Anjos no céu, enfermeiros na terra!
“Após meses, ela se levantou sozinha, calçou a sandália e deu cinco passos. Cambaleava, como se ainda tivesse um ano de idade, aprendendo a dar um passo após o outro, se equilibrando entre as pisadas. A diferença era que agora tinha 30 anos e estava se recuperando de um acidente. 

Em seus novos passos, não estava sozinha. Estava acompanhada de aplausos, lágrimas e risos de seus mais sinceros amigos: enfermeiros, auxiliares e técnicos. Não podia ser diferente, seu abraço e ‘muito obrigada’ foram direcionados a eles, que estiveram com ela por toda sua jornada de renascimento.”

A enfermagem está presente em nossa vida desde antes do século XVI. Mais do que uma profissão, é uma ciência, uma arte, que só é possível graças a dedicação dos profissionais da área.

Auxiliares, técnicos, enfermeiros, cada um com sua função, contribuem para a melhora da qualidade de vida e da saúde de milhares de pessoas todos os dias, em todo o mundo.

É graças a esses profissionais que podemos falar em humanização na saúde, pois cuidam de nossas famílias como se fossem as deles, com carinho, bom humor e atenção.

Por isso, merecem nosso reconhecimento não apenas em seu dia especial, 12 de maio, dia Internacional do Enfermeiro, mas todos os dias. 

Nos dias, não raros, em que acordam antes das 5h da manhã; nos dias em que fazem 12 horas ou mais (muito mais) de plantão; nos dias em que comemoram as primeiras palavras de um paciente com traqueostomia; nos dias em que ajudam com os primeiros passos de um paciente pós operado; nos dias em que reanimam pacientes em paradas cardiorrespiratórias; nos dias em que celebram o sucesso de um transplante com a família do paciente... 

Enfim, nos dias rotineiros de uma das profissões mais lindas e emocionantes do mundo.


Enfermeiros, auxiliares e técnicos, parabéns!



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.