Tomada de decisão

Tomar decisões não é uma tarefa fácil, principalmente quando envolve relacionamentos tanto profissionais como pessoais. Em qualquer relação alguns laços são feitos e muitas vezes para rompê-los é preciso escolher. A escolha irá gerar consequências que podem ser negativas ou positivas, sendo assim provocará sentimento de dor ou alegria.

O tempo todo estamos decidindo por alguma coisa, muitas vezes até inconscientemente, como quando acordarmos e optamos se vamos trabalhar ou não, o que queremos comer, com quem vamos sair. Essas pequenas escolhas fazem parte da construção humana, porém, durante a vida, é preciso tomar decisões definitivas, as quais precisam ser analisadas com cuidado e cautela.

A decisão radical remete a algo brusco, rápido, violento e muitas vezes precipitado. Por isso, uma decisão definitiva só deve ser tomada depois de muito avaliar a situação, caso não haja outra posição mais amena e menos brusca a se tomar. Para saber como enfrentar uma circunstância dessa, não se pode olhar para a tomada de decisão de forma drástica, brusca e imediatista, pois as pessoas que planejam são melhores sucedidas e uma decisão precipitada não faz parte de um bom planejamento. Por isso acredito que não devemos ser radicais e sim ponderados e analíticos antes de tomar qualquer decisão, estando sempre atentos às consequências que uma ação implicará.

Geralmente ela é mais difícil de ser tomada pelo medo do arrependimento. Na maioria das vezes, a decisão radical pode gerar perdas ou alguma forma de sofrimento, embora tenhamos que reconhecer que, em alguns casos, é extremamente necessário. Quando, por exemplo, uma mulher sofre violência doméstica deve ser radical em sua decisão e denunciar o agressor às autoridades competentes. Caso aconteça o arrependimento, dependendo da situação é possível reverter. Porém, existem casos como agressões físicas que podem ser irreversíveis, por isso precisamos ser flexíveis quando nossa decisão afeta diretamente outras pessoas.

Devemos lembrar que vivemos em sociedade, de modo que nosso maior desejo é manter relacionamentos saudáveis. Então devemos ser cautelosos com o que faremos para não causar danos às pessoas que nos cercam.

Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor do post identificado abaixo.



Autor: Cibele Nardi

Compartilhe

Contato

Telefone e E-mail

+55 (11) 3670-1770
info@slacoaching.org

A Elite do coaching na palma da sua mão

Baixe nosso aplicativo nas plataformas IOS e ANDROID

Redes Sociais

Acompanhe a SLAC em nossos canais e fique por dentro das novidades.

Te Ligamos