No meio de todas as mudanças vem a escolha da profissão, algo bem perplexo ao meu ver. Como, tão novos, podemos decidir o que queremos fazer pelo resto de nossas vidas? Acredito que aquelas pessoas que já sabem ou se encontram no meio do caminho, são pessoas abençoadas, pois, às vezes demora-se a vida inteira para descobrir o que busca e muitas vezes ainda não é o suficiente.

Então vem a faculdade, juventude, festas, estágios, relacionamentos, um pacote bem completo. E então, chega a esperada graduação! Hora de ir atrás dos seus sonhos, ter sua autonomia e responsabilidades. Ok! E aí, quando você descobre que aquilo tudo pelo qual lutou com afinco, garra, energia durante a sua juventude não é nada do que você esperava, ou talvez até fosse, mas não lhe agrada mesmo. Recomeçar? Seguir em frente?

Diversos trabalhadores vivenciam crises sobre a profissão que possuem. Em determinadas circunstâncias vão em busca de outro emprego ou até mesmo de outra área, com o argumento de que precisam fazer o que gostam. No entanto, trabalhar com algo no qual você é apaixonado não é uma tarefa de simples escolha. Para isso, é necessário se conhecer e conhecer a rotina de trabalho do profissional que você deseja ser.

Amar seu trabalho não é algo que acontece de forma tão fácil. Você pode adorar algo e não ter as habilidades necessárias para ser brilhante na profissão. Mas lembre-se, independente de qual trabalho você tenha, existem formas que ajudam você a gostar do seu trabalho.

Não espere algo que seu trabalho não pode dar. Seja fiel as reais expectativas e a realidade da empresa diante do contexto. Acreditar que a atividade profissional te levará a algum lugar que veio simplesmente da sua imaginação, deixará você desmotivado e infeliz com o que faz. Tenha em mente até onde aquele trabalho pode te levar diante de todos os pontos de vista.

Valorize os benefícios do que você faz. Pense o quanto essa atividade auxilia as pessoas no dia a dia delas. Isso ajuda a entusiasmar e ver com outros olhos o que você faz. Procure desenvolver habilidades que o torne um profissional e uma pessoa melhor. Isso conta pontos para te animar e dar novas perspectivas a sua mente.

E lembre-se sempre, esteja perto de quem ama o que faz, pois isso relembra você aonde quer chegar e quem quer ser, além de você ter a chance de observar motivações que nem sabia que existiam.


Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.

  0   0

DÉBORA CRISTINA FERREIRA VELOSO

Master Coach

Profissional com experiência em empresas do segmento de saúde e bem-estar, atuando na área comercial e relacionamento com clientes. Atuação em vendas de produtos / serviços e no atendimento a clientes, identificação de necessidades, divulgação de ações promocionais para impulsionar as vendas e garantir qualidade no atendimento.