Permanecer ou sair de uma empresa em crise?

Especialista em comportamento aponta caminhos para tomar essa decisão

Especialista em comportamento aponta caminhos para tomar essa decisão


Desde março de 2014, quando foi deflagrada pela Polícia Federal, a Operação Lava Jato vem investigando um grande esquema de lavagem e desvio de dinheiro envolvendo a Petrobras, altas empreiteiras do país, grandes empresários e políticos influentes. Os desdobramentos da investigação ganham notícias diárias na imprensa nacional e chocam os brasileiros pelos bilhões de reais desviados. 

A cada semana um novo nome é citado na Lava Jato. E, na maioria das vezes, essa citação está relacionada a grandes empresas por meio de seus diretores e altos executivos, por exemplo. Aquele nome fica marcado. Posteriormente, a empresa e seus profissionais podem escapar da condenação pelos crimes apontados no escândalo, mas a reputação corporativa já ficou comprometida a partir dos indícios de corrupção. 

Neste caso, muitos profissionais correm o risco de terem suas carreiras prejudicadas nesse emaranhado de denúncias da trama policial. Qual atitude deve ter quem trabalha nessas empresas investigadas? Sair imediatamente do emprego? O nome da empresa pode estar nas páginas policiais dos escândalos políticos e também no currículo de um executivo competente sem envolvimento algum.

Para o coach Sulivan França, especialista em comportamento e fundador da Sociedade Latino Americano de Coaching (SLAC), pode ficar difícil para os profissionais de alto cargo das empresas investigadas que queiram mudar de emprego. “Não vai pesar tão negativamente na carreira se o profissional souber lidar com a situação. É possível até sair mais fortalecido dessa crise. O segredo é encarar como um desafio na carreira. Mas é preciso estar atento ao momento certo de abandonar o barco que está afundando – se esse for o caso. Sair no auge do escândalo, por exemplo, pode não ser a melhor opção”, sugere.

De acordo com França, o problema de sair no ponto alto da crise é a má impressão que isso passa para outras empresas, principalmente, quando se trata de altos cargos com funções de confiança. 

“Partindo do pressuposto de que a pessoa é inocente, não há necessidade de pressa e de fuga. Quem não deve, não teme. Se o profissional não deseja realmente permanecer na empresa investigada, a melhor opção é planejar com calma uma mudança de emprego, reciclar suas habilidades e estabelecer metas e objetivo. Estratégia é a palavra chave”, explica o coach. 



Sulivan França, presidente da SLAC Coaching
Sulivan França é Master CoachTrainer pela International Association of Coaching Institutes e Master Trainer da International Association of NLP Institutes. Administrador com mais de 10 anos de experiência em gestão de pessoas, já habilitou mais de 22 mil coaches em treinamentos abertos e in company. Possui certificações internacionais em Life Coaching, Executive Coaching, Team Coaching e Business Coaching. Treinador licenciado pela Corporate Coach-U (EUA) possui, ainda, o licenciamento da Human Perspectives International Inc. (EUA) para formar analistas em Assessment DISC. Sulivan França também ministra cursos, palestras e treinamentos no Brasil e na Europa. 


Sobre a SLAC Coaching
A SLAC Coaching – Sociedade Latino Americana de Coaching oferece aos seus clientes o que há de mais avançado em pesquisas sobre comportamento humano, performance, liderança, gestão de equipes e coaching, contribuindo com o desenvolvimento de estudos e apoiando coaches, diretores, executivos, RHs, gerentes, líderes e organizações.
Apontada pela mídia nacional e internacional como o maior centro de pesquisa e treinamento em coaching da América Latina, a SLAC foi a primeira organização de coaching no Brasil a receber reconhecimento e estabelecer uma parceria com o Institute Of Coaching Professional Association (ICPA), órgão afiliado à Harvard Medical School, reconhecido por sua excelência mundial em pesquisas e inovações na área comportamental. A SLAC também possui certificação da International Association of Coaching Institutes, órgão que regulamenta o uso e a prática do coaching na Europa, e também da Corporate Coach U.

+1
share

Comente

Programa Foco e Gestão com Sulivan França

SLAC Coaching Releases   /   veja mais

Contato / Te ligamos

De segunda a sexta
9:00 - 18:00

+55 (11) 3670-1770

info@slacoaching.org

Av. Francisco Matarazzo
1400 - SP

Sociedade Latino Americana de Coaching

+55 (11) 3670-1770
info@slacoaching.org

São Paulo - Brasil
Centro de Treinamento
Av. Francisco Matarazzo, 1.350
Água Branca - Cep: 05001-100
São Paulo - Brasil
Sede Administrativa
Av. Francisco Matarazzo, 1.400
Água Branca - Cep: 05001-100
CNPJ: 15.229.739/0001-47
Santiago - Chile
Oficina
Suecia 42, Oficina 02
Teléfono: +56 2 2632 5042
Lima - Peru
Oficina
Plaza Ricardo Palma 107 - San Borja
Teléfono: +51 980 037 494
Cartagena - Colômbia
Oficina
Cr 3 6A Esq. Ed. Jasban 407 - B/Grande
Teléfono: +57 5 655 03 01

Conteúdo Registrado ®
Todos os Direitos Reservados
Cópia Proibida.