Uma forma útil para dar início a esse processo é entrevistar o presidente e a equipe executiva a fim de validar a visão, a missão, os valores e as metas organizacionais mais amplas da empresa. Uma vez esclarecidos esses pontos, grupos de discussão (inclusive pessoas de todos os níveis e todas as áreas da organização) podem passar a trabalhar na identificação das competências e comportamentos centrais necessários para o sucesso futuro.
A finalidade desses grupos de discussão é dupla: em primeiro lugar, o envolvimento de pessoas de diversos níveis e de todas as partes da empresa assegura que o perfil captará de modo preciso os fatores de sucesso referentes a toda a empresa, não apenas à sua sede. Em segundo lugar, porém não menos importante, o seu envolvimento assegura um sentido de “propriedade” do produto final. Esse perfil de liderança não é uma teoria qualquer de algum professor de faculdade, nem algo determinado pela alta administração. Trata-se de um conjunto singular de competências e comportamentos de liderança que tais pessoas ajudaram a criar. Em seguida, a lista é desenvolvida ao presidente para aprovação afinal.


Determine que é capaz de fornecer feedback significativo

Para a obtenção dos melhores resultados, os fornecedores de feedback devem transmiti-lo anonimamente e representar as fontes válidas e críveis que mais bem conhecem o trabalho do líder. Quase com certeza elas incluiriam o seu chefe e quaisquer subordinados diretos. Outras fontes válidas podem ser integrantes da equipe, clientes internos, colegas, ou clientes externos.

Conduza uma reunião de orientação (presidida por um executivo sênior) a fim de expor o processo e fornecer treinamento sobre como transmitir feedback às outras pessoas. Essa etapa é freqüentemente omitida, pois o processo aparenta ser tão singelo que nenhuma explicação seria necessária. Contudo, tanto as pessoas que transmitem feedback como as que o recebem encaram o processo com um certo grau de ansiedade, de modo que uma reunião inicial pode ser útil para explicar como e por que o perfil de liderança foi concebido.

Essa reunião também serve para instruir os participantes sobre como preencher o modelo da pesquisa, para responder quaisquer perguntas e para aplacar quaisquer receios quanto à absoluta confidencialidade dos resultados para a pessoa que estiver recebendo o feedback e quanto ao anonimato daqueles que o estiverem fornecendo.

Colete o feedback

A tecnologia atual permite coletar tudo on-line pela internet ou por intranet e, ainda, preservar a confidencialidade do gerente e ao anonimato daqueles que fornecem o feedback. O feedback é compilado num relatório sumário por um terceiro externo à empresa. O relatório é entregue diretamente ao gerente que está recebendo o coaching.

Marshall Goldsmith em Coaching: o exercício da liderança, editora Campus, 2003.

Sulivan França
Atual Presidente da Sociedade Latino Americana de Coaching, Sulivan França é Master Coach Trainer por meio da International Association of Coaching Institutes, possui licenciamento individual conferido pelo Behavioral Coaching Institute (BCI) e credenciamento individual junto a International Association of Coaching (IAC) além de Master Trainer por meio da International Association Of NLP Institutes.
Siga-me noGOOGLE+


Compartilhe

Artigos Sobre Coaching

VER MAIS

Contato

Telefone e E-mail

+55 (11) 3670-1770
info@slacoaching.org

A Elite do coaching na palma da sua mão

Baixe nosso aplicativo nas plataformas IOS e ANDROID

Redes Sociais

Acompanhe a SLAC em nossos canais e fique por dentro das novidades.

Te Ligamos