O que é coaching?


Um processo de coaching bem-sucedido surtirá um efeito em cascata, criando mudanças positivas que atingem muito além das pessoas nele envolvidas.
(Diana e Merril Anderson)

Há diversas teorias sobre a origem do termo coach no contexto do desenvolvimento de pessoas, mas, em algum lugar da história, ele compartilha um ancestral comum com o verbo em inglês coax, que significa persuadir ou induzir.

O profissional de coaching atua como um estimulador externo que desperta o potencial interno de outras pessoas, usando uma combinação de paciência, insight, perseverança e interesse (às vezes chamado de carisma) para ajudar os receptores do coaching (coachees) a acessar seus recursos internos e externos e, com isso, melhorar seu desempenho.

Além dessa definição genérica, entretanto, há outras interpretações sobre a função, o comportamento e as características de um coach. Dependendo das circunstâncias, o coach talvez precise adotar estilos muito diferentes a fim de atender às necessidades de seus coachees. Entre os fatores que podem influenciar na abordagem do coaching estão a complexidade da tarefa, os riscos de erros na realização da tarefa, o nível inicial de disponibilidade para o coaching por parte dos integrantes da equipe, sua autoconfiança e capacitação para a tarefa, o nível de maturidade para a aprendizagem demonstrado pelo coachee (até que ponto ele se mostra capaz de cogerenciar o processo de coaching).

Todos esses fatores se aplicam tanto a indivíduos quanto a equipes, embora, em nome da simplicidade, nosso foco principal seja o processo de coaching de um indivíduo. Quando se trata do coaching de uma equipe, são necessárias mais opções de abordagem e habilidades.

David Clutterburck em Coaching Eficaz: Como orientar sua equipe para potencializar resultados.