Muitas vezes admiramos uma pessoa por ela ser 100% disponível, tolerante, tranquila e que sempre diz sim a possibilidade de ajudar, em alguns casos até almejamos ser ela. No entanto, nem sempre essa é a melhor alternativa.

Você já pensou em quanto essa pessoa já perdeu? Em tudo que poderia ter alcançado na vida profissional se tivesse dito mais nãos? Você, por acaso, já parou para avaliar a importância do não para alcançar seu objetivo?

Quando iniciamos um processo de Coaching, precisamos especificar o objetivo adequadamente, aplicar a metodologia para o coachee (cliente) perceber sua meta como mensurável, realista, atrativa e, definir para qual direção deseja caminhar.

Depois, em cada sessão são estabelecidas medidas para alcançar a meta desejada. Todos os passos são definidos pelo indivíduo e levam a tão sonhada alta performance.

Porém, em alguns casos, percebe-se uma demora excessiva na realização das ações. A pessoa deseja muito atingir a meta, entretanto, acaba com sua alta performance ao procrastinar o plano de ação pela falta de habilidade em dizer não.

Certa vez, um coachee estava utilizando a desculpa de que por ser administrador e sócio de uma empresa, era cheio de funções. Então, fiz uma pergunta que o deixou sem graça: “quando sua agenda profissional vai pertencer a você??

Indagado, ele respondeu que a agenda lhe pertencia e que era preciso ajudar o sócio e os funcionários nas suas funções. Repeti a pergunta.

Sem alterar uma única palavra, repeti a pergunta, às vezes sou um pouco insistente. Foi quando ele teve o insight e entendeu como tinha dificuldade em dizer não aos parceiros.

O coachee notou como absorvia funções mesmo quando a outra pessoa tinha capacidade para resolver a questão apresentada.

As pessoas perceberam a dificuldade dele em dizer não e, consciente ou inconscientemente, aproveitavam-se disso. A partir dessa constatação, ele desenvolveu uma estratégia de negar sem dizer não para treinar a habilidade.

Pessoas boazinhas no local de trabalho são queridas por todos, mas tendem a deixar suas atribuições mal feitas e acumuladas e ficam estressadas por sobrecarga.  No exemplo citado, o coachee percebeu como os parceiros de trabalho pediam coisas somente por comodismo.

Ele conseguiu encontrar uma forma de se mostrar prestativo e, ainda assim, manter-se produtivo com suas atribuições. Como resultado, conquistou o alcance da meta e o retorno às atividades físicas há meses em stand-by por falta de tempo.

Como saber o momento certo do não?

Para algumas pessoas, dizer não é algo complicado, pois, têm medo de conflitos ou outros desconfortos trazidos por quem fala ou recebe a negativa.


Por isso, preparei algumas dicas que poderão ajudar a dizer não:


1º) Experimente avaliar a situação com calma. Pensar nos pontos positivos e negativos da situação. Aceitar determinada tarefa, cargo, atribuição ou convite pode trazer algo de bom para você e para quem está pedindo. Depois, faça o mesmo levantamento com pontos negativos. Caso necessário, escreva uma lista.   

2º) Se for importante para você, existem maneiras de oferecer a negativa de modo firme sem ser rude. Comece a perceber sua linguagem corporal. Esteja atento àquilo que deseja transparecer. Note a sua intensidade de forma geral para dizer o não e, aos poucos, adeque a forma desejada.

3º) Assuma a responsabilidade de sair da zona de conforto. Dizer sim para evitar conflitos e sentir-se amado todo tempo pode ser fácil por um determinado período, mas essa facilidade pode desencadear sérios problemas psicológicos.

4º) Estabeleça suas metas adequadamente. Quando você sabe para onde quer ir fica mais fácil se manter no caminho.

5º) Tenha um planejamento. Você terá mais facilidade em dizer não se estiver com um plano detalhado das suas ações voltadas para a realização do seu sonho, meta ou objetivo.

6º) Acredito na sabedoria popular de que o combinado não sai caro. Prometeu ou combinou algo para depois, cumpra. Trata-se de uma relação de confiança. Assim, quando precisar negociar o seu não ou simplesmente dizê-lo sem rodeios, será respeitado.

7º) Mesmo com todos os cuidados para uma comunicação impecável haverá pessoas que não aceitarão a negativa de forma positiva. Reflita se o problema está no seu não ou na falta de preparo do receptor.

E finalmente: assume o lugar desejado na sua vida a partir do sim e nãos que escolher oferecer.

Transforme sonhos em realidade



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.