Você já foi impactado por algum filme que assistiu? Filmes são muito bons para um programa de relaxamento e diversão, mas também são excelentes para impactar vidas e gerar reflexões interiores.
Quando terminei de assistir o filme : Mandela, o caminho para a liberdade, me deparei num momento reflexivo: Como ele sendo “gente como a gente”, se tornou um líder aclamado por milhões e milhões de pessoas e foi a peça central da mudança de rota de uma nação inteira?
Particularmente, eu não tenho a pretensão de ser Presidente de uma nação, meus ideais são mais simples do que os dele, a causa pela qual eu “luto” é muito menor, comparada com a Liberdade pela qual ele lutou. Mas para eu obter sucesso na minha causa, no que eu almejo como ideal de vida, independente do tamanho e complexidade, os princípios são os mesmos.
"Tudo parece ser impossível, até que esteja feito," Nelson Mandela
Transforme sonhos em realidade
Ele sabia aonde queria chegar: Mandela tinha bem claro qual era a sua missão de vida. A liberdade do seu povo era a causa pela qual ele pleiteava e vivia intensamente todos os seus dias. Saber qual futuro você quer ter direciona os passos que você deve percorrer no presente. Acontece que muitos vivem sem ter uma missão de vida específica, assim, levam suas rotinas diárias sem uma causa maior e quando outros vivem indisciplinadamente e vão simplesmente para “aonde o vento levar”.
Estas pessoas estão propícias a viver uma vida de murmurações e lamentações “oh céus, oh vida!” “eu não sou aquilo que queria ser”, “eu não trabalho naquilo que me dá prazer”, “eu não tenho aquilo que gostaria de ter” e tantos outros empecilhos que podem ser listados de uma vida do mundo imaginário: “se eu tivesse oportunidade de estudar”, “se eu tivesse um emprego melhor”, se, se, se...O seu futuro deve ser a luz que iluminará o seu presente. Se, você sabe o que quer no seu futuro, você sabe como viver o seu presente!
A missão de Mandela era obter a liberdade do seu povo, e ele viveu isso todos os dias. Foi fácil? Claro que não! Foi rápido? Muito menos! Mas o presente de Mandela dia a dia estava encharcado com a sua missão de vida. As suas decisões, suas ações eram embasadas na sua missão de vida.
Dependendo do quanto o seu presente estiver encharcado do seu futuro, mais possível e real ele se tornará. E você qual é a sua missão de vida? Qual é a causa que te move, pelo o que você “luta”?  
Ele Tinha Autoridade... Ele não era autoritário, ele tinha autoridade. Sabe aquela história do mau chefe que manda e desmanda intimidando as pessoas por seu poder e pelo medo? Autoridade é muito diferente de autoritarismo. Autoritarismo está ligado ao ego e ao orgulho de quem tem o poder de decisões. Mandela tinha autoridade, ou seja, seu poder não era baseado no seu ego, e sim em uma fonte mais elevada: na sua missão de vida.
Quando você tem uma missão de vida clarificada, você sabe qual é o seu foco, aonde quer chegar, qual o legado que quer deixar. Você tem uma fonte elevada para embasar a sua autoridade. Mandela tinha uma missão de vida que norteava e direcionava as decisões dos caminhos que deveria perseguir, isto é, para alcançar o alvo de sua vida com êxito, ele teve firmeza sobre sua missão de vida. Ao longo do percurso de sua vida, você terá decisões a serem tomadas, respostas a serem dadas e planos a serem refeitos, e se você tiver autoridade sobre a sua missão de vida, você manterá o foco a seguir e não deve desviará dela.
Não precisava motivar ele - A palavra motivação é uma das utilizadas no vocabulário profissional. Empresas fazem programas motivacionais em busca de melhores resultados de seus colaboradores, mas muito se é falado, pensando e investido em motivação no meio profissional inequivocamente. Da mesma forma que “ninguém muda ninguém”, “ninguém motiva ninguém”. Porque a motivação já está intrínseca em cada um. Cada individuo tem dentro de si os valores que o movem. Mais importante do que pensar em programas de motivação, é pensar qual é a motivação que os colaboradores tem dentro de si, quais são os seus valores individuais que os movem.
Todos somos motivados por nossos valores de vida, assim como Mandela. Ninguém precisou criar métodos para Mandela permanecer motivado em lutar pela liberdade do seu povo, ele já o fazia por si só porque tinha consigo valores que permitia-o a buscar a liberdade. São os valores pessoais que motiva cada um a viver, a trabalhar, a estudar e, etc. Programas intitulados como motivacionais, nada mais serão do que gastos às empresas, se estes não estiverem intrinsecamente ligados aos valores pessoais de seus colaboradores.
Ele liberava perdão - O que Mandela buscou em sua vida incansavelmente foi a Liberdade, e a forma mais eficaz de se alcançar a liberdade é perdoando. Quando você não perdoa, você é encarcerado mentalmente com a pessoa, ou situação que te fere. Suas emoções são escravizadas pela mágoa. Liberar perdão é libertar a sua mente e emoções para seguir a sua vida livre.
Não era velho demais... - E por fim, mas não menos importante, este foi pra mim, o exemplo mais lindo que percebi em Nelson Mandela: ele não se sentia velho demais para nada. Nelson viveu encarcerado dezenas de anos e quando foi liberto já era um homem idoso, e isso não foi um impedimento para continuar vivendo por sua missão de vida, “ele não pendurou as chuteiras”.
Isso me fez refletir mais sobre “missão de vida”, se é de vida, é de vida poxa! Enquanto tivermos fôlego, nosso coração pulsar e tivermos a graça de nosso sangue correr em nossas veias, jamais seremos velhos demais para viver!
Que possamos viver a nossa VIDA INTEIRA cheios de vida!


Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.