Quando dizemos: Não pise na grama, automaticamente efetuamos exatamente essa ação, sabe por que? Nosso cérebro não entende a palavra não e ao ler ou escutar efetuamos a ação contrária...Vamos testar mais uma vez... Não pense em uma coruja branca de olhos verdes....É inevitável, você pensou nela.

O que nosso cérebro entende é a ação seguinte, façamos aqui então uma analogia sobre isso. Quando criança você ouviu muitas coisas como: - não passe embaixo da escada, não deixe um gato preto cruzar o seu caminho, e assim você foi construindo suas crenças e ao longo da vida as introduzindo no seu dia a dia.

Essas crenças podem ser positivas, o que faz com que você caminhe com ótimos resultados apoiado nela, elas agem como estimulantes naturais e te ajudam a vencer dificuldades. Essas crenças apoiadoras aumentam o seu otimismo e a sua capacidade de produzir, gerando o resultado positivo, ou ainda aumentando sua capacidade de superação quando algo dá errado. Por exemplo, quando você diz “sim eu consigo executar esse desafio”, “sempre vou a busca dos meus objetivos“, “não deu certo agora mas eu vou tentar ate conseguir “.

Além das crenças positivas existem as crenças negativas, também chamadas de limitantes. Essas crenças se estabelecem como um ponto de apoio frágil torna-se uma convicção e geram um comportamento mental negativo. Esse comportamento se estabelece de tal forma que se torna parte do seu contexto, e sem que você perceba vai minando suas potencialidades e recursos, e a falências desses recursos geram conseqüentemente a falência dos seus projetos. Os sentimentos que essas crenças geram são negativos, trazendo um grande estímulo improdutivo, e fazendo com que você acredite que não pode gerar resultado com aquela ação. Por exemplo “eu não consigo fazer isso”, “eu não levo jeito para “

Você já parou para pensar o quanto tudo isso o influencia?

No processo de Coaching é possível trazer um novo significado para essas questões, e com essa nova visão de liberdade sem dúvida alcançar o resultado que quiser. É preciso que a mente esteja focada sempre no que se quer alcançar sem focar os pontos limitantes. Você é o único responsável por seus resultados, viva a plenitude de novas ações.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.

  0   0

Vanessa Correa de Oliveira