Nem sempre podemos controlar os eventos em nossas vidas mas podemos controlar o que decidimos pensar, acreditar, sentir e fazer em relação a esses eventos. Assim, são as nossas decisões, e não as condições de nossas vidas, que determinam nosso destino. A única maneira de mudar nossa vida é tomarmos uma decisão concreta.

Uma decisão concreta significa que nós cortamos qualquer outra possibilidade além da que decidimos converter em realidade. Mas se tomar decisões é tão simples e tão poderoso por que mais pessoas não as tomam com mais frequência? A resposta é simples: porque elas não sabem o que é realmente uma decisão concreta. Acham que decisões são como uma lista de desejos: eu gostaria de parar de fumar ou eu gostaria de parar de beber ou eu gostaria de emagrecer. O verbo gostaria está representando aqui um desejo de algo cujo esforço não será realmente concreto, mas se submeterá a diversas condições, ou seja, podemos classificá-lo como um desejo superficial.

Quando você toma uma decisão concreta você afirma para si mesmo que aquilo que você decidiu é aquilo que você vai ter.

Esse tipo de objetividade lhe proporciona a força necessária para fazer o que você precisa em vista de alcançar os resultados que decidiu buscar.

Não é o nosso passado que define o nosso futuro. O que importa são as decisões que tomamos sobre o ponto para o qual queremos chegar. Todas as nossas ações se baseiam em um único e poderoso momento de decisão. Como seria nossa vida se realmente nós decidíssemos vivê-la extraordinariamente? Para esta pergunta temos uma resposta óbvia: teríamos uma vida extraordinária.

Pense agora nas coisas que você tem desejado, tem planejado. Sobre elas, você realmente já tomou uma decisão concreta? Já traçou um plano de ação para alcançá-las? Já se colocou em condições de realizar as ações necessárias para alcançar seus objetivos? Ou apenas você sonhou ou fantasiou aquilo que gostaria de ter? Seja sincero! Trata-se da sua vida.

Se você até o momento tem se autoboicotado e frustrado os seus sonhos, eu proponho o seguinte exercício: vamos começar a aprender a tomar decisões.

LIÇÃO 01: O DESEJO

O primeiro e principal requisito para que possamos tomar uma decisão concreta é querermos algo ardentemente.

Pense agora em algo que você deseja, em algo que você realmente necessite. Analise se este algo significa dor ou prazer para você. É algo fruto de alguma coisa que lhe incomoda? É algo que você precisa eliminar de sua vida? Ou é algo que você não tem mas que adoraria ter? É algo que traria para você uma grande realização pessoal?

Qualquer que seja este algo, quão verdadeiramente você o quer? Você consegue dar uma nota de 0 a 10 para ele? (sendo 10 o nível máximo de vontade por tê-lo).

Descreva o seu sonho em um só parágrafo ou em uma só linha. Seja claro, preciso, suscinto e objetivo, mas não seja superficial. Você deve retratar especificamente o seu objetivo.

LIÇÃO 02: OS PRÊMIOS

Relacione tudo que está vinculado à conquista desse sonho. O que você ganhará obtendo-o? Ou o que você deixará de ter, realizando-o? Como será sua vida a partir do momento em que você conquistar o que deseja? Procure vislumbrar o momento da conquista. O que acontecerá? Como será? O que você sentirá? Com quem estará? Procure ao máximo reunir informações positivas sobre o seu sonho e sobre a possibilidade de você alcançá-lo.

Descobrir estas respostas, auxilia na construção e fortalecimento da sua força de vontade.

LIÇÃO 03: OS POSSÍVEIS OBSTÁCULOS

Nesta etapa, faça uma lista de todas as dificuldades que você encontrará durante o caminho para a realização de seu sonho. Pense nas suas tentativas anteriores frustradas. Onde você errou? O que você deixou de fazer? Você consegue se dar conta das lições que aprendeu com seus erros? Você consegue identificar como evitar a repetição dos erros e vacilos?

LIÇÃO 04: TOMANDO A DECISÃO CONCRETA

Agora, nós vamos transformar o seu sonho em meta, e para isso você deverá definir uma data precisa na qual pretende concretizar seu sonho. Avalie o seu esforço para alcançá-lo. Tenha clareza e segurança para escolher uma data que seja suficiente para desenvolver todas as etapas do processo.

Marque esta data em um calendário e veja quanto tempo tem até o determinado dia. É possível dividir este tempo em grupos menores? Programe-se para fazer avaliações parciais ao final de cada período. Isso vai lhe permitir perceber se está evoluindo ou se perdendo em distrações.

Transforme sonhos em realidade

Maravilha! Com este exercício você está pronto para tomar a sua decisão concreta. Já descobriu o que quer realmente, já apurou as vantagens de obter os frutos da sua decisão e já avaliou as possíveis situações que desviariam o seu foco. Cabe a você agora tomar verdadeiramente a decisão de agir e conquistar sua meta.

CONCLUSÃO

Faça realmente esta experiência. Depois compartilhe conosco os resultados. Queremos saber como foi sua luta e transformação.

Um abraço e até a próxima!