Primeiramente, temos que saber que cada pessoa tem um tempo próprio para realizar as tarefas. Enquanto um consegue escrever um relatório em 2 horas, o outro pode realizar esta mesma atividade em 1 hora e meia. Cada pessoa tem facilidade com certas coisas, então nunca devemos nos comparar aos outros. Outro ponto importante é termos noção de quanto tempo demoramos para executar determinadas tarefas, pois assim fica muito mais fácil termos uma visão nítida sobre quais atividades gastam mais tempo no nosso dia.

Sabendo disso, podemos avaliar se estamos utilizando de modo eficaz o nosso tempo e quais são as possibilidades que temos para otimizar o tempo em certas tarefas. Por exemplo, se eu sei que preciso ler um material antes de uma reunião, posso decidir ajustar melhor a minha rotina para encaixar esta tarefa quando sei o tempo aproximado que demanda cada atividade do meu dia, permitindo assim que os imprevistos sejam encaixados sem maiores problemas.

Uma dica muito importante é ter uma agenda, pode ser de papel ou no celular mesmo. Ter esse panorama visual diário, nos ajuda na organização automaticamente. Se todo dia ao acordar você olhar a sua agenda, você já vai se preparar mentalmente para todos os compromissos. Dessa forma, alguns processos são agilizados e certamente você não perderá nenhum compromisso importante, precisando remarcar posteriormente.

A última coisa que você deve ter em mente é que procrastinar não vai te levar a absolutamente nada. Você só vai perder tempo adiando as obrigações que você terá que fazer de qualquer forma mais para frente. Lembre-se que atualmente, tempo é dinheiro. E saber administrar seus horários de forma eficaz é uma arte!



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.

  0   0

Thais Romaro Leite de Campos

Life Coach