A atividade de coaching, em seu formato regular, ocorre através de encontros pessoais (sessões presenciais, via internet ou telefone) entre o cliente (em geral, uma única pessoa) e o coach. Nessas ocasiões, o coach, conforme o seu julgamento de fatos e circunstâncias relatados pelo cliente, através de perguntas, modelos e ferramentas de diagnóstico, busca ajudá-lo a melhorar a sua compreensão de si próprio e do entorno e a se preparar (indo além de seu estágio atual de compreensão) para atuar de forma mais eficaz e mais eficiente, e.g., na continuidade de um projeto ou de um processo em andamento.

Ressalte-se que o coach não diz ao cliente o quê nem como fazer. Tampouco faz julgamentos de valor. O coach se limita, socrática e dialeticamente, a questionar o cliente, e assim ajudá-lo na busca que deve fazer, ele próprio, da melhor compreensão e da “solução” para os seus dilemas, conflitos e impasses (pessoais e profissionais). 

Um coaching bem-sucedido “liberta” o cliente, pois, como intervenção de desenvolvimento, tem por objetivo capacitá-lo a caminhar por si próprio, dispensando as muletas – o coach e o coaching – que lhe estão sendo úteis num momento de dificuldades. Ao menos assim deve ser a motivação que o levar a buscar ajuda. Sendo o coaching um recurso valioso, usado corretamente engrandece o cliente e o coach.

Coaching em tempo real

O coaching em tempo real (tradução livre da expressão inglesa shadow coaching) é um tipo avançado de coaching que utiliza a observação em tempo real; ou seja, o coach (como um personal trainer) está presente no campo, mas não participa diretamente do jogo. Isso nos lembra o “observador participante” – muito comum em pesquisas nas ciências sociais. No coaching em tempo real, o coach vai então observar o seu cliente em seu ambiente familiar (e.g., atuando como pai/ mãe, filho) e no ambiente de trabalho (e.g., participando em uma reunião, ou como autor, palestrante, ou instrutor conduzindo um treinamento, ou gestor orientando um grupo de subordinados). 

Diferentemente do coaching regular (com sessões presenciais ou via web ou telefone), no qual o coach atua com base essencialmente no que o cliente lhe diz, no coaching em tempo real o coach se baseia tanto no que o cliente lhe diz como – e muito importante! – no quê (e como) ele o vê desempenhando seus papéis. Assim, o coach (consultor/ treinador) terá a sua própria interpretação dos fatos observados e as interpretações dadas a eles pelo cliente. Isso requer uma longa prática como coach regular, sem, no entanto, entrar no campo da interpretação psicanalítica, psicológica ou similar, limitando-se aos fatos observados e suas consequências.

O coaching em tempo real, além de recurso avançado e valioso, exige do cliente um nível elevado de confiança no coach e no coaching. Por isso, recomenda-se que só seja empregado após um período inicial de coaching regular – após avanços no conhecimento e no respeito mútuo, pessoal e profissional, entre o cliente e o seu coach.

________________
1| Preparado por Rogério A. Machado, MSc, PCC, PLC, como nota de esclarecimento sobre o coaching e a modalidade em tempo real.
2| Desenvolver é mais do que simplesmente “adquirir conhecimentos ou habilidades”. No contexto do coaching, é, antes de tudo, ampliar a nossa compreensão acerca da natureza das coisas e das pessoas, nos capacitando a (re) agir de forma mais justa e mais adequada a fatos e circunstâncias do nosso cotidiano, pessoal e profissional.
Transforme sonhos em realidade

Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor do post identificado abaixo.