O modelo de liderança de servo
Introduzido em 1970 por Robert Greenleaf, o modelo de liderança de servo tem por base a ideia de que o fundamento da grandeza de um líder está no fato de ele, primeiro, servir aos outros. Neste modelo servir aos outros (por exemplo: funcionários, clientes e comunidade) deve ser visto pelo líder como sua prioridade número um.
 
A liderança servidora enfatiza:
 
- O atendimento às necessidades das pessoas;

- O que não se confunde com vontade, aquilo que as pessoas querem, mas sim, o que elas de fato precisam.

Imagine que um colaborador com potencial não quer a responsabilidade de uma tarefa, pois está inseguro se conseguirá cumpri-la com êxito. A vontade dele é de não se arriscar, enquanto que sua necessidade é, na verdade, de apoio, instrução e incentivo à coragem para realizar o trabalho.

Uma abordagem holística (de mentalidade voltada ao ambiente de trabalho): Líderes servidores observam duas funções da liderança, uma voltada para tarefa e outra para pessoas, fazendo com que o cumprimento de uma não comprometa o preenchimento da outra. Eles reconhecem o impacto que cada uma delas gera no clima do grupo.

A sensação de bem-estar e de pertencimento (comunidade): Por se preocupar com a qualidade do clima do grupo, o líder desenvolve relacionamentos com os indivíduos para que exista um sentimento de equipe (de time) e, com isso, consegue engajá-los para trabalhar em prol dos objetivos que levam ao bem comum.

Aumentar a oportunidade de poder de decisão: Por estar antenado a necessidade de desenvolvimento dos liderados, o líder servidor enfatiza a oportunidade do poder de decisão, fazendo com que os membros do grupo, na medida do desenvolvimento de cada um, assumam responsabilidades.
 
No modelo de liderança de servo o líder atua, também, com a ideia de formar novos líderes.
 
"Começa com o sentimento natural de querer servir em primeiro lugar, em seguida, a escolha consciente traz uma aspiração para liderar. A diferença se manifesta no cuidado tomado pelo líder de que as necessidades prioritárias das outras pessoas estão sendo atendidas". Robert Greenleaf



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.