Inúmeros sábios da antiguidade e contemporâneos nos orientam pela incansável busca do nosso autoconhecimento. Os mais expoentes, como Sócrates e Cristo, em épocas e locais distintos, propagavam o seguinte pensamento: “Conheça-te a ti mesmo”, esse pensamento perdura por milênios e se fez necessário ao longo de toda evolução humana.

O autoconhecimento é muito importante para o desenvolvimento humano, ou seja. conhecer os limites, dons, medos e as crenças limitantes que nos impulsionam para um buraco negro. Ter a ciência de quem são os nossos parceiros estratégicos, saber a importância que os nossos valores possuem na sociedade, refletir para desenvolver um novo modelo mental para que nossa visão, missão e ambição possam ser aprimoradas, com intuito de desenvolvermos um olhar diferenciado para as nossas possíveis ameaças que surgirão cotidianamente em nossa existência.

Só com autoconhecimento, conseguiremos organizar melhor as nossas atividades, o que fortalecerá a nossa flexibilidade para ousar e desenvolver um planejamento estratégico mais desafiador, além de nos possibilitar outros caminhos no caso de imprevistos.

Com o autoconhecimento, teremos maiores condições de identificarmos as oportunidades que nos darão suporte e energia suficiente, para uma grande transformação.

Porém o autoconhecimento envolve inúmeras etapas, por essa razão é um processo longo e desafiador, poucos conseguirão evoluir e chagar ao supra sumo do autoconhecimento. Isso ocorre porque não estamos preparados para admitir os nossos erros, culpas e fraquezas. Nossa cultura não admite arrependimento e por essa razão mudar a direção das nossas vidas se torna por vezes difícil e angustiante. Todavia quem se propõe ir realmente até o fundo do seu ser, e olhar para o seu interior com muita humildade e compaixão, terá grandes chances de realmente se conhecer e consequentemente conseguirá chegar ao objetivo pretendido com muito louvor.

Permita-se a essa descoberta do seu ser, essa simples ação de se enxergar com outro prisma te dará um grande diferencial competitivo, bote fé!




Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.