Essas são perguntas comuns nessa época e que nos remete à uma introspecção. Finalizamos o ano cheios de esperança em fazer as coisas de um modo diferente no próximo ano.

E então, o que vai garantir que você vá muito mais longe no próximo ano?

Sabemos que um plano sem ação é só um sonho, portanto para mirar nos próximos 12 meses, eu compartilho os passos essenciais para garantir seu foco:

1) Quem eu quero ser?

Olhando para dentro de você hoje: suas características, conhecimentos, sua forma de agir, suas realizações, seus relacionamentos... e se imaginando em dezembro do próximo ano. O que deveria ser diferente para você?

Escolha 3 palavras que você gostaria que te definissem. Essas palavras devem definir o seu “melhor EU”. Quando sua passagem por aqui estiver terminada, como gostaria de ser lembrado?

Lembre-se dessas 3 palavras TODOS os dias deste próximo ano. A cada período do dia permita-se parar e pensar: estou sendo “PALAVRA ESCOLHIDA” agora? Influenciei alguém com isso nas últimas horas? Vale até lembrete em seu celular.

2) Permita-se fazer uma avaliação sincera de cada área da sua vida.

Como você sabe se está onde gostaria? Todas as áreas da sua vida estão em equilíbrio? Às vezes nós paramos para investir em um processo de desenvolvimento pessoal, mas não sabemos exatamente por onde começar. Você sente que não está no ideal de equilíbrio, mas não sabe onde colocar o foco.

Tenho certeza que esse exercício será fundamental e transformador:

- Divida sua vida em 7 “áreas”: Saúde / Família e Amigos / Amor / Missão (Propósito de vida) / Financeiro / Hobbies / Espiritual

- Dê uma nota de 1 a 5 para cada aspecto, sendo 1- estou totalmente distante de onde gostaria e 5- Estou pleno nessa área.

- Defina 3 metas para cada uma das áreas da sua vida. Seja honesto e sincero com você. O que você gostaria que fosse diferente? O que fará para chegar lá?

- Agora, escolha 3 áreas que você precisa dar um foco maior para ter uma vida equilibrada.

- E, finalmente, escolha 5 grandes metas entre todas que você determinou no passo anterior.

Reflita: Onde está colocando de forma mais intensa sua atenção, seu coração e suas ações? E onde precisa equilibrar esses aspectos?

Esse não é um excelente começo para definir onde colocará sua energia no próximo ano?

3) Alcançando as metas

Você definiu metas importantes para ir a um novo nível no próximo ano. Como garantir que elas vão sair do papel?

Suas metas devem ser SMART. Se não forem, corre-se um risco enorme de, por mais um ano, elas serem somente intenções.

Como definir uma meta SMART?

Ela deve ser eSpecífica: Quer emagrecer? QUANTOS quilos? Quer passar mais tempo com amigos? Quantas horas/dias por semana?

Mensurável: Quais serão os indicadores de medição? Dias, Horas, Quilos, Valor monetário, realização de um projeto específico?

Atraente: O quanto isso é realmente importante para você? Isso define o quanto de energia você está disposto a colocar para realizá-la.

Realizável: Ela é possível? Perder 100kg em 20 dias não parece ser algo realizável.

Tempo: Toda meta deve ser possível de medir com base no tempo. Ela DEVE ter um prazo específico. Até quando essa meta será realizada?

4) Revisão

Tenha um compromisso de mensalmente acompanhar suas metas. Determine um dia no mês que você dedicará para fazer isso.

Neste dia questione e analise: O que está funcionando? Onde preciso me esforçar mais? O que mudou até aqui? Em meu dia a dia, estou mantendo minhas ações em linha com as 3 palavras que definem o meu “melhor eu”?

E o mais importante: CELEBRE seus resultados!

“O sucesso é uma jornada, não um destino. A ação é geralmente mais importante que o resultado. Arthur Ashe”



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.

  0   0

Mariana Lazaretti Salomão

Leader Coach

Life & Executive Coach certificada pela SLAC. Formação em Administração de Empresas pela PUCCAMP e Especialização em Gestão Estratégica de Negócios pela UNICAMP. Executiva de Recursos Humanos com mais de 15 anos de experiência em grandes empresas em todos os subsistemas de RH, incluindo Recrutamento, Treinamento, Plano de Carreira e Sucessão, Comunicação, Relações Sindicais, entre outros.