É hora de refletir sobre o SEU plano de carreira! O mercado de trabalho tem se tornado um ambiente cada vez mais desafiador, tanto pela mudança de paradigmas quanto pela influência dos fatores externos – em destaque a instabilidade da economia brasileira e mundial.

Hoje vemos muitos indivíduos competentes em busca de recolocação profissional, considerando o empreendedorismo ou migrando para outras áreas de atuação a fim de enfrentar esses tempos difíceis. Neste contexto, um plano de carreira é ferramenta poderosa, capaz de ajudar as pessoas a traçarem estratégias inteligentes para alcançar seus objetivos profissionais.

Feche os olhos e pergunte a si mesmo: posso visualizar claramente o planejamento para meu desenvolvimento profissional para os próximos 5 anos? Se a resposta for negativa, vale a pena colocar em prática algumas das sugestões deste texto.

No passado a grande meta de todo profissional recém-formado era conseguir uma oportunidade em empresa grande e sólida e lá galgar os degraus do sucesso, conquistando carreira estável e bem-sucedida. Hoje o cenário é completamente diverso.

Os novos profissionais têm ambições diferentes: passam pouco tempo na mesma organização, aceitam oportunidades em start-ups e empresas menores, abraçam o empreendedorismo como uma excelente opção e estão dispostos a assumir riscos.

Assim, o plano de carreira deixa de ser responsabilidade da empresa – que ao contratar, apresentava as possibilidades de desenvolvimento baseada no seu organograma - e passa a ser do profissional – que deve estabelecer seus objetivos a curto, médio e longo prazos - a fim de alcançar sua realização profissional.

O que é a elaboração de um plano de carreira?

Trata-se do do processo de definição e implementação de um conjunto de ações que oportunizem ao profissional ascender na carreira, rumo ao seu desenvolvimento profissional.

O planejamento de carreira eficiente deve abranger 3 fases:

1. Análise da situação atual

No primeiro momento, é necessário que o profissional busque fatos e dados para a construção de um diagnóstico honesto sobre seu posicionamento no mercado de trabalho. Nesta fase, diversos aspectos devem ser avaliados, sejam eles objetivos ou subjetivos.

O cargo ocupado atualmente, a faixa etária do trabalhador, sua formação acadêmica, proficiência em idiomas, competências que domina e seu histórico profissional são exemplos de aspectos objetivos da avaliação inicial.

Já os aspectos subjetivos dizem respeito ao conjunto de talentos, habilidades, valores e preferências pessoais que motivam o profissional e tornam o trabalho prazeroso.

2. Definição do objetivo profissional

Com base nas informações coletadas e analisadas na fase anterior, o passo seguinte é definir sua meta profissional, que se resume à resposta da pergunta: “Que objetivos você deseja alcançar profissionalmente? ”

Ao responde-la são feitos: o estabelecimento do segmento de mercado em que deseja atuar, a profissão que deseja desempenhar, a faixa de remuneração desejada e o nível hierárquico em que deseja chegar.

3. Mapa de desenvolvimento profissional e metas

A última fase na construção do plano de carreira se refere à definição, detalhamento e estabelecimento de prazos para que o profissional desenvolva todas as competências, habilidades e atitudes que o cargo desejado demanda.

Ao estabelecer o objetivo profissional é possível identificar conhecimentos que precisam ser adquiridos, comportamentos que necessitam ser desenvolvidos e competências que precisam ser aprendidas.

O mapeamento desses itens é essencial para que o profissional determine metas de curto, médio e longo prazo para caminhar ao encontro de seus objetivos.

Definidas as metas, é indispensável trabalhar para alcançá-las!

Investir tempo e energia na elaboração de um plano de carreira, além de direcionar os esforços do profissional ao alcance de seus objetivos, trabalha como elemento motivador durante todo o percurso, pois, a constatação visual de progredir rumo ao objetivo, provoca sensação satisfatória que ajuda a manter o foco.

A ferramenta é muito eficiente e os resultados muito positivos. Há inclusive o serviço dos coaches profissionais, que oferecem apoio e acompanhamento necessário para que tal planejamento seja elaborado e executado com excelência.

É hora de refletir!

Se realmente há o desejo de alcançar objetivos e construir uma trajetória profissional bem-sucedida, está na hora de preparar o plano de carreira!



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.