As pessoas não alcançam resultados, mas não é necessariamente porque elas não sabem o que elas querem.
Eu vejo muita gente metido a guru dizer assim: você precisa saber onde você está para que você consiga saber onde você quer chegar.

Ou muitos dizem: você precisa saber onde você quer chegar para que você comece a partir daqui.
Para quem não tem direção, qualquer caminho serve. Tudo isso é clichê.

E eu sempre digo o seguinte: independentemente de onde você está, independentemente de onde você quer chegar, as pessoas se perdem hoje é na jornada, elas se perdem no caminho.
Por quê? O que as pessoas mais querem na vida é somar todos os ganhos que estão tendo hoje, no estado atual, com os ganhos do estado desejado delas.

Isso é o que o coachee mais quer.
Só que, muitas vezes, sair de onde estou para chegar onde eu quero, o que estou chamando de jornada, significa abrir mão do que tenho hoje em detrimento de conquistar aquilo que eu quero.
E as pessoas, muitas vezes, por não terem estratégia para a jornada, elas se perdem no meio do caminho. E se perder no meio do caminho significa retrabalho. Significa fazer o que ela poderia fazer em um mês e fazer em 6 meses, porque ela acaba levando mais tempo.

Por quê? Porque vai na cultura da tentativa e erro, não vai na cultura do planejamento, da estratégia com competência. Então, a pessoa vai se perdendo.
Quando você traz uma metodologia que já foi aplicada em mais de 37.000 pessoas, em 5 países da América Latina, tudo isso consolidado como método passo a passo para o alcance de qualquer objetivo, seja ele pessoal ou profissional, isso faz com que as pessoas não cometam o maior erro que 99,99% das pessoas cometem. Que o que é? Dar o primeiro passo sem saber onde está pisando. E aí se perde na jornada e não consegue sustentar os desafios que a jornada reserva para quem quer sair do estado atual e chegar no estado desejado.

Transforme sonhos em realidade