A importância da linguagem corporal no processo de venda

Vender é uma tarefa bastante desafiadora por si só, onde o vendedor tem a tarefa de despertar em seu cliente o interesse, conquistar sua confiança, fazer a oferta e, por fim, a venda. Para conquistar todos estes objetivos, é preciso fazer uma comunicação de maneira eficaz com o cliente.

A importância da linguagem corporal nas vendas vem a partir do momento em que o vendedor entende que para ser feita uma boa venda, o verdadeiro truque está em transmitir a mensagem correta ao se dirigir ao cliente.

Essa é uma missão que deve ser realizada por todo o corpo, ou seja, a aparência, a linguagem corporal, a entonação de voz e o conteúdo devem passar a mesma impressão ao consumidor, pois esta coerência é o que dá credibilidade a fala do vendedor.

Leia também: Programação neurolinguística e vendas

Como um vendedor desenvolve sua linguagem corporal?

Sendo uma das formas mais antigas e naturais de comunicação entre os seres humanos, a linguagem corporal transmite nossas sensações e emoções através de gestos, postura, tom de voz e até mesmo no modo de andar.

Para que um vendedor tenha sucesso, deve compreender que algumas características fundamentais como a confiança ao demonstrar as qualidades e resultados que o produto pode proporcionar e a empatia ao ouvir o que o seu cliente tem a dizer, devem sempre transparecer em sua linguagem corporal, pois essas emoções ou habilidades são as responsáveis pelo poder de persuasão do vendedor.

Leia também: A importância da persuasão na área de vendas

Atenção aos pequenos detalhes

Para que possa criar conexão com o cliente e fazê-lo entender que está preocupado em solucionar o problema dele e que está oferecendo a melhor alternativa para isso, o vendedor deve transmitir confiança, o que torna preciso adotar uma postura positiva e descontraída.

A sua linguagem corporal deve mostrar que está relaxado e no controle da situação. Manter os braços descruzados, a respiração lenta e uma expressão alegre, o que demonstra que tem plena confiança no que se está dizendo.

Seguido de uma demonstração de empatia, que é o sentimento de se colocar no lugar do cliente. A empatia é transmitida quando se olha no olho do cliente, escuta atentamente ao que diz e faz movimentos parecidos com os dele.

E por fim, o vendedor deve sempre lembrar que a linguagem corporal se apresenta nos pequenos detalhes da nossa comunicação, sendo necessário um processo de aprendizagem e treino para deixar de lado velhos hábitos e incorporar novas práticas de comunicação não-verbais.