Exemplifico para ser mais clara: algumas pessoas têm como um de seus valores mais fortes a honestidade, contudo, para uns, agir de acordo com esse valor significa apenas honrar seus compromissos financeiros dentro dos prazos estabelecidos e usufruir somente daquilo que é seu por direito, enquanto para outros, atitudes como comprar um DVD pirata ou baixar músicas da internet fere seu valor de honestidade ao ponto de a pessoa não conseguir fazer. Ambos os exemplos são de pessoas honestas, mas que sentem a necessidade de preencher esse valor de maneiras diferentes. Outras pessoas têm como característica marcante o comprometimento com próximo. Para algumas, isso implica em envolver-se com ações sociais de diversas ordens, enquanto para outras, significa dar o melhor de si para ajudar as pessoas do seu grupo de convívio. São maneiras distintas de ser guiado por um mesmo valor.

Partindo desse pressuposto, cada ser humano encontra-se exatamente onde está hoje pelo fato de ter tomado um conjunto de decisões durante a vida, certamente baseadas nos próprios valores. Se cada um tivesse um único valor, pareceria tudo mais simples, não é mesmo? Contudo, cada pessoa tem uma diversidade de valores que constituem o seu caráter e, às vezes, um valor entra em conflito com o outro.

Existem situações em que as pessoas agem comandadas por um de seus valores e acabam, assim, ferindo outro valor que, para ela, é mais forte, como, por exemplo, nos casos tão comuns em que, para preencher o valor da segurança, os pais acabam ferindo o valor de família, ausentando-se dos seus lares na maior parte do tempo. Pode ser ainda que alguma decisão seja tomada com base em um valor que a pessoa aprecia, mas não necessariamente o possui, como acontece com as mulheres que tentam aderir a uma rotina de atividades físicas e dietas, por influência de amigas ou desejando impressionar o cônjuge, mas não conseguem ter a motivação e a disciplina necessárias, por verem esse estilo de vida como uma questão de saúde e estética, enquanto ambos não são valores fortes seus. E tudo isso vai gerando um conflito interno que, em algum ponto da existência, se torna insustentável.

O fator agravante é o fato de que, no ritmo em que as pessoas do nosso século vivem, poucas permitem-se parar para refletir sobre o conceito, identificar os próprios valores e entender como é que eles tem influenciado suas vidas. E talvez seja essa a principal razão pela qual tanta gente se sente insatisfeita com o trabalho que acreditava ser o ideal, com o relacionamento que se esforçara tanto em manter, com a vida tão farta de coisas e tão vazia de significado.

Buscar o emprego de maior status dentro da sua área de atuação pode ser uma tentativa mal sucedida se status não for um valor seu, a menos que você o faça motivado por outros valores que exerçam ainda mais força dentro de você. Igualmente, as atividades a que você vem resistindo, podem transformar-se em fontes de intensa alegria e profunda realização se você encontrar nelas um propósito, o alimento para seus valores mais fortes. O mesmo princípio se aplica às coisas que admiramos, mas não conseguimos desenvolver em nós, o que gera um sentimento enganoso de incapacidade, quando, na verdade, falta apenas descobrir a motivação certa para fazer, descobrir que valor seria capaz de nos impulsionar na direção do que queremos. Assim, identificar os próprios valores torna-se uma maneira eficaz de se encontrar no próprio caminho. A nossa satisfação em relação àquilo que fazemos, temos e somos está intimamente ligada à congruência entre os nossos valores, objetivos e ações.

O único meio para compreender tudo isso na prática é o autoconhecimento, e o coach é o profissional mais indicado para te ajudar nisso. Com as ferramentas adequadas, pode te conduzir numa viagem para dentro de si, que te permitirá identificar os próprios valores, validá-los com experiências concretas, elucidar a relação existente entre eles e a vida que você tem desfrutado, verificar a congruência entre seus valores mais fortes e os seus objetivos atuais, e o mais importante: desenvolver ações para que esses valores sejam preenchidos frequentemente e que, conhecendo-os, você possa negociar consigo mesmo suas decisões, acreditando tê-las tomado da melhor maneira que poderia, por estar agindo de acordo com o que, de fato, importa para você.

Isso torna verdadeira a afirmação de que “o jeito de cada um é o jeito certo para si”, portanto, conheça seus valores, alinhe-os com seus objetivos, tome decisões coerentes e experimente sentir-se cada vez melhor, ciente de que existe uma infinidade de caminhos para se chegar a um mesmo destino.

Transforme sonhos em realidade


Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.