Será que se relacionar com pessoas com atitudes positivas, é uma maneira de você conseguir se aproximar dos seus objetivos?

Eu particularmente acredito que esse fenômeno tende a ocorrer porque a positividade compartilhada ao pensamento coletivo é emanada ao universo e consequentemente pessoas que possuem as mesmas vibrações são atraídas para a sua rede de relacionamento com muita facilidade. Isso faz com que o seu fluxo energético seja transformado em energia potencial e alimente a sua força de vontade e, com certeza absoluta, você consegue romper as barreiras que dificultam o seu caminhar nesse plano.

Porém, existem aqueles que preferem ser conhecidos como um "Comensal da Morte", termo esse que utilizo para enfatizar e dar carga dramática ao indivíduo negativo, e que ninguém em sã consciência curte ficar próximo devido ao seu grande poder de resmungar o tempo inteiro e sua grandiosa habilidade em colocar defeito em tudo que vê ou em que ouve. Esse indivíduo é possuído pela negatividade e não satisfeito em ter uma vida pautada na reclamação, atrapalha a vida e os projetos dos outros, pois é cômodo o "Comensal da Morte" ficar preso a sua zona de conforto, do que se levantar e ir atrás dos seus objetivos, se é que um "Comensal da Morte" tem um objetivo.

Os "Comensais da Morte" são incapazes de estimular os insights que surgem dos seus pares, isso ocorre porque como o senso critico deles é muito apurado, eles não percebem que a critica sem fundamentos a um insight embrionário, acabará cerceando o pensamento e automaticamente o indivíduo que não está blindado as criticas destruidoras, acabará desistindo do seu insight.

Saber conduzir um insight e nutri-lo, é algo que os "Comensais da Morte" não sabem fazer, e não percebem que ter insights pode ser fácil para poucas pessoas, porém milhões de pessoas sofrem em expandir e compartilhar o que realmente pensam e sentem. Pensar dói muito para essas pessoas comuns, e é um exercício muito complicado e quando finalmente conseguem ter um insight; vem um "Comensal da Morte" com o seu facão e corta o insight na raiz, o que provavelmente irá prejudicar o desenvolvimento de novos insights nas pessoas que foram podadas, impossibilitando novos frutos surgirem.

Um insight é para ser regado como uma flor, devido a sua sensibilidade e lapidado como um diamante, devido a sua raridade, mesmo que o insight não vá à diante, energize-o e faça que esse insight se torne essencial, garanto que você estará potencializando um indivíduo a exalar novos insights no futuro, esse incentivo dará mais liberdade para o indivíduo expor e compartilhar a sua essência no universo.

Cuidado em podar os insights dos outros, sem querer você pode estar matando uma grande ideia evolucionária e levando uma pessoa a se tornar um "Comensal da Morte" por tabela.

Mas o que você pode fazer, para ligar o seu campo eletromagnético e se proteger de forma efetiva dos "Comensais da Morte"?

Acredite no seu insight ideia até o fim;
Procure mostrar o seu insight para pessoas que podem agregar valor a ele.
Pense que o perfeito é o feito, então não procure o máximo da perfeição e desenvolva a sua ideia e lance ao universo, afinal você está no estágio do insight.
Não tente mudar um Comensal da Morte, você pode ser abduzido por ele.
Cerque-se das melhores pessoas que você possa conhecer.
Vá atrás do seu objetivo com muita disposição.
Reflita: Ninguém tem o direito de destruir o seu insight a não ser que você dê a permissão para essa pessoa.
Ouça as críticas com discernimento e avalie você mesmo o resultado tanto positivo como negativo.
Corra na frente dos seus objetivos.
Nutra os insights dos outros, lei da reciprocidade.
No mais, procure a plenitude da vida e saiba desde já que A VIDA É RARA, então a CURTA sem limites, pois afinal você tem o livre arbítrio de escolher o que lhe trás valor e use o seu campo eletromagnético para atrair as pessoas que querem praticar o bem, afinal, um insight é para ser regado como uma flor, devido a sua sensibilidade e lapidado como um diamante, devido a sua raridade.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.