Dicas para conseguir emprego em meio à crise

As famílias brasileiras têm registrado aumento considerável no seu endividamento ao longo dos últimos anos, fruto da retração econômica pela qual o país passa há algum tempo.

O resultado é um efeito dominó, que gera queda no consumo, na arrecadação e aumento do desemprego, em um ciclo perigoso que pode ameaçar o avanço social da década passada, cujos resultados nos levaram a uma taxa baixíssima de desemprego e aumento considerável de renda até poucos anos atrás.

Um aspecto que deve ser ressaltado na crise é a mudança no comportamento humano. Os brasileiros têm procurado soluções e uma delas é o investimento em si próprio, com cursos e treinamentos para formação de coach.

Aprimoramento é a saída em período de crise

O aprimoramento profissional não pode esperar a economia estabilizar. O trabalhador precisa ter renda o mais rápido possível para tocar projetos profissionais e pessoais também.

É preciso ativar a veia empreendedora, apostar em oportunidades. Pode não parecer, mas há muitas oportunidades profissionais no mercado, basta sair do senso comum.

Ficar parado, esperando o mercado aquecer novamente e longe de uma atividade laboral é prejudicial para os trabalhadores e para a economia como um todo.

A SLAC Coaching forma coaches capazes de atuar em qualquer organização e apresentar resultados significativos. Em nossas certificações internacionais em coaching, as pessoas buscam oportunidades e saem profissionais qualificados, prontos para atuar.

Esse mercado é ascendente e ainda pouco explorado. Pesquisas recentes mostram que no Brasil o número é de quatro coaches para cada milhão de pessoas.

Na América do Norte e na Europa, porém, a média de coaches no mercado é de 40 coaches para um milhão de habitantes. Portanto, o mercado de coaching se apresenta como ótima oportunidade para quem quer se recolocar no mercado de trabalho.

Você já pensou em superar a crise se tornando um coach? Dê a sua opinião nos comentários!