Existe uma diferença positiva em termos da eficiência do coaching tanto de indivíduos como de equipes se os coachees tiverem as habilidades necessárias para ajudar o coach a ajudá-los. Portanto, é proveitoso que, no início do coaching da equipe, seja dedicado um tempo para conferir a situação das habilidades individuais e coletivas da equipe que facilitarão passar pelo processo e também para usufruir dos diálogos de aprendizagem. Em geral, quanto maior tiver sido a experiência anterior da equipe com um coaching eficiente, de qualquer tipo, mais abertos seus membros se mostrarão a ideia de mais intervenções dessa natureza.
Abaixo, citamos algumas perguntas críticas para avaliar a prontidão da equipe para passar por coaching.

PRONTIDÃO DA EQUIPE PARA PASSAR POR COACHING
  1. A equipe se enxerga como equipe?
  2. Se não se enxerga, considera como valor se tornar uma equipe?
  3. Seus membros estão preparados para se comprometer a enfrentar as questões por meio de diálogos abertos e honestos?
  4. Há no momento algum conflito que precise ser enfrentado antes de os atuais problemas poderem ser trabalhados?
  5. Há um desejo genuíno de mudança?
  6. Em que a medida a equipe entende o processo de coaching?

Tornar verdadeiramente eficiente
O coaching de equipe no local de trabalho é algo muito interessante em termos de aprendizagem e experimentações. É importante que o coach reconheça as diferenças entre trabalhar com pessoas e trabalhar com equipes, desenvolvendo um repertório de competências pessoais e abordagens apropriadas para esse ambiente mais complexo em que desenvolver o coaching.

Pergunta final de coaching
O que você precisa aprender para realmente se tornar um coach de equipe eficiente?


David Clutterburck em Coaching Eficaz: Como orientar sua equipe para potencializar resultados