Normalmente, quando pensamos em um problema estamos levando em consideração o momento presente, algo que está chamando a nossa atenção ou de alguém próximo, isto é, estamos envolvidos e tentando evitar algo que não gostamos ou que gostaríamos que não acontecesse.  Podemos entender um problema, a exemplo de como o que não está acontecendo conforme desejamos.

Em coaching, chamamos de problema a diferença do estado desejado e o estado atual, que precisa de alguns recursos como, ações, pensamentos, emoções e estratégias para serem resolvidas e alcançar o objetivo. Pode-se fazer uma analogia com um quebra-cabeça, do qual, para conseguir montar e resolver faz-se necessário colocar cada peça até chegar ao desejado. Outra analogia seria um rio, em que para atravessarmos precisamos passar por alguns obstáculos e isso pede alguns recursos, como disposição, tempo e estratégia. Mas, como encontrar estes recursos e alcançar aquilo que queremos?

Primeiramente é preciso saber que quando concentramos no problema, a possibilidade de encontrar e enxergar a solução é muito menor, pois a sua atenção está voltada para reclamar ou sofrer com o que está acontecendo.

Uma boa pergunta para se fazer neste momento é: “O que eu quero, além disso?” Quando se faz esta pergunta você começa a programar o seu cérebro a pensar no estado desejado e a sair do estado atual.

Logo, procura-se uma nova maneira de pensar. Como disse Einstein, não podemos resolver um problema com o mesmo estado mental que o criou, é preciso elevar a consciência e pensar de uma forma diferente. Então, pergunte-se: “Como posso resolver este problema?”

Transforme sonhos em realidade
Às vezes, como estamos focados no problema não vamos conseguir de imediato as opções de solução, e se a pergunta acima não funcionar, pesquise e procure: “O que as pessoas que resolveram problemas semelhantes a este fizeram?”

Não foque em perguntas do tipo “Por quê?”, uma vez que elas vão buscar a causa do problema, de quem é a culpa, autopunições, o que está dando errado e não vão buscar a solução. 

Troque-as por perguntas do tipo: “O que realmente eu quero?”; “Como posso conseguir?”; “O que fazer para que isso aconteça?”; “Quais recursos estão disponíveis?”; “O que eu tenho que pode me ajudar?”; “Qual o passo a passo para chegar no estado desejado?”; “Qual a primeira coisa a ser feita?”; “O que vou fazer se esta minha estratégia não der certo?”.

Comece a implementar estas perguntas e dicas quando tiver um problema e perceberá o quanto o seu cérebro e suas reações podem mudar e vão te ajudar a se aproximar mais do que deseja. Sinta-se bem.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.