Mas afinal o que é empatia?

Empatia é a capacidade de uma pessoa compreender os sentimentos de outras pessoas, caso estivesse vivenciando a mesma situação, ou seja, quando se possui empatia, você consegue olhar e entender situações com os olhos de outras pessoas e não só mais com os seus. Uma pessoa empática consegue entrar no universo de outras pessoas, entendendo as suas motivações, apreciações, valores e o comportamentos destas.

Onde é importante ter empatia?

Essa capacidade é sempre importante em todos os segmentos da vida.

Âmbito profissional

No campo profissional é uma das competências que diferencia as pessoas de grande sucesso. Precisamos ser empáticos para que possamos compreender o que nossos clientes querem e desejam do nosso produto, como eles o veem e como se sentem ao comprá-lo.

Ainda no campo profissional, somos diariamente postos para trabalhar com pessoas diferentes de nós e nos colocando no lugar destas conseguimos ser mais assertivos na hora de motivá-las ou mesmo dar um feedback. Podemos, também, ter a possibilidade de analisar muitos problemas de diversos pontos de vistas, entender nossos colaboradores e até mesmo nossos chefes, assim, você sempre estará um passo à frente. E aí meu amigo, o céu é o limite.

Âmbito pessoal

Pensando no lado pessoal, estamos em constante relacionamento com as pessoas que consideramos importantes na nossa vida: nossos pais, irmãos e irmãs, familiares, amigos e as pessoas que escolhemos para viver. Aplicando a empatia nesses relacionamentos evita-se inúmeras discussões, pois muitas vezes as pessoas tomam atitudes e falam coisas diferentes das que nós acreditamos e nossa primeira atitude é julgá-las e dizer a elas que estão erradas. Ao invés disso, tentemos na próxima vez olhar pelos olhos da outra pessoa, entender a realidade que ela vive e os valores que sustentam sua vida.

Ser empático é admitir que cada pessoa é única e que não devemos julgar decisões pelo nosso ponto de vista, precisamos antes de tudo entender o que se passa na vida da pessoa que está do outro lado. Só assim seremos eficientes na hora de convencer alguém de nossa ideia, vender nosso produto, conquistar e/ou manter uma amizade e ter um bom relacionamento com familiares e cônjuge.

Então, como posso desenvolver essa competência?

Para alguns isso é algo mais fácil e para outros um pouco mais trabalhoso, mas, por experiência própria, digo que é possível ser uma pessoa empática e isso traz grandes mudanças para nossa vida. Comece ouvindo as pessoas e quando for ouvi-las faça atentamente, pergunte sobre a situação, repita o que ela disse e demonstre interesse, de maneira honesta. Assim, você conseguirá montar um ambiente imaginário e entender a realidade que ela está vivenciando.

Ao ouvir as pessoas não faça com julgamentos, desprenda-se do que você acredita que é o certo naquele momento e pense no que motiva aquela pessoa dizer e tomar aquela atitude. Feito isso, eu te garanto, que conseguirá entender e ter base suficiente para motivar, repreender e compreender a pessoa com quem está conversando. No final, você vai se surpreender com as coisas que vai descobrir sobre pessoas que você convive e não sabia.

Carl Rogers, criador das técnicas modernas de aconselhamento, disse: “Quando uma pessoa percebe que está sendo escutada, os olhos umedecem, como se estivessem chorando de alegria. É como se ela estivesse dizendo: ‘Graças a Deus, alguém me escutou. Alguém sabe como eu me sinto”

Grande Abraço!



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.