Segundo o dicionário, erro é a consequência de uma ação inesperada, sem planejamento ou conhecimento. Pode ser uma falha humana ou de um equipamento.

Thomas Edison, inventor americano, disse: “Eu aprendi muito mais com meus erros do que com meus acertos”. O gênio inventor de muitas coisas, dentre elas a lâmpada elétrica, diz neste pensamento que a cada erro teve algum aprendizado e com ele evoluía um degrau no caminho que o levaria até a meta desejada.

O mesmo Thomas Edison também disse: “Eu não falhei, encontrei dez mil soluções que não davam certo”. Ou seja, em cima deste pensamento, ele teve dez mil aprendizados. Coisas que não faria mais pois sabia que não seriam as melhores soluções para superar um obstáculo.

Percebemos que ele mantinha um foco positivo pensando na solução e não no problema. A maioria das pessoas perdem muito tempo focada no problema e acabam nem olhando para a solução, não olham adiante e por este motivo não conseguem conquistar seus objetivos.

Ele também não escondeu que errou e nem se sentiu fracassado. Buscou nos erros algo para agregar em sua vida positivamente. O erro, assim, se tornou em algo positivo e parte das ações que culminaram no alcance do seu objetivo. Já a grande maioria da população não admite o erro, procura alguém para colocar a culpa e com isto não aprende nada e certamente comete o mesmo erro novamente, o que não ajuda em nada, só prejudica. 

Algumas pessoas quando erram se penalizam tanto que não conseguem fazer mais nada, ficam imobilizadas. Isto é extremamente prejudicial, pois errar e não tomar nenhuma atitude pode fazer o erro aumentar e virar uma bola de neve capaz de destruir muitas coisas e conquistas. O erro faz parte do processo de aprendizagem.

Uma vez uma ex-aluna de inglês me falou que queria falar como eu. Minha resposta foi: “Então faça o que eu fiz”. Expliquei tudo que fiz, estudei, vi e li. Dois anos depois ela me procurou feliz pois se sentia falando como eu. Este simples exemplo nos mostra que se admiramos alguém, poderemos seguir seus passos e exemplos e assim seremos parecidos com a pessoa admirada. A minha ex-aluna não ficou exatamente igual a mim, pois cada um tem seu jeito, mas era bastante semelhante em muitos pontos.

Thomas Edison é uma das pessoas mais bem-sucedidas que o mundo conheceu, sua invenção mais conhecida mudou o mundo por completo. Para sermos tão bem-sucedidos quanto ele, assim como a minha ex-aluna seguiu, fazendo o que fiz quando eu era aluno, nós temos que seguir os passos e os ensinamentos que Edison nos deixou.

Ele estudou muito, sabia de muitas coisas, talvez segui-lo nestes pontos seja algo muito custoso e trabalhoso, mas passar a agir como ele agiu diante dos erros é algo muito mais simples. Aprender com os nossos erros é o que podemos fazer de imediato para nos aproximarmos de Thomas Edison.

Uma vez, preso no trânsito indo para o trabalho, jurei para mim mesmo nunca mais pegar o mesmo caminho que tinha feito. Ao chegar em casa no mesmo dia, abri o mapa no computador e comecei a estudar outra rota. Percebi que havia uma rota que passava por vários bairros, aparentava ser maior, mas não passava por muitas avenidas. Acreditava ter menos semáforos e carros neste caminho. No dia seguinte resolvi testá-lo. De fato, não haviam tantos semáforos e carros, mas, por passar em bairros, as ruas eram estreitas e tinham muitas lombadas e transeuntes. Os carros que por lá trafegavam andavam em baixa velocidade e como as ruas eram mais estreitas e com veículos estacionados, a ultrapassagem era demorada. Junte tudo isto mais o detalhe que aquele caminho era maior em distância e o resultado foi que cheguei mais atrasado por lá do que se tivesse ido pela rota usual. A minha escolha foi errada, mas depois que aconteceu o fato, analisei com calma e aprendi que indo pelas avenidas, mesmo com faróis e trânsito, era mais rápido. E para evitar um atraso bastava apenas sair mais cedo, já que a cada dia o trânsito era maior.

Sempre após algo dar errado, temos que analisar bem e ver o que aprendemos com isso. Assim como o inventor, eu aprendi mais com esse erro do que com o acerto. Ao chegar no meu serviço pedi desculpas e disse que o atraso não tornaria a acontecer, e de fato não aconteceu, pois passei a sair antes do horário de costume e utilizar o caminho menor com mais velocidade de deslocamento, mesmo com uma demanda grande de carros.

Para tirar algum ensinamento de um erro temos que primeiro assumir que erramos e depois analisar a causa. Uma vez descoberta a causa, ver o que podemos fazer. Fazendo isso, para cada erro, teremos vários ensinamentos e com eles poderemos superar vários obstáculos ao longo de nossa vida.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.