As organizações de um modo em geral buscam por profissionais equilibrados e não apenas pelas suas qualificações profissionais e por sua autoestima, mas também pela relação genuína no trato com a equipe. Mesmo que durante o processo de trabalho se observe algum obstáculo, estes profissionais conseguem rapidamente identificar e lidar naturalmente, viabilizando assim as relações sociais, sobrepondo os impedimentos e conseguindo resultados surpreendentes, não somente visando seus méritos, mas também acreditando que seus parceiros profissionais fazem parte desta conquista.

Falando agora sobre empatia, a mesma trata-se de uma competência indispensável dentro da inteligência social e nos dando assim a capacidade de compreender e flexibilizar as diferenças dentro do âmbito referente aos relacionamentos interpessoais. Mudar a atitude das pessoas frente as dificuldades enfrentadas no dia a dia torna-se um fator gerador de problemas para a empresa como um todo, portanto é preciso que a alta direção tenha consciência e haja com cautela, porém não esquecendo que o trabalho precisa ser feito.

Quando citamos a relação ensino X aprendizagem, estamos falando de um contexto diretamente ligado ao entendimento da correlação social a qual consequentemente está inteiramente conectada com os fatores emocionais. Neste contexto o ensino é compreendido como a transferência de conhecimento organizado dentro de toda e qualquer atividade.

Levando-se em consideração que a aprendizagem encontra-se incorporada dentro daquilo que foi instruído ao comportamento do ser humano, adotar a inteligência social significa não somente aprender uma aptidão para modificar o comportamento em direção àquilo que foi instruído, mas muito mais importante é seu significado quando trata-se de mudar modelos mentais e ativá-los para que se conectem com a busca pela harmonia.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade da autora identificada abaixo.

  0   0

Silvia Bez

Master Coach

Compôs a liderança comercial de empresas multinacionais e nacionais. Trabalhou em empresas como: Banco Bradesco, Ponto Frio, Ambev, Brasilbrokers. Com mais de 30 anos de experiência em vendas já atendeu com treinamentos e palestras mais de 3 mil pessoas, levando-as com maestria,através da Paixão em Vender, ao sucesso pessoal e profissional.