A gestão de pessoas é um sistema utilizado pelas empresas interessadas em atrair, reter, potencializar e administrar o capital humano.

As corporações que a possuem entre suas políticas internas são aquelas que formam profissionais mais bem qualificados e motivados para desempenhar as suas funções.

Essa gestão normalmente é confundida com o papel desempenhado pelo setor de Recursos Humanos. No entanto, o RH apenas disponibiliza as ferramentas e mecanismos importante para a atuação dos colaboradores.

Já a gestão das pessoas em uma organização deve ser realizada pelos próprios gestores, servindo o RH apenas como ferramenta para alcançar resultados mais assertivos.

Como líderes, eles precisam manter os colaboradores motivados, por isso utilizam técnicas que os ajudem no desenvolvimento permanente de suas habilidades. Promovendo assim, não só o desenvolvimento dos profissionais, como também o crescimento da empresa.

O Coaching Contribui com a Gestão de Processos

O coaching, com suas ferramentas e técnicas, contribui com a gestão de processos através do desenvolvimento permanente dos profissionais, sejam eles líderes ou subordinados. Esse apoio é essencial, pois as empresas são formadas por pessoas e, sem a sua colaboração, a implantação de um processo de qualidade se torna impossível.

A metodologia trabalha no desenvolvimento de competências técnicas, emocionais e comportamentais, de maneira que os colaboradores consigam aprimorar as habilidades, eliminar comportamentos, emoções e crenças limitantes e possam amadurecer e se abrir para a gestão dos processos.

O coaching é um extraordinário aliado da gestão de processos porque é assertivo no apoio às mudanças.

A metodologia é importante para os colaboradores entenderem a importância de seu papel na execução das demandas e também as causas e os efeitos de um trabalho sem padronização.

Essa conscientização proporcionada pelo coaching favorece na transformação do ambiente e no melhor entendimento dos resultados positivos propiciados com a implantação da boa gestão nos processos. Com isso, o trabalho pode ser realizado de maneira eficaz, seguindo os padrões de qualidade e conferindo às pessoas mais condições de fazerem sua parte, de modo adequado.

Para ajudar nesse processo, as empresas costumam investir em cursos de coaching in company. Assim, podem capacitar seus profissionais, prepará-los para as mudanças e formar equipes mais engajadas e dispostas a conquistar os resultados que objetivam.

  1   0

Sulivan França

Sulivan França

Presidente da SLAC Coaching

Atual Presidente da Sociedade Latino Americana de Coaching, Sulivan França é Master Coach Trainer por meio da International Association of Coaching Institutes, possui licenciamento individual conferido pelo Behavioral Coaching Institute (BCI) e credenciamento individual junto a International Association of Coaching (IAC) além de Master Trainer por meio da International Association Of NLP Institutes.