A engenharia comportamental e o coaching organizacional

A utilização do Coaching Organizacional para reduzir os riscos e as resistências na implementação do planejamento estratégico, utilizando a Engenharia Comportamental como ferramenta de avaliação do estado atual da organização.

Quantos casos são encontrados de organizações que montaram bons planos estratégicos e fracassaram na implementação destes planos? Quantas organizações mudaram suas estratégias, falharam na implementação destas estratégias e tiveram grandes perdas em seus resultados?

O Coaching Organizacional tem como objetivo levar a organização contratante a atingir resultados concretos com base em seu Planejamento Estratégico, através da Gestão de Mudanças e do Desenvolvimento de Pessoas, buscando de forma harmoniosa reduzir as resistências muito comuns na implantação de mudanças.

Muitas vezes uma organização se vê obrigada a se reposicionar no mercado ou mesmo decide mudar sua cultura e estas mudanças impactam diretamente o dia a dia das pessoas, funcionários, clientes, fornecedores e a sociedade, neste ponto são encontrados Gaps entre as expectativas da Organização com a implementação do Plano Estratégico e as dos envolvidos.

Este é o ponto chave que o Coaching Organizacional visa atacar, quais são os Gaps entre o Plano Estratégico da organização e a realidade atual desta mesma organização? Como estes gaps podem ser trabalhados de forma a minimizar os impactos e garantir o engajamento dos envolvidos da melhor forma possível?

A Engenharia Comportamental é uma poderosa ferramenta que possibilita identificar os pontos chave a se desenvolver no processo de Coaching, nela são analisados o Individual e o Ambiente.


Individual

Conhecimentos e Habilidades – as pessoas tem os conhecimentos, experiencias e habilidades necessárias para mudança desejada.

Capacidades – as pessoas tem capacidade de aprender o que é necessário.

Motivos – os motivos estão alinhados.


Ambiente

Informações – as informações de desempenho são compartilhadas.

Recursos – os recursos são geridos de forma a melhorar o desempenho.

Incentivos – há oportunidades de desenvolvimento de carreira e obtenção de sucesso.

O resultado deste levantamento gera exatamente quais são as questões que precisam ser trabalhadas e que serão impactadas pelo Plano Estratégico da organização, levantadas quais opções de tratamento para cada questão, um plano de ação é montado e desta forma, a implementação fica muito mais clara e com menores riscos de resistências.



Informamos que esse texto é de inteira responsabilidade do autor identificado abaixo.

Luciano Alexandre dos Santos Silva

Luciano Alexandre dos Santos Silva

Master Coach

Gestão de projetos estratégicos, Analise de dados Estatísticos, Business Intelligence, Balance Score Card e Gestão de Pessoas.

+1
share

Comente

Programa Foco e Gestão com Sulivan França

Artigos dos Membros SLAC Coaching   /   veja mais

Contato / Te ligamos

De segunda a sexta
9:00 - 18:00

+55 (11) 3670-1770

info@slacoaching.org

Av. Francisco Matarazzo
1400 - SP

Sociedade Latino Americana de Coaching

+55 (11) 3670-1770
info@slacoaching.org

São Paulo - Brasil
Centro de Treinamento
Av. Francisco Matarazzo, 1.350
Água Branca - Cep: 05001-100
São Paulo - Brasil
Sede Administrativa
Av. Francisco Matarazzo, 1.400
Água Branca - Cep: 05001-100
CNPJ: 15.229.739/0001-47
Santiago - Chile
Oficina
Suecia 42, Oficina 02
Teléfono: +56 2 2632 5042
Lima - Peru
Oficina
Plaza Ricardo Palma 107 - San Borja
Teléfono: +51 980 037 494
Cartagena - Colômbia
Oficina
Cr 3 6A Esq. Ed. Jasban 407 - B/Grande
Teléfono: +57 5 655 03 01

Conteúdo Registrado ®
Todos os Direitos Reservados
Cópia Proibida.