Sei que pode parecer estranha essa colocação, pois todos estamos sempre em busca de mais e mais. Mas, por que será que nem todas as pessoas conseguem o que buscam? Essa é sempre uma questão mal resolvida na vida da grande maioria.

O dinheiro está impregnado de crenças limitantes. Se você parar para analisar exatamente o que pensa sobre ter dinheiro ou sobre quem é rico, vai se surpreender. Pois, super valorizamos quem teve uma vida sofrida e hoje é rico e não damos valor para quem é muito bem-sucedido financeiramente por ter nascido em “berço de ouro”. “Assim é fácil”, pensamos muitas vezes. Como se esses não fossem merecedores por nós não pertencermos a nenhuma dessas duas classes de pessoas.

Muitas das crenças a respeito do dinheiro estão tão enraizadas em nós que nem nos damos conta. Seja no julgamento em relação às pessoas bem afortunadas ou nos “males” que o dinheiro possa vir a trazer, como: inveja, infelicidades, responsabilidades, culpa em relação àquele que não tem dinheiro, possível afastamento de pessoas queridas, etc.

Com tantos julgamentos e preconceitos de pessoas endinheiradas, como você pode querer algo que é ruim? Exemplo: rico é metido, egoísta, arrogante e exibido. E quem nunca ouviu aquele provérbio: “Mais fácil um camelo passar no buraco de uma agulha do que um rico entrar no reino de Deus”. Nesse momento o nosso inconsciente grita mais ou menos assim: “OPA! Quero ir pro céu, logo rico não vou ser não!”. Quando temos medo de algo, julgamos como maléfico e não sabemos como lidar, nos afastamos daquilo, evitamos ao máximo, é uma forma de proteção contra o sofrimento (fazemos isso com muitas coisas na nossa vida).

Acredito plenamente que o dinheiro que foi ganho com honestidade, pelo trabalho nobre e uso da inteligência é abençoado e deve ser usado com sabedoria. Aí está o desafio! Saber lidar, usar bem seu dinheiro!

Nós, como Coaches temos sempre que estar atentos a crenças limitantes que possam atrapalhar a evolução do cliente em direção a meta. Muitas dessas crenças são passadas através de gerações e estão tão enraizadas que passam desapercebidas. É nosso trabalho estarmos atentos a isso e apoiar nossos clientes a superar esses obstáculos rumo ao sucesso!


Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.

  1   0

Marina Caldas de Vilhena Moraes

Formada em Publicidade e Propaganda na PUC-Campinas, pós-graduação em Marketing de Moda e Pesquisa de Tendências no IED de Barcelona na Espanha e Styling de Moda e Pesquisa de Tendências no Senac São Paulo. Especialização em Consultoria de Imagem com a Ilana Berenholc Consultora de Imagem. Fluente em inglês e espanhol, practitioner em PNL e Coach formada pela SLAC.