Agrupamento é a habilidade de identificar os temas ou elementos principais de uma conversa e devolvê-lo para o coachee. Em geral, fazer isso aumenta o entendimento, e, com efeito, é essa a intenção. Algumas vezes no coaching, o coachee se defronta com um problema de magnitude e complexidade consideráveis. Ele se apresenta para o coachee como uma confusão caótica; uma sopa de ervilhas. Se o coach consegue identificar os vários elementos, o entendimento se torna mais fácil: “Até agora você mencionou caldo, creme de leite e ervas – mas não disse quais ervas – e, claro, ervilhas”.

 Silêncio

Coaches novatos, com frequência, têm medo dos silêncios em suas conversas de coaching e rapidamente pulam para uma nova pergunta. Muitas reflexões valiosas podem ser perdidas quando isso acontece. O silêncio realmente vale ouro no coaching. Em geral, significa que o coachee está ocupado penando ou processando alguma coisa por si mesmo. Quando ele estiver pronto, irá lhe dizer. Há, é claro, um outro tipo de silêncio que ocorre quando o coachee não sabe o que espera que ele faça, caso você deva progredir com a sessão. Normalmente é bem fácil dizer quando alguém está pensando em algo (muitos movimentos oculares, concentração) e quando não está (olhar distante, distração), então procure os sinais físicos. Myles Downey, em Coaching Eficaz, editora CENGAGE Learning, 3ª edição, 2010. Sulivan França Atual Presidente da Sociedade Latino Americana de Coaching, Sulivan França é Master Coach Trainer por meio da International Association of Coaching Institutes, possui licenciamento individual conferido pelo Behavioral Coaching Institute (BCI) e credenciamento individual junto a International Association of Coaching (IAC) além de Master Trainer por meio da International Association Of NLP Institutes. Siga-me no GOOGLE+