. O tempo é a grande preocupação de todos. Todos temos a sensação de que o tempo tem passado cada vez mais rápido. Qual a justificativa da ciência sobre essa percepção?

059 - Programa Acertar é Humano: de 11/06/2015

#059

Em mais um Programa Acertar é Humano o professor Nélson Sartori falou sobre “Alguns dos grandes empresários que foram referência no mundo pelos grandes feitos. E esses cometeram erros? Quais?”. Conheça um pouco da história de homens de sucesso!

Programa Foco e Gestão com Sulivan França

De segunda a sexta
9:00 - 18:00

+55 (11) 3670-1770

info@slacoaching.org

Av. Francisco Matarazzo
1400 - SP

Sociedade Latino Americana de Coaching

+55 (11) 3670-1770
info@slacoaching.org

São Paulo - Brasil
Centro de Treinamento
Av. Francisco Matarazzo, 1.350
Água Branca - Cep: 05001-100
São Paulo - Brasil
Sede Administrativa
Av. Francisco Matarazzo, 1.400
Água Branca - Cep: 05001-100
CNPJ: 15.229.739/0001-47
Santiago - Chile
Oficina
Suecia 42, Oficina 02
Teléfono: +56 2 2632 5042
Lima - Peru
Oficina
Plaza Ricardo Palma 107 - San Borja
Teléfono: +51 980 037 494
Cartagena - Colômbia
Oficina
Cr 3 6A Esq. Ed. Jasban 407 - B/Grande
Teléfono: +57 5 655 03 01

Conteúdo Registrado ®
Todos os Direitos Reservados
Cópia Proibida.