No contexto familiar, o papel da mãe é fundamental e o seu estado emocional pode refletir diretamente no comportamento e desenvolvimento dos filhos. Nos momentos de dúvidas sobre qual a melhor forma de prepará-los para o futuro, o processo de Coaching pode ser uma solução. Isso mesmo! Ao estarmos bem, podemos dar o nosso melhor em tudo, especialmente aos nossos filhos, e o Coaching chega para nos ajudar na importante tarefa de educa-los de maneira mais profissional e consciente.

Confira cinco dicas que separei para mostrar a você como o método é capaz de ajudar na educação e desenvolvimento dos nossos filhos:

- Não use apenas a intuição
- Mesmo nos dias atuais, com tanta informação – boa e ruim – disponível aos nossos filhos, é possível criá-los com valores, autoconfiança e responsabilidade. O Coaching ajuda a descobrir formas inovadoras para obter prazer e satisfação na vida em família, diminuir níveis de stress e aumentar a energia. O objetivo central do Coaching para as mães é trazer à consciência quem somos e quais competências e qualidades devem ser desenvolvidas, além da intuitiva.
- Se conheça cada dia mais
- Entenda as suas emoções, realize ações positivas e reflita bastante. Tudo isso auxiliará nas condutas junto aos filhos. A filosofia Coaching acredita que todos nós temos grandes potenciais a serem explorados. Para isso, é necessário o autoconhecimento para sair do piloto automático e refletir com frequência sobre o rumo que as coisas estão tomando, e o mais importante se você está satisfeita com os resultados.
- Estabeleça uma relação de confiança com os filhos desde pequenos

O nível de influência dos pais durante a infância é muito alto, e construir um relacionamento de confiança desde esta fase é fundamental para que, na adolescência, época em que a influência diminui, os filhos possam considerar os pais como uma referência, além de saber que o diálogo estará sempre aberto. Cumpra os “combinados” e ajude-os na própria independência, respeitando o que é esperado para cada idade, sem sobrecarrega-los com responsabilidades que não sejam pertinentes à idade.

Dê e receba feedback - É preciso ouvir atentamente tudo o que os filhos têm a dizer, respeitando o seu espaço e deixando-o à vontade para conversar. Os feedbacks também são importantes, tanto os positivos, quanto negativos. Mas, atenção: assim como em uma empresa, o feedback deve ocorrer apenas entre vocês. Nada de plateias. Peça a ele também um feedback sobre como você tem se saído no papel de mãe na visão do seu filho ou filha, e aprenda a identificar também as suas falhas.

Respeite os interesses do seu filho - Uma excelente forma de ajudar no desenvolvimento dos filhos é planejando o futuro de acordo com seus interesses. As crianças desde pequenas dão pistas sobre seus gostos – que muitas vezes são opostos aos pais. Porém, se o filho for criado em uma atmosfera de respeito, isso contribuirá muito para o seu desenvolvimento pessoal.
Transforme sonhos em realidade

Como pais, é preciso buscar sempre novos conhecimentos, ajuda e orientações sobre condutas adotadas e as demandas de nossos filhos. Atualmente, não podemos mais dizer que a nossa experiência de filhos nos basta para educarmos os nossos. Os desafios são grandes, diferentes e as exigências do mundo não nos permitem basear-nos apenas em experiências passadas. Assim como as crianças se formam, nós, como pais, precisamos acompanhá-las neste caminho.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.