Olhar pra trás ou olhar pra meta?

“Se...”. Todos nós já iniciamos frases dessa forma pelo menos uma vez. “Se eu não tivesse feito aquilo”, “Se eu tivesse falado isso”, “Se eu pudesse voltar no tempo...”. A realidade é que: Você não pode voltar no tempo. Então, o que podemos fazer hoje para alcançarmos nossos objetivos?

Olhar o passado e avaliar nossas ações pode nos dar mais confiança de que não cometeremos mais os mesmos erros, mas também pode se tornar facilmente uma armadilha para ficarmos eternamente presos ao passado e nos ater ao passado significa nos distanciar ainda mais das nossas metas. Mas, o que fazer quando temos uma meta e não temos foco?

O ser humano tem a necessidade natural de ser motivado, pois a motivação é o ímpeto que o leva ao movimento. Acontece que, todas as nossas escolhas acabam sendo influenciadas pelos nossos valores e pela maneira como enxergamos o mundo. O que elegemos como importante é o que mais irá nos motivar. E são com essas motivações que devemos estabelecer nossas metas, enxergarmos nossa realidade, identificar as opções que temos e delimitar o que podemos fazer para nos aproximarmos ainda mais do nosso objetivo.

Outra realidade é que a maioria de nós sente mais empolgação em fazer algo, quando temos alguém que nos apoie e vibre com nossas conquistas. Veja bem: não estamos falando em “trabalho individual” ou “trabalho em equipe”. Essa é outra questão completamente diferente e clara: uns trabalham melhor sozinhos, outros em grupo. Mas o assunto aqui é o apoio, a vibração, é o “alguém a quem podemos dar uma satisfação”. É ter o personal trainer pra te apoiar na sua meta e para quem você vai dizer: Cumpri! Alcancei meu objetivo!

Como diria Alan e Barbara Pease, “sentir-se importante é uma necessidade humana permanente, é a característica que distingue o ser humano dos animais”. Procure cercar-se de pessoas que reconheçam o seu potencial, suas capacidades e seus valores. Traga do seu passado apenas o modelo do que “não fazer” e o que “fiz e deu certo”. Agarre-se aos seus princípios, foque na sua meta, encha-se de entusiasmo e lembre-se do quão importante será mudar comportamentos, quando for necessário. Não consegue sozinho? Busque um “personal trainer”, que trabalhe suas ações e estímulos.

A mudança começa por você. Pense nisso!

Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor do post identificado abaixo.



Autor: THALYTA
Empresária, Consultora e Coach. Atua com Práticas de Gestão Administrativas, ministra cursos e treinamentos e coordena projetos através da Laguna & Associados Inteligência Empresarial. Pós graduada em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas. Membro e Professional Coach pela Sociedade Latino Americana de Coaching. Analista em Assessment DISC pela Inscape Publishing (EUA).

Compartilhe

Contato

Telefone e E-mail

+55 (11) 3670-1770
info@slacoaching.org

A Elite do coaching na palma da sua mão

Baixe nosso aplicativo nas plataformas IOS e ANDROID

Redes Sociais

Acompanhe a SLAC em nossos canais e fique por dentro das novidades.

Te Ligamos